Caravellus: ouçam e reverenciem esta obra-prima nacional

Resenha - Knowledge Machine - Caravellus

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Marcos Garcia
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 10

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Os rótulos usados no Metal são detestáveis, na maioria das vezes, já que limitam demais uma banda, e mesmo levam os fãs a conceberem idéias absurdas que muitas vezes, não refletem a realidade de um trabalho de uma banda, limando-a de uma característica única, uma face própria, algo que diga que a banda não é uma cópia.
5000 acessosOs Trapalhões: uma homenagem ao Heavy Metal em 19855000 acessosKiss: as 10 músicas mais "demoníacas" da banda

E indo nessa de rótulos, muitas bandas são jogadas fora, como se costuma fazer por aqui, no Brasil. Quem gosta de rótulos deveria trabalhar em supermercados, fábricas ou em algo relacionado à patentes, já que o Metal brazuca é, sem sombra de dúvidas, um verdadeiro destruidor de barreiras musicais, tão comuns nos dias de hoje, e esse ótimo CD do CARAVELLUS, chamado ‘Knowledge Machine’, mostra claramente o que digo.

Vindos de Pernambuco, essa banda surpreende por unir elementos do chamado Metal Melódico com muito de Prog Metal e muito, muito peso e bom gosto musical, e com vantagens maravilhosas encima de medalhões, que são a falta de pudor de usar algumas doses de outros estilos de Metal, os regionalismos folk característicos de nosso Nordeste e a personalidade firme e forte, mas se o leitor necessita de um referencial mais preciso e menos parnasiano, seria algo como um ‘Images and Words’ mais atualizado, virtuoso e pesado, como nem o próprio DREAM THEATER sonharia em conceber.

Arte bem caprichada, produção sonora límpida e pesada, onde podemos ouvir cada nota e nuance vocal do CD, em um nível de profissionalismo extremo que está cada vez mais em pé de igualdade do que é visto lá por fora. Vocais ótimos, guitarras de alto nível, com equilíbrio entre virtuosismo e feeling (que alguns andam esquecendo hoje em dia), teclados hiper bem sacados e bem postados, e uma zaga baixo/bateria extremamente competente, com muita garra e peso.

Uma breve intro, ‘Deus Ex-Machina’ (termo que traduzido seria ‘deus vindo da máquina’, um termo usado pelos gregos na tragédia de Eurípedes), e entra ‘Corsairs in Black’, uma faixa cativante e bem grudenta, extremamente bem feita, pesada e rápida na medida certa, e que é o primeiro vídeo promocional do CD, que chega a usar alguns momentos bem Death/Black em vocalizações e andamentos; ‘When the Night Has Fallen’ é mais climática, em uma viagem progressiva bem intensa; ‘Beyond the Skies’ já entra com um solo de guitarra extremamente bem virtuoso à lá Petrucci/Satriani, e os temos quebrados deixam o ouvinte pregado na cadeira, fora as mudanças de clima que permeiam a faixa; temos na linda ‘The Divine Comedy’ uma alternância entre momentos amenos e pesados bem constante, e como o vocalista canta muito bem, esbanjando talento em cada momento; Uma narrativa em português sobre a velocidade dos bumbos introduz ‘Behind the Mask’, mais uma faixa que une peso, viagem e bom gosto; já em ‘Wherever I Am’, vemos um momento extremamente ameno, com piano, voz, violão e leves toques na bateria, ou seja, uma baladaça daquelas de deixar os olhos cheios de lágrimas de alegria; ‘Dance of Damnation’ é outra música cheia de peso, um típico hit do estilo em shows ao vivo, ou seja, ouça, decore e cante junto quando chegar a hora; e fechando, a longa ‘Knowledge Machine’, que como toda faixa título que se preze, tem excelentes variações melódicas, minimalismos mil, e que não cansa o ouvinte em momento algum.

O CARAVELLUS é, sem sombra de dúvidas, uma das maiores revelações da cena Brasileira de 2010, e desejo-lhes muito sucesso. Ouçam e reverenciem esta obra-prima nacional, ò gregos e troianos do Metal!

Nota 10

Formação:

Raphael Dantas – Vocal
Glauber Oliveira – Guitarras
Daniel Felix – Teclados
Cleison Johann – Baixo
Pedro Nunes – Bateria

Tracklist:

01. Deus Ex Machina (intro)
02. Corsairs in Black
03. When the Night Has Fallen
04. Beyond the Skies
05. The Divine Comedy
06. Behind the Mask
07. Wherever I Am
08. Dance of Damnation
09. Knowledge Machine

Contatos:
http://www.caravellus.net
http://www.myspace.com/caravellus

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Caravellus"

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Caravellus"

Os TrapalhõesOs Trapalhões
Uma homenagem ao Heavy Metal em 1985

KissKiss
As 10 músicas mais "demoníacas" da banda

Silas MalafaiaSilas Malafaia
Pastor manda um stage-dive no meio da plateia

5000 acessosAxl Rose: quatro páginas de pedidos para camarim no RIR5000 acessosRegis Tadeu: explicando por que o Slipknot é tão odiado5000 acessosGuns N' Roses: quanto foi oferecido para Izzy Stradlin? MSL revela5000 acessosChiclete: As 50 canções mais grudentas de todos os tempos4069 acessosGuns N' Roses: vídeo conta história da banda em 60 segundos5000 acessosNirvana: como crianças de hoje reagem ao ouvir a banda?

Sobre Marcos Garcia

Marcos Garcia é Mestrando em Geofísica na área de Clima Espacial, Bacharel e Licenciado em Física, professor, escritor e apreciador de todas as subdivisões de Metal, tendo sempre carinho pelas bandas mais jovens e desconhecidas do público, e acredita no Underground como forma de cultura e educação alternativas. Ainda possui seu próprio blog, o Metal Samsara, e encara a vida pela máxima de Buda "esqueça o passado, não pense no futuro, concentre-se apenas no presente".

Mais matérias de Marcos Garcia no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online