Magenta Harvest: Nome estranho e som surpreendente

Resenha - Volatile Waters - Magenta Harvest

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Vitor Franceschini
Enviar Correções  

publicidade

8


Com um nome bem esquisito para os nossos padrões, esses finlandeses fazem um som de muita qualidade. Este é o primeiro álbum da banda e já demonstra grande profissionalismo e uma boa produção sonora, além de mostrar uma banda muito coesa. Apesar de formada em 2005, a banda havia lançado apenas duas demos anteriormente.

Separados no nascimento: Alice Cooper e Gretchen

Lemmy Kilmister: "Esta coisa de Black Metal me faz rir!"

O foco do grupo é o Death Metal e o interessante é que Mathias Lillmåns (vocal), Timo Hanhikangas e Timo Kontio (guitarras), Jonas Frilund (baixo) e Janne Manninen (bateria) mesclam diversas facetas do subgênero em sua sonoridade, demonstrando influências que passam pelos grupos da Escandinávia, Flórida e até Thrash Metal.

Há momentos, como na faixa título, por exemplo, que a banda investe no Death Metal puro e simples seguindo uma linha até ‘old school’. Em outros, como em Spawn of Neglect, a banda investe na melodia, honrando as influências da Escandinávia, e mostrando sua versatilidade.

O mais interessante é que a banda mantém sua personalidade e característica, tanto nos momentos mais brutais quanto nos mais melódicos. O equilíbrio é um dos destaques do Magenta Harvest, assim como as faixas Apparition of Ending, Interrupted Fleshwork e A Symposium of Frost, esta última a melhor do disco.

http://www.magentaharvest.com/
https://www.facebook.com/MagentaHarvest



Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Separados no nascimento: Alice Cooper e GretchenSeparados no nascimento
Alice Cooper e Gretchen

Lemmy Kilmister: Esta coisa de Black Metal me faz rir!Lemmy Kilmister
"Esta coisa de Black Metal me faz rir!"


Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin