Matérias Mais Lidas


Stamp

Alefla: Se credenciando a vaga no 1º escalão do Metal nacional

Resenha - End Of The World - Alefla

Por Alexandre Sparrow
Fonte: MCA Blog
Postado em 28 de abril de 2015

Nota: 8

Segue resenha do trabalho da Banda Alefla, END OF THE WORLD, realizado pelo Blog MCA, musicacontinuaamesma, onde Leandro Vieira explanou seu sentimento na audição do album.

Na maior parte do tempo, me pergunto o porquê da má vontade de uma parte considerável dos headbangers brasileiros para com as bandas nacionais de trabalho autoral, já que muitas não ficam nada a dever com relação a nomes de porte médio do exterior, em alguns casos até mesmo inferiores, que conseguem ter bom público no Brasil. Não entenda isso como um daqueles discursos ufanistas feitos por certos setores da nossa cena, de que o apoio a toda banda nacional deve ser irrestrito. De forma alguma cometeria tal insanidade, já que sim, existem nomes por esses lados que realmente são fracos, mas vou sempre defender o respeito e valorização das bandas que possuem qualidade. E olha, essas não são poucas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 1

A esse grupo, podemos a partir de hoje incluir a paulistana Alefla. End of the World é seu trabalho de estréia e a proposta aqui é praticar uma mescla de Metal Tradicional com Power Melódico que, se não apresenta grandes novidades, pode ser considerado muitíssimo bem feito. Tentando situar o ouvinte de alguma forma, tente imaginar uma mistura do Stratovarius dos bons tempos com o Iron Maiden, mas com uma dose de personalidade própria. O primeiro ponto que me chamou a atenção aqui é a maturidade demonstrada pelo Alefla, já que se o ouvinte não souber que se trata de um debut, vai pensar que estamos diante de uma banda com diversos cd’s já lançados. A parte vocal também me chamou muito a atenção, já que apesar de contarem com uma vocalista de muito boa qualidade, Fla Moorey, diversos duetos são realizados com o guitarrista Alexandre Nascimento, que mostra possuir ótima voz. Isso acaba dando uma dinâmica bem legal às faixas onde tal artifício é utilizado, saindo assim do lugar comum do estilo. Musicalmente, temos o esperado, ou seja, bons riffs e solos, melodias de qualidade, alguns refrões que grudam na mente, bastante peso e uma parte rítmica de qualidade, que dá a diversidade necessária ao álbum. Elogie-se aqui o fato de não apelarem para aquela fórmula batida de músicas velozes e bumbo duplo. Destaques para "Watching Over Me", "Wind Blows… Time Flows" (com participação de Tito Falaschi, que também produziu o álbum), "Battlefield", "Seven Sign", "Hope To Live", "Eyes Of The Soul" e "Walking Through The Night".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 2

A produção é de muito boa qualidade, sendo possível escutarmos todos os instrumentos perfeitamente. Sem duvida alguma, mais um belo trabalho de Tito Falaschi. Demonstrando muita maturidade para um primeiro álbum e potencial para crescer, o Alefla mostra a sua cara e se credencia a uma vaga no primeiro escalão do Metal nacional nos próximos anos.

Alefla - End of the World (2015)
MS Metal Records - Nacional

01. Beginning Of The End
02. Watching Over Me
03. Believe Now
04. End Of The World
05. Wind Blows… Time Flows
06. Battlefield
07. Seven Signs
08. Miracle
09. Hope To Live
10. Killing Sparrow
11. Eyes Of The Soul
12. Walking Through The Night

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 3

Outras resenhas de End Of The World - Alefla

Alefla: Não reinventa mas possui um senso de composição enorme

Alefla: Metal tradicional com toques de melódico

Alefla: Dando ainda mais gás ao Power Metal

Alefla: Metal melódico ressurge com toda sua força

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Summer Breeze 2024

Perc3ption: a arte levada ao extremo

Resenha do Álbum do Insânia ao vivo no Underground Nativa III

Sentença de Morte: Death Metal para quem curte Death Metal bem executado

Triumph Of Death, projeto de Tom Warrior, resgata ao vivo parte do passado do Hellhammer

Spiritual Cramp acerta a fórmula, mas álbum satura em 26 minutos

Estreia do Superbloom traz de volta o grunge protagonista dos anos 1990

Stratosphere Project: O eco estrondoso da Via-Láctea fundindo-se nas dimensões ocultas

Osbourne: pesado, mas antes de tudo moderno

Resenha - Dark Side of The Moon - Pink Floyd

Resenha - Vovin - Therion

Resenha - P.U.L.S.E. - Pink Floyd


publicidadeAdriano Lourenço Barbosa | Airton Lopes | Alexandre Faria Abelleira | Alexandre Sampaio | André Frederico | Ary César Coelho Luz Silva | Assuires Vieira da Silva Junior | Bergrock Ferreira | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Alexandre da Silva Neto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cláudia Falci | Danilo Melo | Dymm Productions and Management | Efrem Maranhao Filho | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Fabio Henrique Lopes Collet e Silva | Filipe Matzembacker | Flávio dos Santos Cardoso | Frederico Holanda | Gabriel Fenili | George Morcerf | Henrique Haag Ribacki | Jesse Alves da Silva | João Alexandre Dantas | João Orlando Arantes Santana | Jorge Alexandre Nogueira Santos | José Patrick de Souza | Juvenal G. Junior | Leonardo Felipe Amorim | Luan Lima | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Marcus Vieira | Maurício Gioachini | Mauricio Nuno Santos | Odair de Abreu Lima | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Ricardo Cunha | Richard Malheiros | Sergio Luis Anaga | Silvia Gomes de Lima | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Victor Adriel | Victor Jose Camara | Vinicius Valter de Lemos | Walter Armellei Junior | Williams Ricardo Almeida de Oliveira | Yria Freitas Tandel |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

 
 
 
 

RECEBA NOVIDADES SOBRE
ROCK E HEAVY METAL
NO WHATSAPP
ANUNCIAR NESTE SITE COM
MAIS DE 4 MILHÕES DE
VIEWS POR MÊS