Psychotic Eyes: Se você gosta de Metal, irá sorrir

Resenha - I Only Smile Behind the Mask - Psychotic Eyes

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Luiz Harley, Fonte: Road To Metal
Enviar correções  |  Ver Acessos


Começarei essa resenha pelo fim, pois após ouvir esse novo álbum em Web CD do "Psychotic Eyes", sucessor do seu trabalho auto intitulado de 2007, podemos dizer que "I Only Smile Behind the Mask" é uma obra prima em todos os fatores, é daqueles raros tipos de trabalho que você ouve uma vez e não para mais.

Ozzy Osbourne: os conselhos do Madman sobre masturbaçãoZakk Wylde e Dave Grohl: A treta por causa de canções para Ozzy

É nítido que esse lançamento foi pensado em todos os aspectos e um time de músicos de alto gabarito ajuda nisso. Destaques totais para os membros originais Alexandre Tamarossi (bateria) e Dimitri Brandi (vocal e guitarra), já o contrabaixo foi gravado pelo baixista Rodrigo Nunes (ex-Drowned e Eminence, atual Preceptor), posto atualmente ocupado por Douglas Gatuso (Side Effectz). Na produção e mixagem foi escalado J-F Dagenais, guitarrista de uma das bandas mais promissoras da cena mundial do Death Metal, o Kataklysm (Canadá).

A parte gráfica e o título do CD podem te causar a sensação de ser uma banda de Doom Metal e esses elementos até aparecem na rica sonoridade da banda, mas é possível ver um mix entre Death Metal melódico com elementos mais extremos aliados ao Heavy e ao Thrash, só que essas variações foram tão elaboradas que a música flui naturalmente.

Difícil achar referências, pois a banda varia entre caminhos poucos explorados no Metal e consegue sair vitoriosa nessa trajetória. Ouça "The Girl" que nada mais é do que uma restruturação de "Geni e o Zepelim", de Chico Buarque numa versão cheia de ousadia e coragem e nem precisa dizer muito melhor que a original.

Toda essa abrangência é vigente na temática explorada pelo grupo que apresenta um belo flerte com a literatura, pois a banda demonstra uma maturidade ao fugir dos clichês do Death Metal como mortes violentas e Gore para focar temas como a partida de pessoas próximas ou toda a amargura pelo fim de um relacionamento, mas tudo isso sem abrir mão da agressividade.

Vale lembrar a participação especial de Adriano Villa (para quem não lembra ele é responsável pelas letras do Metal Opera nacional Hamlet) que participa da faixa "Throwing Into Chaos" que ao lado de "Life" possui as letras mais poéticas de toda a carreira do Psychotic Eyes.

È claro que quem conhece a banda sabe que eles nunca esqueceram que, acima de tudo, tocam música extrema e a faixa titulo deixa isso bem claro. Parafraseando a letra da música, se você gosta de Metal sinceramente irá sorrir (rsrsrsrsrs).

Apenas seis faixas conseguem mostrar que o Psychotic Eyes não é mais uma promessa e sim um expoente para a cena nacional, basta agora as gravadoras abrirem os olhos e os bangers prestigiarem mais essa grande banda brasileira.

Formação
Dimitri Brandi (Vocal e Guitarra)
Douglas Gatuso (Baixo)
Alexandre Tamarossi (Bateria)

Tracklist
1. Welcome Fatality
2. Throwing into Chaos
3. Life
4. I only Smile Behind the Mask
5. Dying Grief
6. The Girl

Nota: 10


Outras resenhas de I Only Smile Behind the Mask - Psychotic Eyes

Psychotic Eyes: Death Metal pra banger nenhum botar defeitoPsychotic Eyes: O caos, o medo, a violência urbana e a decadênciaPsychotic Eyes: Rompendo fronteiras com "I Only Smile..."Psychotic Eyes: Um bom disco, mas longe de uma obra-primaPsychotic Eyes: Influências de Death, Carcass e Arch EnemyPsychotic Eyes: A criatividade acima de tudo...Psychotic Eyes: Para os fãs de metal eclético ou agressivoPsychotic Eyes: mistura agradável de Thrash, Heavy e Death




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Psychotic Eyes"


Metal e Literatura: 10 livros e sua trilha sonoraMetal e Literatura
10 livros e sua trilha sonora


Ozzy Osbourne: os conselhos do Madman sobre masturbaçãoOzzy Osbourne
Os conselhos do Madman sobre masturbação

Zakk Wylde e Dave Grohl: A treta por causa de canções para OzzyZakk Wylde e Dave Grohl
A treta por causa de canções para Ozzy

Gilby Clarke: Axl me disse aproveite seu último showGilby Clarke
Axl me disse "aproveite seu último show"

Entrevistas: Coices e tretas entre artista e entrevistadorEntrevistas
Coices e tretas entre artista e entrevistador

Spin: as 30 melhores faixas instrumentais de todos os temposSpin
As 30 melhores faixas instrumentais de todos os tempos

Lojas de Discos: a desgraça e o calvário de se trabalhar em umaLojas de Discos
A desgraça e o calvário de se trabalhar em uma

Mike Portnoy: Gostaria que fôssemos uma família feliz e amigosMike Portnoy
"Gostaria que fôssemos uma família feliz e amigos"


Sobre Luiz Harley

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

adClio336|adClio336