Deep Purple: Não tão forte como Made In Japan, mas brilhante

Resenha - Made In Europe - Deep Purple

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Matheus Cavalheiro
Enviar correções  |  Ver Acessos

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Em 2012, todos nós apaixonados pelo Rock N' Roll lemos ou assistimos mais uma daquelas notícias que detestamos demais... A de quando um excelente artista nos deixa. Jonathan Douglas "Jon" Lord lendário tecladista do banda Deep Purple, faleceu dia 16/07/2012.

Deep Purple: queriam Glenn Hughes na banda antes de Roger Glover sairThe Voice: candidato faz power metal cantado em português

É difícil aceitar que todos aqueles que nós ouvimos em nossos discos, todos aqueles que acompanhamos em tours mundiais e shows maravilhosos, um dia sem mais nem menos nos deixam e nos fazem sentir o peso do tempo sobre todos nós. Esta resenha eu escolhi não só como homenagem a Jon, mas escolhi também falar sobre um disco do Purple que eu tenho como um dos mais legais. Um disco diferente e que acredito as vezes não ter a merecida atenção a qual lhe é merecida. O excelente 'Made In Europe' que conta com canções dos discos 'Burn' - (1974) e 'Stormbringer' - (1974).

Este disco apresenta a banda em sua formação antes do "fim" no final dos 70's com o seguinte line-up: um desconhecido David Coverdale (Vocal), Ritchie Blackmore (Guitarras), Glenn Hughes (Baixo / Vocal), Jon Lord (Teclado) e Ian Paice (Bateria). Por mais que o disco seja curto (5 faixas ao todo) a banda vai bem longe em 'jams' sobrenaturais como "You Fool No One" onde o já saudoso Lord ganha os holofotes no decorrer dos 16 minutos de canção, "Mistreated" que conta com uma interpretação maravilhosa de Coverdale junto aos solos de Blackmore, além de um medley com "Rock Me Baby" um Blues clássico na voz de B.B. King.

Enquanto as duas faixas já citadas seguem uma linha mais técnica, a clássica "Stormbringer" e a furiosa e subestimada "Lady Double Dealer" são Hard Rocks de primeiríssima qualidade com riffs certeiros. Esta última nunca mais vi ser tocada em canto nenhum sem ser neste disco. Acredito que a banda poderia ter aproveitado mais músicas desta fase da banda mesmo no retorno de Ian Gillan em 'Perfect Strangers' - (1984).

Faltou uma não? Com certeza... Mas é que "Burn" merece um destaque especial, principalmente pelo solo de teclado antológico de Lord, que serve de ponte para Ritchie Blackmore fazer bonito. Confesso que 'Made In Europe' não é o favorito de muitos fãs do Purple (90% prefere o 'Made In Japan'), mas sempre foi um disco que curti muito! Um disco que mostra a banda em uma roupagem totalmente diferente de álbuns como 'In Rock' - (1970), 'Fireball' - (1971) e 'Machine Head' - (1972), testando novos horizontes musicais. Outro que lhes recomendo desta fase é o sensacional 'Come Taste The Band' - (1975) que conta com o também falecido Tommy Bollin.

Descanse em paz Jon! Será sempre lembrado!

TRACKLIST:

01. "Burn" - (7:32)
02. "Mistreated" / "Rock Me Baby" - (11:32)
03. "Lady Double Dealer" - (4:15)
04. "You Fool No One" - (16:42)
05. "Stormbringer" - (5:38)




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Deep Purple"


Deep Purple: queriam Glenn Hughes na banda antes de Roger Glover sairDeep Purple
Queriam Glenn Hughes na banda antes de Roger Glover sair

Solos de guitarra estendidos: os melhores feitos em shows ao vivoSolos de guitarra estendidos
Os melhores feitos em shows ao vivo

Glenn Hughes: produtora de Porto Alegre se pronuncia sobre show canceladoGlenn Hughes
Produtora de Porto Alegre se pronuncia sobre show cancelado

Glenn Hughes: produtora do show no Rio se manifesta sobre show canceladoGlenn Hughes
Produtora do show no Rio se manifesta sobre show cancelado

Glenn Hughes: turnê inteira pelo Brasil, com 9 shows, é canceladaGlenn Hughes
Turnê inteira pelo Brasil, com 9 shows, é cancelada

Em 19/08/1945: nascia a lenda Ian Gillan, do Deep PurpleEm 19/08/1945
Nascia a lenda Ian Gillan, do Deep Purple

Deep Purple: vídeo oficial de "Smoke on the Water" ao vivo em 1988Em 01/08/1951: nasce o talentoso Tommy Bolin

Deep Purple: em trilha sonora de filme do TarantinoDeep Purple
Em trilha sonora de filme do Tarantino

Ian Gillan: veja vídeo de "Hang Me Out To Dry"

Slash: ensinando namorada a tocar Smoke on the Water, do Deep PurpleSlash
Ensinando namorada a tocar "Smoke on the Water", do Deep Purple

Deep Purple: Led e Sabbath não eram páreos pra eles, diz Mikael AkerfeldtDeep Purple
Led e Sabbath não eram páreos pra eles, diz Mikael Akerfeldt

Deep Purple: Eddie Van Halen toca riffs clássicos de Ritchie BlackmoreDeep Purple
Eddie Van Halen toca riffs clássicos de Ritchie Blackmore

Rock e Metal: os dez maiores Deuses dos RiffsRock e Metal
Os dez maiores Deuses dos Riffs


The Voice: candidato faz power metal cantado em portuguêsThe Voice
Candidato faz power metal cantado em português

AC/DC: como Angus responde a um copo de cerveja atirado?AC/DC
Como Angus responde a um copo de cerveja atirado?

Rockstars: Os 50 mais ricos do planetaRockstars
Os 50 mais ricos do planeta

Metallica: James Hetfield imitando Dave Mustaine na TVLemmy Kilmister: "Esta coisa de Black Metal me faz rir!"Slash: falando sobre Adele, Guns N' Roses, filhos e maisDuff Mckagan: Led Zeppelin e Deep Purple para realçar humildade

Sobre Matheus Cavalheiro

Matheus Cavalheiro é mega-fanzaço não só de Rock N' Roll mas da boa música em geral. Curte desde Marvin Gaye e Miles Davis até Slayer e Alice In Chains, afinal a música é excelente em diversos aspectos! É o dono do canal Café Cavalheiro no YouTube.

Mais matérias de Matheus Cavalheiro no Whiplash.Net.