Kiss: Talento não se compra e nem se empresta

Resenha - Destroyer - Kiss

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Paulo Severo da Costa
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Dentre aquelas famosas frases de pára-choque de caminhão, há uma que diz: "Contra fatos não há argumentos". Assim, HENDRIX foi o marco zero da guitarra, o JUDAS espalhou a semente plantada pelo SABBATH aos quatro ventos, LITA FORD era deliciosa e – sim - o KISS, junto ao mestre ALICE COOPER foram os fundadores do 'rock horror show' , foram pioneiros do marketing no rock n'roll, " cometeram" 'Kiss Meets the Phantom of the Park´ e povoaram o imaginário de milhões de moleques - incluindo eu e provavelmente você – pelo mundo afora.
612 acessosEm 25/07/1980: Eric Carr subia ao palco pela primeira vez com o Kiss5000 acessosLed Zeppelin: a origem do anjo símbolo da banda

O 'x´ da questão é que nessas ponderações, muita gente se apega ao outro lado da história: críticas(fundadas) ao capitalismo incontrolável de GENE SIMMONS, aos ataques de diva de STANLEY, aos milhões de produtos licenciados, a polêmica da maquiagem, acabam solapando o principal: a música. Evidente é que em quarenta anos de carreira, discos bons e ruins serão lançados e, justiça seja feita, o KISS lançou algumas porcarias das quais ele próprios se envergonham; entretanto, perto da grandiosidade da obra da banda, essa discussão é tão vazia quanto analisar a vida de PELÉ por suas aventuras de alcova - no lugar de se discutir sua longa e prolífica carreira como jogador.

Em 1976 acabara de sair do purgatório após o bem sucedido "Alive!", lançado no ano anterior. Foi a partir desse registro que música e dinheiro começaram a aparecer na vida da banda, que já havia comido o pão que o diabo amassou nos anos anteriores- apesar dos ótimos discos que já havia lançado. E o KISS não deixou barato: como nas melhores safras de vinhos, lançou, naquele ano, dois clássicos: "Rock And Roll Over" e o colossal "Destroyer".

Gravado entre janeiro e fevereiro de 1976 e lançado no mês seguinte - fato raro na indústria fonográfica até para os padrões atuais – e produzidos pelo mago BOB EZRIN, "Destroyer" é auto-explicativo: direto e potente. EZRIN pôs, pela primeira vez, o som do KISS "na cara" do ouvinte, captando o que eles tinham - e têm - de melhor: a pungência ao vivo. Não a toa, "Detroit Rock City" e "Shout It Out Loud" se tornaram clássicos instantâneos: foram pensadas e produzidas no melhor estilo arena - grandiosas, eloqüentes e propícias para botar fogo no mundo.

"God of Thunder" é cinematográfica e apropriadíssima para o estilo vocal e performático de SIMMONS. Nessa mesma linha de dramaticidade, mas com enfoque completamente diferente, a magnífica "Beth" segue a linha balada orquestral que depois viraria moda, nas mãos de SCORPIONS e METALLICA e outros, nos anos 1990 e 2000.

Agora, é inegável que o KISS, inobstante às críticas, sempre teve um lado melódico ressaltado: seja nas levadas despretensiosas de "Do You Love Me", na leveza de "Great Expectations" ou no hard riffeiro de "Flaming Youth", é nítido que o circo montado em torno da banda se supera quando o assunto é som de qualidade. Aliás, por mais redundante que seja essa afirmação, PETER CRISS e ACE FREHLEY dão o brilho que sempre caracterizou a passagem de ambos na banda - destaque para as guitarras do "Starman" em "Sweet Pain".

Outra frase de pára-choque famosa é "Talento não se compra e nem se empresta". Ouvindo esse disco é fácil perceber o quanto isso é verdade.

Track List:
• "Detroit Rock City"
• "King of The Night Time World"
• "God of Thunder"
• "Great Expectations"
• "Flaming Youth"
• "Sweet Pain"
• "Shout It Out Loud"
• "Beth"
• "Do You Love Me"
• "Untitled"

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Destroyer - Kiss

3646 acessosKiss: "Destroyer" traz músicas fortes e elaboradas4559 acessosResenha - Destroyer - Kiss5000 acessosTradução - Destroyer - Kiss

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 06 de setembro de 2012

Paul StanleyPaul Stanley
"Guitarristas não aprendem a fazer base"

612 acessosEm 25/07/1980: Eric Carr subia ao palco pela primeira vez com o Kiss412 acessosGene Simmons: Na capa da revista britânica Heavy Music Artwork563 acessosMarcos de Ros: Gene Simmons, o Capitalista Malvadão509 acessosAce Frehley: "Anomaly" ganha versão deluxe; ouça música inédita0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Kiss"

Gene SimmonsGene Simmons
Um cuzão com quem não chega sóbrio e na hora certa

Poetas do RockPoetas do Rock
Frases célebres e estúpidas ditas por grandes artistas

Regis TadeuRegis Tadeu
40 anos de uma obra criminosamente subestimada do Kiss

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Kiss"

Led ZeppelinLed Zeppelin
A origem do anjo símbolo da banda

Van HalenVan Halen
O constrangedor encontro de Eddie com o Nirvana

MetallicaMetallica
A reação de James a famosos usando camisetas da banda

5000 acessosTom Grosset: O mais rápido baterista do mundo segundo o Guinness5000 acessosIron Maiden: Caipiras finlandeses fazem versão de "The Trooper"5000 acessosHeavy Metal: Os 11 melhores álbuns dos anos 2000 segundo o Loudwire5000 acessosHeavy Metal: as melhores músicas lançadas recentemente5000 acessosPassos do rock: alguns dos mais famosos em gif animado5000 acessosHeadbanger: mostre que você é true em qualquer oportunidade

Sobre Paulo Severo da Costa

Paulo Severo da Costa é ensaísta, professor universitário e doente por rock n´roll. Adora críticas, mas não dá a mínima pra elas. Email para contato: joaopsevero@bol.com.br.

Mais matérias de Paulo Severo da Costa no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online