Shadows Fall: Thash moderno regado com Death de Gotemburgo

Resenha - Fire From The Sky - Shadows Fall

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Alexandre Fernandes, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9


O Shadows Fall, grupo norte-americano, é mais uma daquelas bandas que surgiram na onda do Metalcore, ou "New Wave of American Heavy Metal" dos anos 2000, capitaneada por Lamb Of God, Trivium, Chimaira, Killswitch Engage e por eles mesmos. Se grande parte das bandas atribuídas a esse estilo musical iam muito além do que caracterizava o Metalcore, o Shadows Fall também não se deixou limitar pelas amarras do gênero, e sempre apresentou um diferencial.

Nirvana: "Kurt Cobain era meio pau no cu", diz produtorBandas Novas: 10 coisas que vocês jamais devem dizer no palco

Aqui neste recém lançado "The Fire From The Sky", 8º trabalho de estúdio, os caras trazem mais do Thash Metal melódico e moderno, regado com pequenas doses daquele Death Metal da escola de Gotemburgo, que vinham apresentando em seus mais recentes trabalhos.

E quando as coisas são melódicas, elas são melódicas mesmo: há refrões grudentos, melodias pegajosas, tudo muito bem valorizado pela produção cristalina - que, como infelizmente tem se tornado comum hoje em dia, não dá o devido valor ao baixo. Aliás, a produção é minha única ressalva negativa: deixou tudo moderno e limpo demais. Um pouco mais de peso, uma encorpada aqui e ali, fariam mais bem ainda à banda.
Brian Fair tem aqui mais uma boa performance - que se torna mais agradável quando usa seus vocais limpos ou os guturais mais graves, característicos do metal extremo. Me soam um pouco forçadas suas vocalizações mais gritadas, que no início não me agradavam, mas não interferem no resultado final do trabalho.

Vale a pena, claro, ressaltar o ótimo trabalho da dupla de guitarristas Jonathan Donnais e Matthew Bachand, que ora nos brindam com palhetadas Thrash rapidíssimas (impossível não bangear na ótima "Fire From The Sky", minah favorita, em "Lost Within" ou "The Wasteland"), ora com riffs que remetem ao Death Metal melódico tão praticado na Europa. Mas é tudo permeado por muitas melodias grudentas e realmente bonitas, presentes também nos ótimos solos desferidos pela dupla - a quase épica "Blind Faith" tem os meus preferidos. Ressalto ainda, o bom trabalho nas baquetas de Jason Bittner, que ainda que mais contido que em outros trabalhos, não deixa a peteca cair em momento algum, seja dando a cadência que as músicas pedem, ou mandando ver nos blast-beats.

Um ótimo álbum, que com certeza vai agradar aos fãs de Trivium, ou bandas que pratiquem este Thrash Metal melódico moderno - característica que vai afastar muitos headbangers mais conservadores. Azar o deles, que vão deixar de conferir este grande trabalho.

Shadows Fall
Fire From The Sky
2012

Tracklist
01 - The Unknown
02 - Divide And Conquer
03 - Weight Of The World
04 - Nothing Remains
05 - Fire From The Sky
06 - Save Your Soul
07 - Blind Faith
08 - Lost Within
09 - Walk The Edge
10 - The Wasteland


Outras resenhas de Fire From The Sky - Shadows Fall

Shadows Fall: A banda está em sua melhor faseShadows Fall: CD traz o quinteto americano em grande forma




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Shadows Fall"


Metalcore: os dez trabalhos essenciais do estiloMetalcore
Os dez trabalhos essenciais do estilo


Nirvana: Kurt Cobain era meio pau no cu, diz produtorNirvana
"Kurt Cobain era meio pau no cu", diz produtor

Bandas Novas: 10 coisas que vocês jamais devem dizer no palcoBandas Novas
10 coisas que vocês jamais devem dizer no palco


Sobre Alexandre Fernandes

De cabeça no mundo do rock há 7 anos, este jovem funcionário público, estudante de Comunicação Social (Jornalismo), busca contribuir à sua maneira com algo que gosta, resenhando, fazendo matérias e reportagens sobre o mundo da música pesada em geral. Fã de Death Metal/Grindcore à Metal Alternativo, não se priva de nada por causa de rótulos. Assim tem sido por esses 25 anos.

Mais matérias de Alexandre Fernandes no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336