Forka: Um trabalho que demonstra certa homogeneidade

Resenha - Enough - Forka

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Vitor Franceschini
Enviar Correções  

publicidade

8


Confesso que não ouvi o primeiro álbum do Forka, portanto esta resenha passará longe de comparações. Apenas conhecia a banda ao vivo (tem coisa melhor!?), pois presenciei uma apresentação deles uns tempos atrás, incendiaria por sinal.

Kirk Hammett: "Mustaine toca rápido e eu, melódico"

Cinema: 60 filmes pra quem ama Rock e Metal

Com a produção de Marcelo Pompeu (Korzus) e do próprio Forka, no Mr. Som Estúdio, o trabalho caminha na linha do Thrash Metal mais moderno com influências de nomes como Machine Head, Pissing Razors e do próprio Korzus dos anos 2000. O mais importante é que o som é brutal e nervoso.

"W2MFW" é o retrato das linhas anteriores. O som se aproxima até do Death Metal, principalmente pelas excelentes e insanas linhas de bateria, além de um refrão pegajoso. Aliás, é de se destacar as linhas de bateria do álbum, a cargo de Rodolfo. Um misto de técnica e agressividade, e viradas criativas, faz o instrumento se destacar no trabalho.

Indo para um lado mais moderno do Metal, com um groove nervoso, temos "Knowing Your Suffering". Os riffs da faixa são muito bons e foram bem encaixados. Esta faixa ganhou um clipe e mostra bem as características da banda. "Screaming In The Shadows" mostra o lado mais tradicional do Thrash, com riffs muito bons, baixo carregado e a bateria, mais uma vez muito violenta.

"Blood Of Saint" também carrega uma áurea mais tradicionalista e seu ritmo é cheio de quebradas e variações nos riffs, demonstrando grande habilidade dos músicos. Em "Before You Die" o vocalista Ronaldo divide os esforços com Fabio Prandini (Paura) em um som brutal. Também participou do trabalho, o guitarrista Marcio Garcia como solos em quatro composições.

"Enough" é um trabalho que demonstra certa homogeneidade devido às faixas se parecerem um pouco. Porém, mostra um trabalho extremamente honesto e raçudo, típico do Forka no palco. Completam a banda Alan e Samuel (guitarras) e Ricardo (Bass).


Outras resenhas de Enough - Forka

Resenha - Enough - Forka

Forka: sonoridade agressiva de contornos extremos




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Kirk Hammett: Mustaine toca rápido e eu, melódicoKirk Hammett
"Mustaine toca rápido e eu, melódico"

Cinema: 60 filmes pra quem ama Rock e MetalCinema
60 filmes pra quem ama Rock e Metal


Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin