Matérias Mais Lidas

Iron Maiden: debilitado, Paul Di'Anno depende de vaquinha virtual para fazer cirurgiaIron Maiden
Debilitado, Paul Di'Anno depende de vaquinha virtual para fazer cirurgia

Bruce Dickinson: O Iron Maiden é melhor que o MetallicaBruce Dickinson
"O Iron Maiden é melhor que o Metallica"

Rodolfo Abrantes: O sonho da minha mãe era eu voltar aos RaimundosRodolfo Abrantes
"O sonho da minha mãe era eu voltar aos Raimundos"

Snowy Shaw: ex-King Diamond se oferece para substituir Marko Hietala no NightwishSnowy Shaw
Ex-King Diamond se oferece para substituir Marko Hietala no Nightwish

Nirvana: Kurt Cobain cuspiu no piano de Elton John pensando ser de Axl Rose.Nirvana
Kurt Cobain cuspiu no piano de Elton John pensando ser de Axl Rose.

Timo Tolkki: Ex-Stratovarius abraça teorias conspiratórias negacionistas sobre Covid19Timo Tolkki
Ex-Stratovarius abraça teorias conspiratórias negacionistas sobre Covid19

Metallica: Uma versão de Battery que todo headbanger sempre quis ouvirMetallica
Uma versão de "Battery" que todo headbanger sempre quis ouvir

Carlinhos Brown: ele diz que provocou garrafadas no Rock in Rio 2001 e explica razãoCarlinhos Brown
Ele diz que provocou garrafadas no Rock in Rio 2001 e explica razão

Guns N' Roses: Bumblefoot revela quais músicas mais gostava de tocar ao vivoGuns N' Roses
Bumblefoot revela quais músicas mais gostava de tocar ao vivo

Metallica: TikToker que calou haters na guitarra agora tem patrocínio da Sully GuitarsMetallica
TikToker que calou haters na guitarra agora tem patrocínio da Sully Guitars

Nirvana: por que, até hoje, Dave Grohl não canta músicas da bandaNirvana
Por que, até hoje, Dave Grohl não canta músicas da banda

Bruce Dickinson: sua coleção de clássicos do MetallicaBruce Dickinson
Sua coleção de clássicos do Metallica

Slayer: as preferências do guitarrista Kerry KingSlayer
As preferências do guitarrista Kerry King

AC/DC: Axl Rose sempre sugeria músicas esquecidas para shows (mas em cima da hora)AC/DC
Axl Rose sempre sugeria músicas esquecidas para shows (mas em cima da hora)

Soul Station: projeto de Paul Stanley com guitarrista brasileiro lança músicaSoul Station
Projeto de Paul Stanley com guitarrista brasileiro lança música


Matérias Recomendadas

Lars Ulrich: Eu era o maior fã do Iron MaidenLars Ulrich
"Eu era o maior fã do Iron Maiden"

Huntress: foto pelada após um caso brutal de infecção alimentarHuntress
Foto pelada após um caso brutal de infecção alimentar

Bruce Dickinson: O Iron Maiden é melhor que o MetallicaBruce Dickinson
"O Iron Maiden é melhor que o Metallica"

Separados no nascimento: Phil Lynott e TiriricaSeparados no nascimento
Phil Lynott e Tiririca

Roqueiros conservadores: a direita do rock na revista VejaRoqueiros conservadores
A direita do rock na revista Veja

Stamp
Tunecore

Accept: Em ótima fase depois de superar a perda de Udo

Resenha - Accept - Stalingrad

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ricardo Seelig, Fonte: Collectors Room
Enviar Correções  

publicidade

9


O Accept mantém em "Stalingrad" o mesmo alto nível apresentado no disco anterior, "Blood of the Nations" (2010), que marcou a estreia do vocalista Mark Tornillo no grupo. O décimo-terceiro trabalho da banda comprova a excelente fase pela qual o quinteto alemão vem passando.

Produzido por Andy Sneap (o mesmo de "Blood of the Nations" e também de álbuns de bandas como Arch Enemy, Exodus, Machine Head e inúmeras outras), "Stalingrad" traz dez faixas que falam sobre a Batalha de Stalingrado, um dos combates mais famosos da Segunda Guerra Mundial, considerada o confronto mais sangrento da história, com aproximadamente 2 milhões de vítimas entre soldados e civis. A vitória soviética marcou o fim do avanço alemão na URSS, e é apontada como um ponto de virada decisivo na guerra.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Na parte musical, a banda acrescentou um bem-vindo clima épico nas melodias, reforçando assim o conceito das letras e tornando as canções ainda mais consistentes. Há longos trechos instrumentais repletos de guitarras gêmeas na maioria das faixas. Tornillo brilha com uma performance não menos que espetacular, indo do já tradicional timbre agudo a algumas passagens onde explora um vocal mais grave. Estiliscamente, o que ouvimos em "Stalingrad" é heavy metal tradicional do mais alto gabarito.

Os riifs da dupla de guitarristas Wolf Hoffmann e Herman Frank conduzem todo o disco. É sobre o trabalho primoroso das seis cordas que o álbum evolui. Em nenhum momento o que se ouve soa datado, muito pelo contrário. O Accept soube atualizar o seu som sem se afastar de suas raízes, e o resultado é aquilo que todo fã de heavy metal sempre sonha ouvir: um disco empolgante, que arrepia em certos trechos (ouça as guitarras gêmeas de "Hung, Drawn and Quartered" e as melodias de "Stalingrad" e comprove) e agrada qualquer fã de música pesada.

De uma maneira geral, todas as faixas soam bem homogêneas e niveladas por cima, mas é preciso fazer uma menção especial para "Shadow Soldiers" e "Twist of Fate", duas quase baladas que quebram a pancadaria geral das demais composições e preparam para o que vêm a seguir.

O Accept conseguiu algo dificílimo, que é dar a volta por cima depois de perder o seu vocalista original. Poucas bandas na história foram capazes disso, e o Accept é uma delas. Dizer que o grupo está vivendo o melhor momento de sua longa carreira pode soar meio exagerado, mas é inegável que, hoje, o quinteto alemão atravessa a sua melhor fase, superada apenas pela trinca de discos que gravou entre 1982 e 1985 – "Restless and Wild", "Balls to the Wall" e "Metal Heart". Quer elogio maior que esse?

Faixas:
Hung, Drawn and Quartered
Stalingrad
Hellfire
Flash to Bang Time
Shadow Soldiers
Revolution
Against the World
Twist of Fate
The Quick and the Dead
The Galley


Outras resenhas de Accept - Stalingrad

Accept : Um álbum para ser ouvido com o punho pro alto