Space Mirrors: Som nada comum, auto intitulado Space Metal

Resenha - In Darkness They Whisper - Space Mirrors

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Vitor Franceschini
Enviar Correções  

publicidade

7


O Space Mirrors é projeto capitaneado pela multi-instrumentista russa Alisa Coral e este é o seu quarto full-length, quinto trabalho se contarmos o split álbum que antecedeu esse lançamento, intitulado "Dreams of Area 51 / Space Beyond Space" (2011) e foi lançado ao lado da banda Acid FM.

O grupo conta com a participação de diversos músicos, e em "In Darkness They Whisper" os grandes destaques são as contribuições do baixista Alan Davey e do saxofonista/flautista Nik Turner, ambos ex-Hawkwind. Em outros trabalhos, nomes como Arjen Lucassen (Ayreon, Star One), por exemplo, participaram do projeto.

publicidade

Falando do que realmente importa, isto é, o som da banda, podemos dizer que o que se ouve aqui não é nada comum. Auto intitulado como Space Metal, o som do Space Mirrors passa por mais viagens além dessa. Instrumentos como flauta, sax e violino se unem a sintetizadores em grande dose, além dos convencionais guitarra, baixo e bateria.

Confesso que de início estranhei o trabalho, chegando até a torcer o nariz. Mas como sou insistente e mente aberta, continuei ouvindo várias e várias vezes até digeri-lo de forma, ainda, estranha. O ponto chave das composições, é que em momento algum as guitarras ficam de lado, fazendo que o lado Metal da coisa realmente tenha seu espaço.

publicidade

Há muitas passagens viajantes, momentos psicodélicos e algo mais puxado para o Gothic/Dark. Aos fãs de Metal eu indicaria composições como Geometry Of Witchcraft e a faixa título. Já quem curte um Space Rock na linha do Hawkwind (maior influência da banda) eu ouviria Silver Key e Rue d'Auseil Is Missing. Vale destacar que todas elas possuem uma veia bem gótica, talvez pelos vocais graves de Martyr Lucifer.

publicidade

Enfim, não é um tipo de música que se assimila logo de cara. E não estamos falando de complexidade apenas, mas sim de muito experimento. O trabalho deve ser analisado com calma e com a mente aberta, de preferência quando não estiver muito irritado, ainda mais porque isso pode aumentar com alguns exageros de sintetizadores desconexos. No mais, o balanço final é positivo.

http://www.spacemirrors.com/

http://www.facebook.com/SpaceMirrors

http://www.myspace.com/spacemirrors

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Guns N Roses: Bon Jovi fez com Steven Tyler o que ele fez com AxlGuns N Roses
Bon Jovi fez com Steven Tyler o que ele fez com Axl

Raimundos: O verdadeiro motivo para a saída de Rodolfo da bandaRaimundos
O verdadeiro motivo para a saída de Rodolfo da banda


Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin