Wagner Gracciano: guitarrista não se prende a um rótulo

Resenha - Across the Universe - Wagner Gracciano

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Pierre Cortes
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 10


Embora o guitarrista Wagner Gracciano já tenha tempos de experiência na música, somente em 2013 lança seu primeiro trabalho solo, o excelente "Across the Universe". Bem mais do que um simples álbum instrumental que demonstra toda a técnica e talento desse guitarrista, a obra é, na realidade, uma experiência musical bem planejada e deliciosa de se ouvir.

Jethro Tull: a fúria de Ian Anderson pra cima do Led ZeppelinMick Jagger: em cerimônia na escola do filho em São Paulo

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Gracciano não se prende a um rótulo específico, visto que encontramos uma variedade de elementos por aqui. Há Rock, Heavy Metal, Progressive Metal, Jazz, mas principalmente muita criatividade e originalidade neste trabalho. Já o Line-up é formado por vários músicos que participam de músicas distintas, havendo uma presença bastante constante dos seguintes elementos: Marcelo Rodriguez - Órgão, Sintetizadores, Piano; Roberto Milazzo - Baixo; Guilherme Santana - Bateria.

Embora a guitarra seja aqui o elemento principal, muito impressiona o quanto os instrumentos se harmonizam entre si e a obra como um todo é que se torna o grande destaque. Há peso, harmonia, melodia, passagens mais atmosféricas e doses de melancolia nas composições.

Fica até complicado eleger um destaque, mas aqui vão alguns: "Journey Into the Unknown" tem um riff bem marcante e cheio de energia; "Across the Universe - Part. I" começa bem leve e há trechos em que a guitarra chora; "As a Prayer" é a única faixa em que temos vocal e estes soam como um coro belíssimo nas vozes de Adhemar Rocha e Roberta Gleyce; "Act I - A Breath of Life" tem uma introdução melancólica por conta dos violinos de William Isaac, além das inúmeras variações de ritmo em seu decorrer e que, em determinados trechos, assemelha-se a uma trilha sonora cinematográfica.

"Across the Universe" é, sem qualquer sombra de dúvida, um álbum de extremo bom gosto, bem executado e feito com paixão por quem entende de música. E fica aqui nossos parabéns ao mentor da obra e a todos os que nela participam. Absolutamente recomendado para quem curte música feita com qualidade.

Banda: Wagner Gracciano
País de Origem: Brasil
Título do álbum: Across the Universe
Ano: 2013
Estilo: Rock Instrumental
Gravadora: Independente

Line-up:

Wagner Gracciano - Guitarra
Músicos convidados - Demais instrumentos

Faixas:

1. Journey Into the Unknown
2. Broken System
3. Across the Universe - Part. I
4. Chaotic World
5. As a Prayer
6. My Own World
7. Act I - A Breath of Life
8. Act II - When the Eyes Open
9. Act III - The Evil Government and the Birth of Good
10. Act IV - The Ressurection, the Victory and Eternity

Sites:

https://www.facebook.com/WagnerGraccianoAcrossTheUniverse
https://twitter.com/wagnergracciano
http://palcomp3.com/wagnergracciano/
https://soundcloud.com/wagner-gracciano


Outras resenhas de Across the Universe - Wagner Gracciano

Wagner Gracciano: Abrangente e de ótimo bom gostoWagner Gracciano: Talento e bom gusto na música instrumental




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Wagner Gracciano"


Jethro Tull: a fúria de Ian Anderson pra cima do Led ZeppelinJethro Tull
A fúria de Ian Anderson pra cima do Led Zeppelin

Mick Jagger: em cerimônia na escola do filho em São PauloMick Jagger
Em cerimônia na escola do filho em São Paulo


Sobre Pierre Cortes

Pierre Cortes, paulistano, bacharelado em Publicidade e em Cinema, amante da fotografia e escrita, apreciador do Heavy Metal e todas as suas subdivisões desde o início dos anos 80, colaborador do Whiplash.Net desde 2011, Twitter - @pierrecortes.

Mais matérias de Pierre Cortes no Whiplash.Net.

adGoo336