Divine Pain: Projeto do guitarrista do Malefactor

Resenha - Immortality - Divine Pain

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Ver Acessos

publicidade

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Danilo Coimbra, guitarrista da clássica banda baiana Malefactor desde 1992, arregaçou as mangas e resolveu investir em um projeto 'one-man-band' criando o Divine Pain. Em 2008 lançou o EP "...Tomb Of The Sun" e no ano passado, mais precisamente em agosto, soltou seu debut, este "Immortality".

Separados no nascimento: Eddie e Seu MadrugaQuando shows dão errado: 25 apresentações desastrosas

Fugindo bem de sua banda - que investe em um Death Metal épico e melódico - a sonoridade do Divine Pain caminha para o lado mais extremo, direto e maléfico da coisa. Algo como costumamos chamar de Blackened Death Metal.

Tocando todos os instrumentos, Danilo obviamente mostra um grande trabalho nos riffs de guitarras que soam na linha do Brutal Death Metal como se fossem máquinas trituradoras. Os solos também são muito bons, com certa dose de melodia e virtuosismo, caindo bem nas composições.

A cozinha mantém aquela pegada extrema, com direito a 'blast beats' em uma bateria programada muito natural que mais parece um kit convencional mesmo. Os vocais de Danilo soam na melhor forma gutural cavernoso vomitando letras que expressam o lado negro das espécies.

A produção muito boa, a cargo do próprio Danilo juntamente com Júlio Gouveia, deu um ar mais atual à sonoridade do Divine Pain. Um trabalho muito bem feito e indicado a fãs de Belphegor, Behemoth e afins.

http://www.myspace.com/divinepaindeath
divinepain@gmail.com


Outras resenhas de Immortality - Divine Pain

null




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Divine Pain"Todas as matérias sobre "Malefactor"


Malefactor: Os discos que marcaram Lord VladMalefactor
Os discos que marcaram Lord Vlad

Death Metal: mais cinco álbuns nacionais que você deve escutarDeath Metal
Mais cinco álbuns nacionais que você deve escutar


Separados no nascimento: Eddie e Seu MadrugaSeparados no nascimento
Eddie e Seu Madruga

Quando shows dão errado: 25 apresentações desastrosasQuando shows dão errado
25 apresentações desastrosas

Bandas extremas: 10 álbuns que causaram surpresaBandas extremas
10 álbuns que causaram surpresa

Slash: uso excessivo de drogas chocou David BowieQueen: novas fotos do recluso John DeaconJingle true: "Ooolha o Léééééééó ha ha ha ha ha ha ha ha!"Ted Nugent: o que ele faria se seu filho fosse gay?

Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336