Zombie Cookbook: primeiro trabalho oficial da banda

Resenha - Outside The Grave - Zombie Cookbook

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Enfim, chega às minhas mãos o álbum que mais tive curiosidade em ouvir nos últimos meses. Afinal, acompanhei, obviamente via notícias da internet, tudo o que envolvia a produção deste trabalho do grupo catarinense. Finalmente aqui está "Outside The Grave", o primeiro trabalho oficial do Zombie Cookbook.
5000 acessosComo batizar a criança: os nomes de bandas mais estúpidos5000 acessosFotos de Infância: Pantera

Inicialmente posso dizer que o trabalho não chega a surpreender musicalmente. Mas, sem dúvidas, responde às expectativas, já que o que ouvimos no aqui é uma boa mescla de Death Metal, Splatter e Goregrind, além de uma leve pitada de Thrash Metal. Portanto, tudo o que a banda prometia está em "Outside The Grave".

De cara, a faixa Feast Human At Dusk chama atenção. Após um discurso introdutório, os peculiares riffs dão início à podreira toda. Os vocais de Dr. Stink logo chamam atenção, pois fogem do comum soando mais na linha Death Metal, com aquele timbre rasgado e vomitado a lá Obituary, Pestilence e afins.

I Sell The Dead dá continuidade à insanidade, mostrando que coros repetindo o refrão (bastante comuns em bandas de Crossover) é outro fator característico que a banda incorporou ao seu som. É interessante notar o bom teor de humor que as letras possuem, o que tira toda a possibilidade de algum doente mental levar isso a sério.

Não tem para onde fugir, é insanidade, brutalidade, podreira e doença por todo lado. Outros destaques são I Drink Your Blood, I Eat Your Skin (brutal) e Feast Of The Undead. Lógico que temos que mencionar a belíssima arte gráfica, a cargo de Charles da Silva, onde é retratada a história da banda em uma bela ilustração em história em quadrinhos. Muito bom!

http://www.zombiecookbook.com.br/
http://www.myspace.com/zombiecookbook
http://www.facebook.com/zcbofficial

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Outside The Grave - Zombie Cookbook

530 acessosZombie Cookbook: mais mortos do que nunca663 acessosZombie Cookbook: das profundezas do underground nacional563 acessosZombie Cookbook: o único rótulo que cabe é "extremos!"285 acessosZombie Cookbook: Prato cheio para fãs de um bom terror trash

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Zombie Cookbook"

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Zombie Cookbook"

Sem imaginação?Sem imaginação?
Os nomes de bandas mais estúpidos da história

Fotos de InfânciaFotos de Infância
Phil Anselmo, Dimebag, Rex Brow e Vinnie Paul

Roger MoreiraRoger Moreira
Resposta bem humorada a "crítica" no Agora é Tarde

5000 acessosSilverchair: a história por trás da capa de Freak Show5000 acessosAerosmith: Steven Tyler e três mulheres nuas no chuveiro5000 acessosIron Maiden: o pior momento de Bruce Dickinson no palco4966 acessosSlipknot: Clown está maravilhado com a persistência de Corey4667 acessosMegadeth: alguns fãs só querem ouvir as músicas mais pesadas5000 acessosIron Maiden: a história por trás da música "To Tame A Land"

Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online