RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemRoger Waters se defende, mas David Gilmour fica do lado da esposa e confirma tudo

imagemEm 1974, Raul Seixas explicava detalhes dos significados por trás da letra de "Gita"

imagemRodinha de mosh gigantesca em show do System of a Down viraliza e impressiona

imagemQuem ganhou e quem devia ter ganhado o Grammy de metal desde 1989, segundo Loudwire

imagemVeja o que esperar da turnê do Mayhem no Brasil

imagemJimmy Page diz não haver gênio no rock - mas um gênio fez ele se contradizer

imagemMegadeth é processado por artista que criou capa do último disco da banda

imagemAs 20 melhores músicas do Nightwish, em lista da Metal Hammer

imagemA reação de King Diamond ao ouvir Metallica tocando músicas do Mercyful Fate

imagemRússia pede para que Roger Waters fale com a ONU sobre a situação da Ucrânia

imagemA opinião de Humberto Gessinger sobre movimentos separatistas da região Sul do Brasil

imagemQuando Roberto Carlos foi alfinetado por Raul Seixas, mas o Rei gostou do que ouviu

imagemBruce Dickinson explica como cuida de sua voz

imagemIron Maiden está atrás de George Michael e Cyndi Lauper em votação do Rock Hall Of Fame

imagemO ponto fraco de Yngwie Malmsteen segundo Ronnie James Dio, em 1985


Def Leppard Motley Crue 2

Anonymous Hate: Um bom debut desta banda de Macapá

Resenha - Chaotic World - Anonymous Hate

Por Vitor Franceschini
Fonte: Blog Arte Metal
Postado em 03 de junho de 2012

Nota: 7

Finalmente o debut do Anonymous Hate, a mais promissora banda de Macapá/AP, chegou às nossas mãos. Sucessor da grande demo "Worldead" (2010) e antecessor do mais novo trabalho "Red Khmer" (2012 – que estará em breve em nossas páginas), "Chaotic World" foi gravado no Symphony Music, na cidade natal da banda, e mixado e masterizado no conceituado Da Tribo Studio, por Ciero, em São Paulo/SP.

Para os que não se lembram, a banda pratica um Death/Grind fiel às raízes do estilo com letras de cunho político, religioso e social, ou melhor, que questionam, principalmente, estes temas e afins.

Indo para o conteúdo sonoro do álbum, podemos dizer que a proposta ouvida na demo continua intacta e pouca coisa se difere, como algumas composições com minúsculas doses de melodia como a ótima Indifferent. A faixa possui ótimos riffs e ritmo cadenciado (proporcional ao estilo), além de belos solos de guitarra.

Aliás, o som da banda também mostra certo flerte com o Thrash Metal tradicional, principalmente nos momentos mais cadenciados. Os riffs de guitarra são simples, mas muito bem elaborados e os solos muito bem executados, assim como as linhas de baixo. Os vocais de Victor Figueiredo não são os mais cavernosos do mundo, mas cai muito bem ao som da banda, assim como o auxilio dos backings do guitarrista Fabrício Goés. Mas, a bateria é o grande diferencial da banda, logicamente sem tirar o mérito dos outros músicos. A variação rítmica do instrumento entre o básico e a velocidade muda em um piscar de olhos drasticamente.

Dentre as 10 composições fico com Profanation que abre o disco e se mostra um belo cartão de visitas. Brasil Massacreland, que vem logo em seguida, possui um belo início e soa bem variada, com riffs e batera matadores. A já citada Indifferent também entra na lista, além de Worldead que conta com um show do baterista Alberto Martínez. Completam a banda Heliton Coelho (guitarra) e Romeu Tetrus (baixo).

A única ressalva vai para a produção que está longe de soar ruim, mas ainda soa ‘verde’. As guitarras poderiam estar mais pesadas, os vocais mais na cara, enfim, nada que não seja lapidado com o tempo. Um bom debut!

http://www.myspace.com/anonymoushateap


Outras resenhas de Chaotic World - Anonymous Hate

Resenha - Chaotic World - Anonymous Hate

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Stamp

Slayer: a trágica e não revelada história do fim de Jeff Hanneman


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.
Mais matérias de Vitor Franceschini.