Alefla: Não reinventa mas possui um senso de composição enorme

Resenha - End Of The World - Alefla

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Vitor Hugo Franceschini, Fonte: Arte Metal
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Ultimamente parece que tudo que Tito Falaschi (ex-Symbols) toca vira ouro. Afinal, este debut dos paulistas do Alefla foi produzido, mixado, masterizado e ainda contou com participação e arranjos do renomado músico e produtor. Claro, o talento do Alefla vem em primeiro lugar e isso tem de sobra aqui.
5000 acessosUltimate Classic Rock: astros da luta-livre que parecem com os membros do Metallica5000 acessosHermes e Renato: Homenagem ao Dolly Guaraná com música do Nirvana

Apesar de ser formada há 10 anos, a banda passou por muitas dificuldades com a formação (assim como qualquer outro grupo), por isso certo atraso no lançamento de seu primeiro trabalho. O grupo também iniciou suas atividades tocando covers e passou a compor alguns anos depois.

Decisão certa tomada, rumaram para o famigerado e, de certa forma, saturado Power Metal e acertaram o alvo. O Alefla não reinventa nada, mas possui um senso de composição enorme, criando músicas fortes, enérgicas com refrãos cativantes, conseguindo se diferenciar de muita coisa genérica que vemos dentro do estilo.

Se utilizando de uma boa variação rítmica, peso na medida certa e melodias interessantes, a banda destila em quase todas as composições um som que atrai o ouvinte desde o início, o fazendo querer ouvir cada vez mais o trabalho. Com coesão, a banda se utiliza de uma roupagem bem atual, tendo na produção um dos grandes trunfos.

Outro ponto a se destacar são os vocais de Fla Moorey que fogem do comum, afinal ela explora bem seu timbre natural e ainda conta com apoio do guitarrista Alexandre Nascimento (que canta muito, aliás). Destaque para as faixas Believe Now, Wind Blows... Time Flows (com participação de Tito Falaschi), a típica Seven Sign e Hope to Live, essa última uma das primeiras composições da banda. Ótima estreia!

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Outras resenhas de End Of The World - Alefla

223 acessosAlefla: Metal tradicional com toques de melódico342 acessosAlefla: Se credenciando a vaga no 1º escalão do Metal nacional216 acessosAlefla: Dando ainda mais gás ao Power Metal257 acessosAlefla: Metal melódico ressurge com toda sua força

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Alefla"

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Alefla"

UCRUCR
Astros da luta-livre que parecem com os membros do Metallica

Hermes e RenatoHermes e Renato
Homenagem ao Dolly Guaraná com música do Nirvana

PanteraPantera
Histórias de horror na América do Sul

5000 acessosAC/DC: Axl conta por que Angus vive correndo no palco5000 acessosCDs: sua coleção pode valer uma fortuna e você nem sabe disso5000 acessosMustaine: por que ele perdeu seu emprego no Metallica?5000 acessosUltraje: Roger conta quem escolheu a banda para abrir pros Stones5000 acessosGuitarras: as 10 melhores guitarristas de todos os tempos5000 acessosVH1: os melhores momento do rock e pop na história

Sobre Vitor Hugo Franceschini

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online