Resenha - End Ever - Astafix

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Christiano K.O.D.A.
Enviar correções  |  Ver Acessos

publicidade

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


É clichê, mas aqui entra muito essa questão: preconceito. Para quem não sabe (duvido, mas enfim...), a Astafix é a já famosa banda do ex-guitarrista da CPM 22, Wally, mas em nada, nada mesmo, lembra seu antigo grupo.

Muito antes do Led Zeppelin: A origem da guitarra gêmeaSexo e Rock and Roll: músicas com conotação sexual

Por alguma razão, o músico escolheu o lado mais underground da música e investiu no Thrash Metal contemporâneo, pesadíssimo e real. Que mudança! E essa vinda para "o lado negro da força" trouxe o ótimo "End Ever", uma tremenda surpresa para a cena.

O quarteto que, além de Wally (aqui também vocalista), conta neste registro com Adriano Daga (bateria - hoje Thiago Caurio ocupa o posto), Ayka (baixo/vocal) e Paulo Schroeber (guitarra), entra de sola já com a melhor faixa do disco - "Red Streets", com participação de Andreas Kisser (Sepultura). Que balaço!

Depois, é verdade que abandonam quase que totalmente a velocidade (que só retorna em "Desordem e Retrocesso"), mas o peso do material compensa, e como! Nesse sentido, conseguem soar realmente extremos, principalmente quando apoiados pelos bumbos duplos do baterista. E a desenvoltura das composições seguintes é de cair o queixo. O pessoal não só mostra que entende de técnica, mas também de criatividade. Basta ouvir os arranjos caprichados de cada uma das músicas. Para citar um exemplo: "The Havoc Clutch" é sensacional e agrega o que foi exposto neste parágrafo.

A gravação, ao mesmo tempo em que resultou em um disco brutal, também conseguiu deixá-lo meio limpo, um equilíbrio admiravelmente alcançado.

E outro capricho é o encarte, com uma capa muito bem feita, outra obra de Gustavo Sazes. Ao folheá-lo, o cuidado e a beleza de suas páginas saltam aos olhos. Já que foi mencionado o equilíbrio, o material impresso também fica bem dividido entre o branco, o cinza e o preto, culminando com um tom nobre e caótico ao mesmo tempo.

"End Ever", um álbum que reforça a qualidade das bandas nacionais no Thrash moderno, gênero que vem ganhando bastante espaço por aqui. Porradaria garantida! Confiram a potência do conjunto nos clipes abaixo.

Astafix - End Ever
Independente - 2009 - Brasil

http://www.astafix.com.br

Tracklist:
1 - Red Streets
2 - Cipher
3 - False Eyes
4 - Dead Forever
5 - Drown your World
6 - The 13th Knot
7 - End Ever
8 - Seven
9 - The Havoc Clutch
10 - Black Blood Blight
11 - Desordem e Retrocesso
12 - Desert Eyes

Fonte: Som Extremo
http://somextremo.blogspot.com
@som_extremo


Outras resenhas de End Ever - Astafix

Astafix: Thrash Metal bastante contemporâneo e pesadoAstafix: Sonoridade focada no Thrash Metal modernoAstafix: Thrash capaz de surpreender o mais cético fãAstafix: Honesto, sincero e definitivamente acima da médiaAstafix: ex-CPM 22 em linha musical muito mais interessante




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Astafix"


Muito antes do Led Zeppelin: A origem da guitarra gêmeaMuito antes do Led Zeppelin
A origem da guitarra gêmea

Sexo e Rock and Roll: músicas com conotação sexualSexo e Rock and Roll
Músicas com conotação sexual

Iron Maiden: Perguntas e respostas e curiosidades diversasIron Maiden
Perguntas e respostas e curiosidades diversas

Rock e Metal: todo artista tem uma fase vergonhosaRock Progressivo: as 25 melhores músicas de todos os temposZakk Wylde: O assassinato atribuido à "seita" do guitarristaAudioslave: filmagem profissional de Serj Tankian cantando "Like a Stone"

Sobre Christiano K.O.D.A.

Um cara diretamente ligado ao Som Extremo, fã de livros e filmes, formado em Imagem e Som, Publicidade e Propaganda e Jornalismo. Faz parte da banda de grindcore Prey of Chaos e tem um blog dedicado à música barulhenta. Enfim, alguém que faz da música sua vida.

Mais matérias de Christiano K.O.D.A. no Whiplash.Net.