RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemA música de Raul Seixas que salvou a carreira de Chitãozinho e Xororó

imagemPor que Lemmy odiava tocar "Ace of Spades" nos shows do Motörhead

imagemA atitude punk da Legião Urbana que causou irritação e deu trabalho na gravação

imagemOmelete diz que heavy metal pertence agora à nova geração e não ao tiozão headbanger

imagemQuatro músicas de artistas brasileiros que citam Os Paralamas do Sucesso

imagemO hit dos Beatles que talvez seja sobre drogas e que "Jesus" acompanhou gravação

imagemO conselho realista de John Petrucci para bandas que estão começando agora

imagemO brasileiro com a voz parecida com a de Axl Rose que viralizou no TikTok

imagemDeep Purple: David Coverdale revela quem quis como substituto de Ritchie Blackmore

imagem"Quem não gosta de Beatles bom sujeito não é", diz João Gordo

imagemAndi Deris tem problemas de saúde e shows do Helloween são adiados

imagemProdutor da turnê de Paul Di'Anno explica problemas no primeiro show

imagem5 motivos para assistir ao novo RockGol 2023 que estreia em fevereiro

imagemClipe de "From The Ashes" ultrapassa 1 milhão de views e Fernanda Lira celebra

imagemO Raul Seixas não era nada daquilo que ele falava, diz ex-parceiro musical


Bruce Dickinson: "Tattooed Millionaire", sua estreia solo

Resenha - Tattooed Millionaire - Bruce Dickinson

Por Ivan Carlos Miranda
Postado em 25 de outubro de 2013

Após sete anos como vocalista da banda de HEAVY METAL britânica IRON MAIDEN, BRUCE DICKINSON decide que é hora de experimentar algo diferente, e emprega todo seu talento e criatividade em um novo trabalho. Com uma pegada HARD ROCK e músicas muito diferentes dos grandes clássicos que o consagraram, é lançado em maio de 1990, TATTOOED MILLIONAIRE, primeiro álbum de sua carreira solo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A gênesis da obra se deu quando DICKINSON, com a ajuda do guitarrista e velho amigo, JANICK GERS (ex-WHITE SPIRIT) gravou, no ano de 1989, "BRING YOUR DAUGHTER... TO THE SLAUGHTER", canção que fez parte da trilha sonora do filme "A NIGTMARE ON ELM STREET 5... THE DREAM CHILD" e posteriormente do álbum "NO PRAYER FOR THE DYING" do IRON MAIDEN. FABIO DEL RIO (bateria) e ANDY CARR (baixo) completam a banda. TATTOOED MILLIONAIRE, embora não figure entre os melhores álbuns de BRUCE DICKINSON, posições ocupadas por "ACCIDENT OF BIRTH" e "CHEMICAL WEDDING", faz-se indispensável pela interpretação perfeita de DICKINSON e pela qualidade de suas canções. Esse é sem dúvida um registro do vocalista em seu auge em agressividade, "cantando com as entranhas". Entre os anos de 1989 a 1992 o timbre de sua voz foi incomparável. Isso pode ser notado também nos álbuns do IRON MAIDEN no mesmo período.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A parceria DICKINSON e GERS deu tão certo em TATTOOED MILLIONAIRE, que quando ADRIAN SMITH decidiu deixar o IRON MAIDEN em 1989, DICKINSON o convidou para ser o novo guitarrista, cargo que ocupa até hoje, resistindo até mesmo à tempestades como a saída de DICKINSON em 1993, a era BLAZE e o retorno de ADRIAN SMITH e DICKINSON em 1999, quando ninguém imaginava que ele continuaria na banda. A prova de que a dupla sempre funcionou muito bem, esta no memorável DIVE! DIVE! LIVE!, um show com uma performance alucinante de GERS. Entre as composições inéditas de TATTOOED MILLIONAIRE, encontra-se um cover, "ALL THE YOUNG DUDES" de DAVID BOWIE.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Destaques do álbum: SON OF A GUN, TATTOOED MILLIONAIRE, BORN IN '58, ALL THE YOUNG DUDES e GYPSY ROAD.

Tracklist:

1 - SON OF A GUN - Uma música muito bem composta, vocal agressivo e pesado, alternados entre trechos suaves, em que pode-se ouvir somente bateria e voz, e outros mais poderosos em que a banda toda explode. Destaque para o momento que antecede o solo. Uma de minhas favoritas nesse álbum.

2 - TATTOOED MILLIONAIRE - Uma levada simples, mas empolgante. O refrão, com os vocais oitavados de BRUCE, é simplesmente perfeito e fica gravado na mente... Fantástica!

3 - BORN IN '58 - Uma canção intimista, com uma levada envolvente e suave, muito agradável. O drive leve e preciso da guitarra, aumenta de intensidade gradualmente, atingindo seu ápice no refrão, que é simplesmente maravilhoso. A letra dessa canção é uma referência de BRUCE a sua própria origem. Minha preferida nesse álbum.

4 - HELL ON WHEELS - Uma música em que se pode sentir toda a agressividade do vocal e o peso da banda. Um solo curto porém excelente. Destaque para a dupla JANICK GERS E BRUCE DICKINSON nos últimos trinta segundos da cansão. Muito legal.

5 - GYPSY ROAD- Uma cansão um tanto quanto melancólica, que fala sobre simplicidade e sonhos, o oposto da ostentação encontrada na letra de TATTOOED MILLIONAIRE. Belíssimas, letra e música.

6 - DIVE! DIVE! DIVE! - Mais um registro de um timbre vocal e uma agressividade que não se encontra mais em BRUCE... Algo que de algum modo surge e desaparece. Interpretação destruidora!!!

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

7 - ALL THE YOUNG DUDES - Uma versão que se integrou muito bem ao álbum. Muito legal! As guitarras dobradas harmonizam perfeitamente com refrão, criando uma atmosfera de certa nostalgia.

8 - LICKIN' THE GUN - Nessa canção percebe-se o bom entrosamento da banda, principalmente entre guitarra e baixo. Destaque para o vocal levado ao extremo.

9 - ZULU LULU - Letra e música descontraídas. Uma faixa não muito expressiva, embora não seja descartável.

10 - NO LIES - Qualquer letra que comece com uma frase dessa: "No lies, no angels, no heaven..." só poderia ser genial. Uma crítica vai para o intervalo de dois minutos em que pouca coisa acontece na música, e que segue até uma pausa completa dos instrumentos e retorna com o refrão, que é fantástico.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Um abraço a todos, viva o Metal!!!


Outras resenhas de Tattooed Millionaire - Bruce Dickinson

Resenha - Tattooed Millionaire - Bruce Dickinson

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:
Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Stamp


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Ivan Carlos Miranda

Nascido em 81, meu primeiro contato com o mundo do Rock foi ainda na década de 80. Uma década em que tocavam no rádio bandas como Queen, Scorpions, The Police e etc. Sem falar em Tom Sawyer (Rush) cujo riff inicial era executado na abertura do seriado MacGyver. Outra grande influência foi o Rock Nacional, que viveu nesse período seu melhor momento. Mas foi em meados de 95 que a coisa ficou séria... Foi neste ano que conheci o Iron Maiden, banda pela qual fui influenciado em vários sentidos e que me despertou um interesse mais profundo pela música. Hoje sou músico amador e amante de Heavy Metal! Um abraço a todos, viva o Metal!
Mais matérias de Ivan Carlos Miranda.