Psychotic Eyes: mistura agradável de Thrash, Heavy e Death

Resenha - I Only Smile Behind the Mask - Psychotic Eyes

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Christiano K.O.D.A.
Enviar correções  |  Ver Acessos

publicidade

Nota: 9


Acredito que muitos fãs de metal extremo já tenham conhecido essa banda e ficado perplexos com sua qualidade. Eles estão no meio termo (ou um terço de termo) de Thrash, Heavy e Death com outros sub-gêneros, mas a mistura soa bastante agradável.

Por pouco: 15 rockstars que quase partiram dessa para uma melhorAC/DC: os últimos dias do vocalista Bon Scott

E quase toda a crítica musical que falou do CD, na certa comparou a voz de Dimitri Brandi à de Jeff Walker (Carcass) e Angela Gossow (Arch Enemy). Não é para menos, a semelhança é impressionante! Mas nem isso tira aquele quê de originalidade da Psychotic Eyes, que executa composições intrínsecas, mostrando seu alto nível técnico.

Portanto, o que mais acontece aqui são demonstrações de riqueza musical e domínio instrumental, tudo sem muita velocidade e com alta dose de melodia, enfim, um play cheio de boas estruturas.

Um bom exemplo disso já é a primeira faixa do trabalho - "Throwing into Chaos" -, que já expele toda a criatividade do grupo. Perto do final da canção, um riff surpreende o ouvinte, não só pela bela melodia, mas pelo baixo de Rodrigo Nunes, que dá um verdadeiro show.

Vejam bem: isso é só uma das sete pérolas de "I Only Smile Behind the Mask". Outras grandes canções, como "Dying Grief" (grande levada e pedais duplos bem encaixados), "Welcome Fatality" (com um trecho cantado em português) e a intensa "I Only Smile Behind the Mask" levam o álbum a uma viagem pela beleza e boa construção musical.

O disco, que teve produção da banda e do guitarrista da Kataklysm J-F Dagenais (que fez um ótimo trabalho, aliás), só saiu em versão virtual (injustiça!) e está disponível nos links abaixo.

O álbum é profundo, denso, e chama a atenção pelos inúmeros arranjos ora melancólicos, ora agressivos. Tem tudo para se tornar cult. Altamente indicado para quem curte um pouco de inovação no som extremo.

Tracklist
1. Throwing into Chaos
2. Welcome Fatality
3. Dying Grief
4. Life
5. I Only Smile Behind the Mask
6. The Humachine
7. The Girl


Outras resenhas de I Only Smile Behind the Mask - Psychotic Eyes

Psychotic Eyes: Death Metal pra banger nenhum botar defeitoPsychotic Eyes: O caos, o medo, a violência urbana e a decadênciaPsychotic Eyes: Rompendo fronteiras com "I Only Smile..."Psychotic Eyes: Um bom disco, mas longe de uma obra-primaPsychotic Eyes: Influências de Death, Carcass e Arch EnemyPsychotic Eyes: A criatividade acima de tudo...Psychotic Eyes: Para os fãs de metal eclético ou agressivoPsychotic Eyes: Se você gosta de Metal, irá sorrir




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Psychotic Eyes"


Metal e Literatura: 10 livros e sua trilha sonoraMetal e Literatura
10 livros e sua trilha sonora


Por pouco: 15 rockstars que quase partiram dessa para uma melhorPor pouco
15 rockstars que quase partiram dessa para uma melhor

AC/DC: os últimos dias do vocalista Bon ScottAC/DC
Os últimos dias do vocalista Bon Scott

Creed: nomeada pior banda dos anos 1990 pela Rolling StoneCreed
Nomeada pior banda dos anos 1990 pela Rolling Stone

Roadrunner: os melhores frontmen de todos os temposRoadrunner
Os melhores frontmen de todos os tempos

Separados no nascimento: Joe Satriani e Lord VoldemortSeparados no nascimento
Joe Satriani e Lord Voldemort

Black Sabbath: vídeo com bastidores das gravações do CSIBlack Sabbath
Vídeo com bastidores das gravações do CSI

Riff: palavra sem tradução na língua portuguesaRiff
Palavra sem tradução na língua portuguesa


Sobre Christiano K.O.D.A.

Um cara diretamente ligado ao Som Extremo, fã de livros e filmes, formado em Imagem e Som, Publicidade e Propaganda e Jornalismo. Faz parte da banda de grindcore Prey of Chaos e tem um blog dedicado à música barulhenta. Enfim, alguém que faz da música sua vida.

Mais matérias de Christiano K.O.D.A. no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336