Caravellus: ouçam e reverenciem esta obra-prima nacional

Resenha - Knowledge Machine - Caravellus

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Marcos Garcia
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 10

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Os rótulos usados no Metal são detestáveis, na maioria das vezes, já que limitam demais uma banda, e mesmo levam os fãs a conceberem idéias absurdas que muitas vezes, não refletem a realidade de um trabalho de uma banda, limando-a de uma característica única, uma face própria, algo que diga que a banda não é uma cópia.

Terreiro Fest: Deathgeist, Scars, Comando Nuclear e Speed Metal Hell nOs Simpsons: bandas de Rock na versão amarela

E indo nessa de rótulos, muitas bandas são jogadas fora, como se costuma fazer por aqui, no Brasil. Quem gosta de rótulos deveria trabalhar em supermercados, fábricas ou em algo relacionado à patentes, já que o Metal brazuca é, sem sombra de dúvidas, um verdadeiro destruidor de barreiras musicais, tão comuns nos dias de hoje, e esse ótimo CD do CARAVELLUS, chamado 'Knowledge Machine', mostra claramente o que digo.

Vindos de Pernambuco, essa banda surpreende por unir elementos do chamado Metal Melódico com muito de Prog Metal e muito, muito peso e bom gosto musical, e com vantagens maravilhosas encima de medalhões, que são a falta de pudor de usar algumas doses de outros estilos de Metal, os regionalismos folk característicos de nosso Nordeste e a personalidade firme e forte, mas se o leitor necessita de um referencial mais preciso e menos parnasiano, seria algo como um 'Images and Words' mais atualizado, virtuoso e pesado, como nem o próprio DREAM THEATER sonharia em conceber.

Arte bem caprichada, produção sonora límpida e pesada, onde podemos ouvir cada nota e nuance vocal do CD, em um nível de profissionalismo extremo que está cada vez mais em pé de igualdade do que é visto lá por fora. Vocais ótimos, guitarras de alto nível, com equilíbrio entre virtuosismo e feeling (que alguns andam esquecendo hoje em dia), teclados hiper bem sacados e bem postados, e uma zaga baixo/bateria extremamente competente, com muita garra e peso.

Uma breve intro, 'Deus Ex-Machina' (termo que traduzido seria 'deus vindo da máquina', um termo usado pelos gregos na tragédia de Eurípedes), e entra 'Corsairs in Black', uma faixa cativante e bem grudenta, extremamente bem feita, pesada e rápida na medida certa, e que é o primeiro vídeo promocional do CD, que chega a usar alguns momentos bem Death/Black em vocalizações e andamentos; 'When the Night Has Fallen' é mais climática, em uma viagem progressiva bem intensa; 'Beyond the Skies' já entra com um solo de guitarra extremamente bem virtuoso à lá Petrucci/Satriani, e os temos quebrados deixam o ouvinte pregado na cadeira, fora as mudanças de clima que permeiam a faixa; temos na linda 'The Divine Comedy' uma alternância entre momentos amenos e pesados bem constante, e como o vocalista canta muito bem, esbanjando talento em cada momento; Uma narrativa em português sobre a velocidade dos bumbos introduz 'Behind the Mask', mais uma faixa que une peso, viagem e bom gosto; já em 'Wherever I Am', vemos um momento extremamente ameno, com piano, voz, violão e leves toques na bateria, ou seja, uma baladaça daquelas de deixar os olhos cheios de lágrimas de alegria; 'Dance of Damnation' é outra música cheia de peso, um típico hit do estilo em shows ao vivo, ou seja, ouça, decore e cante junto quando chegar a hora; e fechando, a longa 'Knowledge Machine', que como toda faixa título que se preze, tem excelentes variações melódicas, minimalismos mil, e que não cansa o ouvinte em momento algum.

O CARAVELLUS é, sem sombra de dúvidas, uma das maiores revelações da cena Brasileira de 2010, e desejo-lhes muito sucesso. Ouçam e reverenciem esta obra-prima nacional, ò gregos e troianos do Metal!

Nota 10

Formação:

Raphael Dantas - Vocal
Glauber Oliveira - Guitarras
Daniel Felix - Teclados
Cleison Johann - Baixo
Pedro Nunes - Bateria

Tracklist:

01. Deus Ex Machina (intro)
02. Corsairs in Black
03. When the Night Has Fallen
04. Beyond the Skies
05. The Divine Comedy
06. Behind the Mask
07. Wherever I Am
08. Dance of Damnation
09. Knowledge Machine

Contatos:
http://www.caravellus.net
http://www.myspace.com/caravellus




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Caravellus"


Terreiro Fest: Deathgeist, Scars, Comando Nuclear e Speed Metal Hell nCaravellus: lançado novo single de faixa "Panis ET Circenses"Caravellus: John Macaluso será o baterista do novo álbum da banda

Os Simpsons: bandas de Rock na versão amarelaOs Simpsons
Bandas de Rock na versão amarela

Megadeth: Mustaine fala sobre satanistas, gays e gatosMegadeth
Mustaine fala sobre satanistas, gays e gatos

Heavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1991Heavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados em 1991

Pink Floyd: tudo sobre "Another Brick in the Wall"Covers: quando bandas de Heavy e Power Metal prestam tributoClassic Rock: os 25 discos mais vendidos de todos os temposIron Maiden: ouça a demo-tape de Bruce Dickinson de 1981

Sobre Marcos Garcia

Marcos Garcia é Mestrando em Geofísica na área de Clima Espacial, Bacharel e Licenciado em Física, professor, escritor e apreciador de todas as subdivisões de Metal, tendo sempre carinho pelas bandas mais jovens e desconhecidas do público, e acredita no Underground como forma de cultura e educação alternativas. Ainda possui seu próprio blog, o Metal Samsara, e encara a vida pela máxima de Buda "esqueça o passado, não pense no futuro, concentre-se apenas no presente".

Mais matérias de Marcos Garcia no Whiplash.Net.