Astafix: Thrash Metal bastante contemporâneo e pesado

Resenha - End Ever - Astafix

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Pierre Cortes
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Formado em 2009, este quarteto já conseguiu algumas façanhas logo no início de carreira. Vamos a elas. Lançam o primeiro álbum no mesmo ano da formação; conseguem boa receptividade do público e da mídia especializada; em 2010 gravam o primeiro clipe e já realizam a tour de divulgação do debut em alguns locais no Brasil, Chile e Argentina. Nada mal para quem está começando, não é mesmo?
5000 acessosJustin Bieber: fã de Led Zeppelin, AC/DC e Metallica?5000 acessosRegis Tadeu: Minha homenagem ao Lemmy... enquanto ele está vivo

Wally, o guitarrista/vocalista, veio do CPM 22, grupo bastante conhecido e que praticava um Hardcore melódico. Já no ASTAFIX, a proposta sonora é um pouco diferente. Eles apostam em um Thrash Metal bastante contemporâneo, que não necessariamente é rápido, mas absurdamente pesado.

Com um total de 12 músicas e pouco mais de 40 minutos de duração, "End Ever" é um ótimo trabalho. E não falo apenas da sonoridade, mas também da arte gráfica que já chama a atenção dos apreciadores da música pesada. Belíssima ilustração.

Apesar da cozinha instrumental estar bastante alinhada, o impacto maior se dá com os ótimos riffs de guitarra e com a agressividade da voz, item fundamental para uma banda que soa de maneira brutal. O ouvinte pode conferir faixas como "Red Streets", uma excelente abertura, com riffs pesados, rápidos e cheios de energia e contando também com a presença de Andreas Kisser; "Dead Forever" tem uma bateria que é bastante forte e um baixão super pesado e audível; "Seven", a melhor do álbum, tem uma pegada diferente das outras canções e me lembrou muito as boas bandas de Doom Metal, especialmente pela lentidão e obscuridade das bases de guitarra.

Além da presença de Andreas, "End Ever" traz uma série de outros convidados de peso como Paul X do MONSTER e Demian Tiguez do SYMBOLS. Sem dúvida alguma, o ASTAFIX realiza um trabalho de estreia marcante e de muito peso para o cenário da música pesada. Confira, tire suas conclusões e, mais do que tudo, observe esta banda. Vão dar muito o que falar.

Banda: Astafix
País de Origem: Brasil
Título do álbum: End Ever
Ano: 2009
Estilo: Thrash Metal
Gravadora: Independente

Line-up:

Wally – Vocal/Guitarra
Paulo Schroeber – Guitarra
Ayka – Baixo/Vocal
Adriano Daga – Bateria

Faixas:

1. Red Streets
2. Cipher
3. False Eyes
4. Dead Forever
5. Drown Your World
6. The 13TH Knot
7. End Ever
8. Seven
9. The Havoc Clutch
10. Black Blood Blight
11. Desordem e Retrocesso
12. Desert Eyes

Sites:

http://www.astafix.com/

http://www.myspace.com/astafix

http://twitter.com/astafix

http://www.youtube.com/astafixvid

http://metalmedia.com.br/astafix/index.php

https://www.facebook.com/pages/ASTAFIX/153895818016613

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Outras resenhas de End Ever - Astafix

712 acessosAstafix: Sonoridade focada no Thrash Metal moderno1895 acessosAstafix: A nova banda de Wally em nada lembra o CPM221253 acessosAstafix: Thrash capaz de surpreender o mais cético fã1392 acessosAstafix: Honesto, sincero e definitivamente acima da média3853 acessosAstafix: ex-CPM 22 em linha musical muito mais interessante

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Astafix"

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Astafix"

Justin BieberJustin Bieber
Fã de Led Zeppelin, AC/DC e Metallica?

Regis TadeuRegis Tadeu
Minha homenagem ao Lemmy... enquanto ele está vivo

Axl RoseAxl Rose
Afinal de contas, o que houve com sua voz?

5000 acessosGuns N' Roses: mãe de Steven Adler comenta a emoção do filho5000 acessosTrujillo sobre Zakk Wylde: "ele é uma máquina de beber"5000 acessosFalência: Sete Rock Stars que foram à bancarrota5000 acessosVan Halen: o que deu errado na reunião com Hagar em 2004?2882 acessosDeath Metal: uma impressionante performance com um gato gordo5000 acessosCradle of Filth: vídeo de Dani apanhando de seguranças

Sobre Pierre Cortes

Pierre Cortes, paulistano, bacharelado em Publicidade e em Cinema, amante da fotografia e escrita, apreciador do Heavy Metal e todas as suas subdivisões desde o início dos anos 80, colaborador do Whiplash.Net desde 2011, Twitter - @pierrecortes.

Mais matérias de Pierre Cortes no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online