RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemA atitude ousada da Legião Urbana ao peitar Globo e Faustão no meio de uma grande crise

imagemO Raul Seixas não era nada daquilo que ele falava, diz ex-parceiro musical

imagemA razão que levou Humberto Gessinger a decidir não usar mais nome "Engenheiros do Hawaii"

imagemPor que Gisele Bündchen e Ivete Sangalo deturparam "Imagine", segundo André Barcinski

imagemDiva Satânica explica qual foi a razão que a fez deixar a banda Nervosa

imagemO último show de Bon Scott com o AC/DC, três semanas antes de sua morte

imagemA hilária reação de Keith Richards ao encontrar músicos do Maneskin

imagemDavid Coverdale relembra parceria com Jimmy Page, e fala sobre relançamento

imagemAs duas razões que levaram RPM a passar por segunda separação em 2003

imagemEm entrevista, Tony Iommi contou como aprendeu a tocar guitarra

imagemAlém do Moonspell, São Paulo Metal Fest anuncia Beyond Creation em seu cast

imagemAngra parabeniza a aniversariante Sandy nas redes sociais

imagemJimmy Page sobre o "Presence": "Não se faz músicas como aquelas caindo de bêbado"

imagemGuitarrista do Offspring continuou em seu emprego normal mesmo depois da fama

imagemPrika explica por que nova vocalista da Nervosa não é brasileira e promete single em março


Stamp

Bravery Branded: Influenciado por Iron e Judas

Resenha - Southern Steel - Bravery Branded

Por Luiz Negrini
Postado em 15 de março de 2012

Bravery Branded é uma banda de Heavy Metal de Torres – RS, composta por Ariel Coelho (Vocais), Eduardo Munari (Guitarra), Douglas Bittencourt (Guitarra), Felipe Daniel (Baixo) e Luiz Negrini (Bateria). Embalado com influências como Iron Maiden, Judas Priest e bandas que encabeçam o heavy metal, as faixas trazem pegada forte, peso e muita técnica definindo bem a estréia profissional da banda.

01 – True Over All

Com riffs cavalgados e pesados, bateria marcante e alterações de velocidade já percebe-se o que a banda tem a mostrar. A influência clara de Iron Maiden dá um toque de qualidade à composição e o ápice se mostra em um solo enfurecido. Boa abertura que deixa à mostra o potencial do EP.

02 –Wolves in Heaven

Quem se deixa levar pela introdução calma e sombria se assusta ao ouvir riffs bem elaborados com o mesmo peso apresentado na abertura. A banda segue a linha selvagem a que se propõe e mostra guitarras oitavadas em frases bem compostas, com uma base firme. Mais uma vez o solo destruidor alternado entre as duas guitarras se apresenta como clímax da música.

03 – March Over Thorns

Uma pausa para a agressividade e temos um vocal ‘grave’ com guitarras calmas, um baixo cheio e bateria detalhista. Apesar disso, Bravery Branded não perde sua identidade e a música cresce gradualmente. A abordagem dos solos e riffs com esse crescer lembram uma balada, mas o clima da música deixa claro o velho Heavy Metal.

04 – Only Death We Can’t Mend

O casamento das guitarras com a bateria na introdução devolve a ferocidade da banda. Se o vocal guia muito bem os versos, fica por conta de riffs muito bem colocados a explosão do refrão que se completa com o incrível agudo cantado ao chegar o título da faixa. Mais uma vez os solos deixam a marca registrada da banda.

05 – Marching Alone

Mais uma faixa que confirma o peso, agressividade e potencial que o EP promete. Uma bateria criativa e o baixo forte servem de base para mais uma sessão de guitarras em dueto que combinam com o vocal marcante.

06 – 1836 – Bravery

Com uma introdução ao som de batalhas, o encerramento do EP deixa muito claro a seriedade e competência que a banda possui. Um tanto ‘calma’ comparada às outras faixas. Elementos como bases pesadas, frases de guitarra acompanhando a voz, solos transbordando técnica, bateria bem distribuída e baixo cavalgado apenas assinam de vez a pegada do Heavy Metal que o pessoal da Bravery Branded quer mostrar.

"Toda a parte gráfica foi trabalhada pelo designer Ramiro Modica, baseado em conceitos que eu tinha em mente. Lembro de ter desenhado a logo atual num guardanapo (risos). Não conseguíamos pensar num nome pra colocar no EP, aí me deu a ideia de colocar Southern Steel, já que o Judas Priest tinha o British Steel. Foi meio de brincadeira, mas a galera curtiu e ficou. A capa é só algo que lembre metalurgia, com o logo sendo colocado em ferro quente sobre uma chapa de metal, tipo a frente de um caminhão ou algo do tipo. Acho que reflete o próprio caminho da banda, como o aço derretendo e se moldando em nova forma, melhorada, a banda se reconstruiu e surgiu mais forte e coesa".
Eduardo Munari (Guitarrista).

Apenas confirmo as palavras de Eduardo Munari, a arte envolvida na capa, apesar de simples, transmite a força e o peso marcantes no som da banda.

Apesar de ser seu primeiro trabalho, fica claro o potencial e seriedade que a banda traz em busca de um espaço no meio musical, mesmo com o preconceito que envolve o Heavy Metal no Brasil.

Mixagem do álbum deixa um pouco a desejar, esconde o baixo em algumas partes e até mesmo riffs que acompanham solos.

O EP pode ser encontrado à venda nos e-mails [email protected] ou [email protected] Se quiser conhecer mais sobre a banda, acesse o myspace da Bravery Branded.

[an error occurred while processing this directive]

Twitter
- @luiznegrini
- @edmunari


Outras resenhas de Southern Steel - Bravery Branded

Resenha - Southern Steel - Bravery Branded

Resenha - Southern Steel - Bravery Branded

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:
Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Summer Breeze

Slayer: a trágica e não revelada história do fim de Jeff Hanneman


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Luiz Negrini

Baterista da Banda Bravery Branded. Resenhista. Twitter: http://www.twitter.com/luiznegrini. Facebook: http://www.facebook.com/luiznegrini. MySpace: http://www.myspace.com/braverybranded.
Mais matérias de Luiz Negrini.