Distraught: no alto nível do Thrash Metal que os consagrou

Resenha - Human Negligence Is Repugnant - Distraught

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Christiano K.O.D.A.
Enviar correções  |  Ver Acessos

publicidade

Nota: 8


Se a Distraught tem uma carreira consolidada no underground nacional, faz por merecer, correto? Com mais de vinte anos de estrada, os gaúchos mantêm no novo trabalho o alto nível do Thrash Metal que os consagrou: moderno e impiedoso.

Sasha Grey: sua real paixão pela música de atitude e sua coleção de vinilSeparados no nascimento: Sebastian Bach e Fernanda Lima

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O álbum já abre muito bem com "Borderline", que começa com certa moderação e se desenvolve numa pegada poderosa, com destaque para os bumbos demolidores do baterista Dio e para o refrão viciante. Não é uma das mais extremas do disco, mas, como dito, tem seu charme e se sai muito bem como introdução ao inferno.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Depois dela, a coisa ferve de vez com a porrada "Psycho Terror Class" e seu também grudento refrão, o qual o ouvinte se esgoela junto com o vocalista André Meyer.

Agora, a mais empolgante é a faixa-título, bastante marcante e brutal. Ah, não, a mais brutal - com "B" maiúsculo - é "My God Is My War". Um murro na cara para fazer os dentes irem parar no occiptal!

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Para constar, tem backing vocal de Marcello Pompeu e Heros Trench (ambos da Korzus) em "Raise Your Flags"!
E assim segue o trabalho, com composições excelentes, cheias de 'feeling' e bons arranjos, nos quais é preciso mencionar não somente as boas colocações dos solos, mas as melodias deles próprios.

Atente-se para o final da última e belíssima música, "Silent Face": após seu suposto término, eis que surge nada menos do que um cover de "Overkill", de uma "tal" Motörhead. E ficou demais a versão do quinteto!

Gravação e capa, nem seria preciso comentar: impecáveis! Pô, estamos falando de Distraught, né?

"The Human Negligence Is Repugnant" é um rolo compressor em forma de CD. Então, pra você que gosta de ser masoquista e deseja ser triturado por quase uma hora, a máquina é essa.

Distraught - The Human Negligence Is Repugnant
Voice Music - 2012 - Brasil

Tracklist:
1. Borderline 06:17
2. Psycho Terror Class 05:51
3. Justice Done by Betrayers 04:09
4. The Human Negligence Is Repugnant 05:07
5. My God Is My War 05:20
6. Gates of Freedom 05:44
7. Insane Corporation 04:00
8. Infect 03:40
9. Raise Your Flags 04:03
10. Lords of Corruption 05:28
11. Silent Face 06:33
Total: 56:12


Outras resenhas de Human Negligence Is Repugnant - Distraught

Distraught: o que temos aqui é um belo álbum de Thrash MetalDistraught: Violência insana que cativa com facilidade



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Distraught"


Sasha Grey: sua real paixão pela música de atitude e sua coleção de vinilSasha Grey
Sua real paixão pela música de atitude e sua coleção de vinil

Separados no nascimento: Sebastian Bach e Fernanda LimaSeparados no nascimento
Sebastian Bach e Fernanda Lima


Sobre Christiano K.O.D.A.

Um cara diretamente ligado ao Som Extremo, fã de livros e filmes, formado em Imagem e Som, Publicidade e Propaganda e Jornalismo. Faz parte da banda de grindcore Prey of Chaos e tem um blog dedicado à música barulhenta. Enfim, alguém que faz da música sua vida.

Mais matérias de Christiano K.O.D.A. no Whiplash.Net.

adGoo336