Led Zeppelin: uma viagem aos nove discos da banda

Resenha - Celebration Day - Led Zeppelin

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por José Luiz Gonçalves Filho
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Após cinco anos de espera, tive o prazer de poder assistir ao lendário encontro da maior banda de rock da história da humanidade: o LED ZEPPELIN, com sua formação "quase" original. Show realizado no O2 Arena em Londres no dia 10 de dezembro de 2007. Plant, Page, Jones e Jason Bonham (filho do Bonzo), me fizeram viajar ao longo dos 12 anos de existência da banda e de seus nove discos.
2339 acessosLed Zeppelin: Dando peso ao trailer de Thor Ragnarok5000 acessosNu Com a Mão no Bolso: blog elege as melhores capas com "nudez"

Não sei porque ainda me surpreendo com a performance da banda no palco. Vindo do LED ZEPPELIN, é de se esperar performances excepcionais com linhas marcantes de baixo, riffs e solos espetaculares de guitarra, vocal único e uma bateria de muito peso e presença. Foi mais do que isso!

Diferente da maioria dos críticos e rockeiros de plantão, eu entendo que os shows atuais das grandes bandas da história do rock e do metal, mesmo com os integrantes já "setentões", são melhores de se assistir e apreciar. Digo isso por dois simples motivos: os músicos, no geral, estão mais amadurecidos e sóbrios e, as produções, com toda a evolução tecnológica, são muito bem feitas.

Em Celebration Day não é diferente. Produção de altíssimo nível e um forte entrosamento de toda a banda. Jason Bonham me surpreendeu, talvez porque eu não acompanhe seu trabalho. A interação dele com o restante da banda era muito forte. Ao final, na hora do tradicional abraço de saudação ao público, uma cena chamou a atenção: Page faz um carinho na cabeça de Jason como quem diz: Garoto, você arrasou!

Sobre Page, Plant e Jones; impressiona a energia e a técnica de cada um. Beirando os setenta anos de vida, eles fazem parecer muito fácil a arte de tocar o verdadeiro rock n' roll. Fica muito claro que eles estão naquele palco principalmente se divertindo.

Seria injusto com a maioria dos fãs eu destacar alguma música em especial. Todas, sem exceção, foram perfeitamente executadas e tocadas com a alma destes cinco integrantes: Page, Plant, Jones, Jason e Bonzo (é claro que ele também estava lá).

Para quem não viu, no sábado, dia 03/11 tem mais uma oportunidade. Para quem já viu, sabe que vale a pena ver de novo e comprar o show em DVD/BD.

Segue set list:

Good Times Bad Times
Ramble On
Black Dog
In My Time of Dying
(Includes Honey Bee)
For Your Life
Trampled Under Foot
Nobody's Fault But Mine
No Quarter
Since I've Been Loving You
Dazed and Confused
Stairway to Heaven
The Song Remains the Same
I Can't Quit You Baby
(Otis Rush cover) (Tease)
Misty Mountain Hop
Kashmir

Encore:
Whole Lotta Love

Encore 2:
Rock and Roll

Zé Luiz, engenheiro eletricista, rockeiro e metaleiro! Conheceu a música através de uma coletânea dos Beatles comprada aos 8 anos de idade. É do tipo daquele que diz que nåo se fazem mais bandas como antigamente. Curte Black Sabbath, Led Zeppelin, Iron Maiden, Pink Floyd, ACDC, Deep Purple, Rush, Megadeth, Metallica, Motorhead, Beatles e outras. Não consigo gostar dos Stones.

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Outras resenhas de Celebration Day - Led Zeppelin

2235 acessosLed Zeppelin: "Celebration Day" ajuda a escrever legado da banda3131 acessosLed Zeppelin: emocionante e histórico em todos os aspectos5000 acessosLed Zeppelin: deve ser ouvido com muito respeito5000 acessosLed Zeppelin: "Celebration Day", uma noite de celebração

Steve VaiSteve Vai
A música que o fez querer ser guitarrista

2339 acessosLed Zeppelin: Dando peso ao trailer de Thor Ragnarok689 acessosEduarda Henklein: tocando e cantando "Immigrant Song" do Led1149 acessosDinamarca: garotinha de 10 anos ganha programa tocando Led e RATM0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Led Zeppelin"

Black SabbathBlack Sabbath
Conheça o filme que deu o nome ao mito

EsquireEsquire
Integrantes do Metallica fingem ser do Led Zeppelin

PoeiraPoeira
Frampton nos Stones? Plant no The Who?

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Led Zeppelin"

Pouca vergonhaPouca vergonha
Blog elege as melhores capas com "nudez"

Linkin ParkLinkin Park
20 coisas que você não sabe sobre a banda

Skid RowSkid Row
Phill Varone tentou honrar o sobrenome em filme pornô

5000 acessosOs brutos também amam: inclusive o Tom Araya5000 acessosDave Navarro: carta aberta para adolescentes LGBT5000 acessosMetallica: Perguntas, respostas e curiosidades diversas5000 acessosZakk Wylde: masturbação furiosa após um set acústico5000 acessosEsquire: Integrantes do Metallica fingem ser do Led Zeppelin5000 acessosMetal Brasileiro: 10 bandas recomendáveis fora o Sepultura

Sobre José Luiz Gonçalves Filho

Zé Luiz Gonçalves, engenheiro eletricista, rockeiro e metaleiro! Conheceu a música através de uma coletânea dos Beatles comprada aos 8 anos de idade. É do tipo daquele que diz que nåo se fazem mais bandas como antigamente. Curte Black Sabbath, Led Zeppelin, Iron Maiden, Pink Floyd, AC/DC, Deep Purple, Rush, Megadeth, Metallica, Motorhead, Beatles e outras. Não conseguiu ainda gostar dos Stones.

Mais matérias de José Luiz Gonçalves Filho no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online