Queen: análise faixa a faixa do álbum Jazz, de 1978

Resenha - Jazz - Queen

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Adriano Luiz da Fonseca
Enviar correções  |  Ver Acessos


Depois do estrondoso sucesso do álbum "News of the World" que lhes rendeu 4 discos de platina nos EUA e 2 no Reino Unido, estava na hora dos rapazes se enfurnarem em um estúdio para dar início ao que seria seu sétimo disco. Por questões relacionadas aos altos impostos em sua terra natal, o grupo seguiu para Montreux na Suíça onde acontecia o tradicional festival de Jazz. A capa inclusive foi baseada em uma pintura feita no muro de Berlim. A produção ficou a cargo de Thomas Baker, que havia ficado de fora nos álbuns anteriores - a banda havia optado por se auto-produzir. Lançado em novembro de 78, o LP trazia um pôster onde várias gatas nuas se preparavam para uma corrida de bicicleta - não sei se isso ajudou o disco a vender mais, mas que é bacana, é...

Curiosidade: 5 músicos mais novos que as bandas em que tocamPlanet Rock: As músicas com os melhores solos de guitarra

Lado A

1. Mustapha - (Mercury) - O Queen sempre foi conhecido por suas extravagâncias musicais. Nesta canção, Mercury canta em Inglês, Árabe, Persa e palavras inventadas. O ritmo árabe parece ser trilha sonora de um filme do Ali Babá. Foi lançado como single na Alemanha, Iugoslávia, Espanha e Bolívia. Salaam alaykum...

2. Fat Bottomed Girls (May) - Um Rockão de arena que o Queen sabia fazer muito bem, se tornou obrigatório nos shows da banda, fazendo uma dobradinha com outra canção do álbum.

3. Jealousy (Mercury) - Uma balada gostosa, onde May utiliza cordas de piano nos trastes da guitarra para produzir o efeito de uma cítara.

4. Bicycle Race (Mercury) - Com uma letra divertida essa canção juntamente com Fat Bottomed Girls se tornou fichinha fácil nos concertos do grupo entre 78 e 82.

5. If You Can Beat Them (Deacon) - A primeira contribuição de Deacon é um Hard Rock onde May executa um solo de dois minutos sendo um dos mais longos na carreira da banda.

6. Let Me Entertain You (Mercury) - O riff matador era um convite ao banging (opa!!!). O Queen mostrava que já estava em sintonia com o som que dominaria a década seguinte.

Lado B

1 - Dead On Time (May) - Nem bem se recuperou da pauleira anterior, o ouvinte teria que por seus ouvidos e pescoço (Opa, de novo!!!) a prova. Não seria exagero dizer que essa canção seria a precursora do Speed Metal. Durante a execução da mesma parece que em alguns momentos quem está cantando é o próprio James Hetfield (Hit the Lights!!!)

2 - In Only Seven Days (Deacon) - Desta vez, Deacon nos brinda com uma balada ao estilo "Spread Your Wings", do álbum anterior. O baixista aparece ainda tocando guitarra acústica e elétrica.

3 - Dreamer's Ball (May) - Essa canção que foi feita como um tributo a Elvis Presley, morto no ano anterior - lembra aquelas músicas dos anos trinta, com uso de metais e tudo mais, sendo que nos concertos ao vivo, esses "metais" eram imitados com a boca por Mercury e May.

4 - Fun It (Taylor) - O baterista contribui com esse balanço disco funk, com direito a bateria eletrônica e que pode ser visto com uma precursora de "Another One Bites the Dust".

5 - Leaving Home Ain't Easy (May) - Uma balada cantada por May e que conta com alguns efeitos nos vocais.

6 - Don't Stop Me Now (Mercury) - Uma das mais famosas canções do Queen e que entrou para o Top 10 no Reino Unido. Já foi até vinheta de propaganda no Brasil.

7 - More Of That Jazz (Taylor) - Taylor fecha o álbum com uma letra ácida criticando a sociedade pelo desrespeito ao Rock. Alcançando altas notas com sua voz, a canção ainda faz colagens de trechos das outras músicas do álbum.

Após o lançamento do álbum, o Queen sairia em turnê pela Europa, Estados Unidos e Canadá, e utilizaria o material gravado nos shows da Europa para lançar o duplo ao vivo Live Killers no ano seguinte. Apesar de obter críticas desfavoráveis nas revistas Creem e Rolling Stones, Jazz alcançou a 6ª posição na Billboard 200 e alguns de seus singles obtiveram boa posição nos charts. Vai entender esses críticos...!!!


Outras resenhas de Jazz - Queen

Queen: Jazz, a obra-prima subestimada da bandaQueen
"Jazz", a obra-prima subestimada da banda

Queen: Eles davam as cartas no final da década de 70




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Queen"


Curiosidade: 5 músicos mais novos que as bandas em que tocamCuriosidade
5 músicos mais novos que as bandas em que tocam

Clube da Música: 10 bandas de Rock/Metal mais acessadas do YouTube (vídeo)

Foo Fighters: Taylor Hawkins cita os discos favoritos de quando era criançaFoo Fighters
Taylor Hawkins cita os discos favoritos de quando era criança

Bee Gees: grupo ganhará cinebiografia com produtor de Bohemian Rhapsody

Queen: banda nunca tocará no Glastonbury por causa do ativismo animal de Brian MayQueen
Banda nunca tocará no Glastonbury por causa do ativismo animal de Brian May

Lucy Boynton: depois de Mary Austin, ela fará Marianne Faithfull no cinema

Freddie Mercury: ele parou com remédios duas semanas antes de morrer, diz assistenteFreddie Mercury
Ele parou com remédios duas semanas antes de morrer, diz assistente

Queen: Brian May mostra curiosa coleção de guitarras iguais em vídeoQueen
Brian May mostra curiosa coleção de guitarras iguais em vídeo

Queen + Adam Lambert: vídeos profissionais de performance em Nova Iorque

Bohemian Rhapsody: a primeira música do século 20 a ter 1 bilhão de streams no SpotifyBohemian Rhapsody
A primeira música do século 20 a ter 1 bilhão de streams no Spotify

Queen: estudo diz que Bohemian Rhapsody é melhor que sexoQueen
Estudo diz que Bohemian Rhapsody é melhor que sexo

Rock In Peace: As mortes mais marcantes do Rock/MetalRock In Peace
As mortes mais marcantes do Rock/Metal


Planet Rock: As músicas com os melhores solos de guitarraPlanet Rock
As músicas com os melhores solos de guitarra

Primórdios: O Rock Brasileiro da década de 50Primórdios
O Rock Brasileiro da década de 50


Sobre Adriano Luiz da Fonseca

Começou ouvindo rock ainda garoto no fim dos anos 70, do lado de fora do quarto do irmão mais velho que não o deixava entrar - coisas de irmão de pirralho. Depois comprando discos do Queen e Iron Maiden, foi ao Rock in Rio para ver os ídolos de perto e não parou mais. Curte do Blues ao Jazz, do Country ao Funk - o verdadeiro, do Rock ao Metal. Não sabe tocar instrumento algum, mas tem uma guitarra velha chamada Sarah Lee - cortesia do Foghat. Aprecia um vinil bem chiado.

Mais matérias de Adriano Luiz da Fonseca no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336