Terrifier: muito bem produzido e principalmente bem executado

Resenha - Destroyers Of The Faith - Terrifier

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


É nítido que o Thrash Metal vive o seu 'revival' em todo mundo, e tem horas que isso chega até a 'encher os piquás'. Não que isso não seja bom, pelo contrário, mas o que tem de banda imitando a outra (mesmo que sem querer) é terrível. De qualquer forma, neste oceano thrasher em que vivemos atualmente, há muita coisa boa, graças aos deuses do Metal.
5000 acessosSlipknot: Ana Maria Braga surpreende em abertura do Mais Você5000 acessosManowar: você acha as fotos da década de 80 ridículas?

Oriundo de Vancouver, Canadá, o Terrifier é mais uma banda que investe nessa sonoridade e não inventa nada (como se isso fosse possível neste gênero). De qualquer forma temos que exaltar a qualidade do trabalho, pois "Destroyers Of The Faith" não é um disco qualquer.

O Thrash Metal apresentado é muito bem produzido e principalmente bem executado. Riffs velozes, como solos ainda mais rápidos se encaixam perfeitamente com uma cozinha coesa e muito técnica. As músicas possuem uma dinâmica e energia incríveis, assim como deve ser.

As principais influências são Tankard, Metallica do início de carreira e Anthrax, ou seja, além de fazer um som legal tecnicamente, os caras ainda transitam pelo Crossover também. Destaco as faixas The Valkyrie, que abre o CD de forma insana, a rifferama e até 'blast beats' de Welcome To Camp Blood, além de Scum Ridden Filth. Confira!

http://www.facebook.com/TerrifierThrashers

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Terrifier"

SlipknotSlipknot
Ana Maria Braga surpreende em abertura do Mais Você

ManowarManowar
Você acha as fotos da década de 80 ridículas?

VelocidadeVelocidade
Top 10 de músicas de Metal para ser multado

5000 acessosKiss: as 10 músicas mais "demoníacas" da banda5000 acessosHeavy Metal: Os 11 melhores álbuns dos anos 2000 segundo o Loudwire5000 acessosLed Zeppelin: Perguntas e Respostas sobre a banda5000 acessosKiss: música da banda é responsável pela rebeldia de Bart Simpson2524 acessosSecret: O que os true headbangers from hell andam compartilhando no app?5000 acessosSepultura: novos vídeos da série "o Eloy não é humano"

Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online