Omfalos: Originalidade constante no Metal Extremo

Resenha - Cotton candy rendezvous - Omfalos

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Écio Souza Diniz, Fonte: Polvora Zine
Enviar correções  |  Ver Acessos

publicidade

Nota: 9


Se no primeiro álbum, "Idiots savants" (2011), a dupla Zé Misanthrope (vocal) e Thormianak (guitarra, baixo e teclado) já surpreendeu, apresentando algo singular para o Metal Extremo nacional, neste segundo álbum da banda foi além novamente.

David Lee Roth: o vergonhoso teste de Matt Sorum para a bandaMarilyn Manson: "Sou o monstro do Lago Ness! Sou o Bicho Papão!"

No geral, Cotton candy rendezvous consiste de canções mais longas, que caminham bravamente entre os sentimentos da dor, desespero, fúria e um sono profundo. Outro detalhe que se mantêm diferencial no Omfalos é sua arte gráfica, pouco usual para um grupo cuja linha frequente é o Black metal.

Vale ressaltar que a banda nunca se manteve presa a apenas o estilo citado, há flertes com o Doom, exemplo de "Unlike father, unlike son" (com seus riffs carregados e distorcidos e atmosfera densa); Crust (a lá Impaled Nazarene), caso de "A leap of Faith"; gothic, vide a veia vintage de "A cross too heavy to carry", com alternância de vocal limpo e rasgado, e "All we love all we leave behind". Na pegada tipicamente Black metal, destaca-se "Shattered perspectives", que entra rasgando tudo com grandes rapidez e técnica, esbanjando solos bem feitos e harmônicos.

Os momentos mais perturbadores da consciência humana se encontram nas passagens mais lentas das sombrias "Forsaken" (cresce em agressividade), "What would I say if I had another day" e na faixa titulo. O encerramento com a acústica e instrumental "It's said and done" tira o ouvinte do atordoamento para um descanso tranquilo. O contexto lírico, que trata de como cada pessoa sente e visualiza a morte de alguém, aqui teve uma trilha sonora perfeita.

Evolução, ousadia e 'know-how'. Precisa dizer mais alguma coisa?

Faixas:
1-Unlike father, unlike son
2-Shattered perspectives
3-All we love, all we leave behind
4-A cross too heavy to carry
5-A leap of Faith
6-Forsaken
7-What would I say if I had another day
8-Cotton candy rendezvous
9-It's said and done

https://www.facebook.com/omfalossavants?ref=ts&fref=ts




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Omfalos"


David Lee Roth: o vergonhoso teste de Matt Sorum para a bandaDavid Lee Roth
O vergonhoso teste de Matt Sorum para a banda

Marilyn Manson: Sou o monstro do Lago Ness! Sou o Bicho Papão!Marilyn Manson
"Sou o monstro do Lago Ness! Sou o Bicho Papão!"

Black Sabbath: mais uma do Tony Iommi pra cima do pobre Bill WardBlack Sabbath
Mais uma do Tony Iommi pra cima do pobre Bill Ward

Em cana: os rockstars em suas fotos mais constrangedorasEm cana
Os rockstars em suas fotos mais constrangedoras

Hard Rock e Heavy Metal: Os 10 videos mais toscos sem quererHard Rock e Heavy Metal
Os 10 videos mais toscos "sem querer"

Iron Maiden: dez dos melhores solos de guitarra de Adrian SmithIron Maiden
Dez dos melhores solos de guitarra de Adrian Smith

Guns N' Roses: detalhes do piano de Axl RoseGuns N' Roses
Detalhes do piano de Axl Rose


Sobre Écio Souza Diniz

Graduado em Ciências Biológicas e pesquisador na área de Ecologia e Evolução vegetal, sempre foi aficionado por leituras sobre o mundo do Rock/Metal. Além do metal, tem como paixões filmes de terror e épicos. Já participou como vocalista de várias bandas de Death/Grind, mas como nenhuma vingou se encontrou melhor em redigir matérias, fundando há alguns anos atrás o Pólvora Zine. Colabora também com vários sites especializados e com a revista Roadie Crew. Suas bandas preferidas são Iron Maiden, Black Sabbath, Dio, Dorsal Atlântica, Candlemass e Sarcófago.

Mais matérias de Écio Souza Diniz no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336