Resenha - Chaos Season - Cruscifire

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Pierre Cortes
Enviar correções  |  Ver Acessos

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


A banda CRUSCIFIRE, formada pelos irmãos Victor e Caio Angelotti, lança em 2005 sua primeira demo, cujo título é "Sick World". Dois anos após lançam seu segundo trabalho: "A New Bloody Day". Trata-se de outra demo. E é somente em 2010 que os meninos finalizam seu primeiro CD, o tão aguardado "Chaos Season".

Oops!: 10 erros eternizados em gravações de clássicosBackmasking: Existem mensagens ao inverso em discos de rock?

Para quem ainda não os conhece, eles praticam um Death Metal que soa bastante brutal e agressivo. E a estreia não poderia ser de melhor resultado. O álbum é uma grande e grata surpresa. Em todos os sentidos. Quem assina a arte da capa é o designer Marcelo Vasco, juntamente com Victor Angelloti. Vasco já trabalhou para grandes nomes do Metal como BORKNAGAR, VADER e OBITUARY e aqui faz uma arte primorosa que é bela ao mesmo tempo que impactante.

A produção e gravação ficaram a cargo dos irmãos Angelotti e já aqui eles demonstram que mandam bem. E o que dizer do principal? O som. Pois bem, "Chaos Season" é uma porrada do início até o fim. Um prato mais do que cheio e que vai deixar os amantes mais fervorosos do estilo com a boca aberta e o queixo totalmente caído. Não há trégua. Ricardo Cari, o baterista deste álbum, é uma máquina demolidora e não deixa a peteca cair em nenhum momento. É veloz e muito preciso. Outro destaque fica a cargo das guitarras: riffs rápidos e solos bem feitos e interessantes. Já o vocal de Victor é extremo, intenso e cavernoso. E tudo isso reunido dá origem a um trabalho que é uma bela referência ao que existe de mais extremo no Death Metal nacional, sem nada dever aos nomes do exterior. E as músicas de maior impacto são: "Chaotic", com riffs rápidos e solo interessante; "Squeals from Slaughterhouse", a maior do álbum; "Sons of Disgrace", que mesmo sendo tão extrema, nos possibilita ouvir a forte marcação do baixo de Victor logo no início, além de contar com riffs vigorosos.

A banda agora está com nova formação. No lugar de Ricardo Cari, entra Victor Nabuco e, para reforçar ainda mais este time, Murillo Romagnoli assume a segunda guitarra. E se com um único guitarrista o som do CRUSCIFIRE já era extremo, imaginamos que agora fique ainda mais intenso e violento. Se tivéssemos que resumir a energia de "Chaos Season" em apenas duas palavras, certamente elas seriam: BRUTALIDADE SONORA. Recomendado e fundamental para os fãs do Metal Extremo.

Faixas:

1. A Letter for my Enemy
2. Chaotic
3. The Chaos Season
4. Squeals from Slaughterhouse
5. A New Bloody Day
6. Smash Your Head
7. Sons of Disgrace
8. Finish Him
9. Valley of Suicidal
10. Untrue Illusion

Banda: Cruscifire
País de Origem: Brasil
Título do álbum: Chaos Season
Ano: 2010
Estilo: Death Metal
Gravadora: Independente

Line-up:

Victor Angelotti - Vocal, Baixo
Caio Angelotti - Guitarra

Sites:
http://www.myspace.com/cruscifire
http://www.facebook.com/cruscifire


Outras resenhas de Chaos Season - Cruscifire

Cruscifire: Death Metal com algumas pitadas de ThrashCruscifire: Mantendo a relevância do Death Metal




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Cruscifire"


Oops!: 10 erros eternizados em gravações de clássicosOops!
10 erros eternizados em gravações de clássicos

Backmasking: Existem mensagens ao inverso em discos de rock?Backmasking
Existem mensagens ao inverso em discos de rock?

Guitarra: em vídeo, o solo mais destrutivo que você já viuGuitarra
Em vídeo, o solo mais destrutivo que você já viu

Rock Progressivo: as 25 melhores músicas de todos os temposLinkin Park: 20 coisas que você não sabe sobre a bandaJudas Priest: respeito mútuo com ex-colegas está acabando, diz K.K. DowningTiago Della Vega: o guitarrista mais rápido do mundo?

Sobre Pierre Cortes

Pierre Cortes, paulistano, bacharelado em Publicidade e em Cinema, amante da fotografia e escrita, apreciador do Heavy Metal e todas as suas subdivisões desde o início dos anos 80, colaborador do Whiplash.Net desde 2011, Twitter - @pierrecortes.

Mais matérias de Pierre Cortes no Whiplash.Net.