Matérias Mais Lidas

João Gordo: ele diz não ser representante do metal e cita os verdadeirosJoão Gordo
Ele diz não ser representante do metal e cita os "verdadeiros"

Há quem goste: As 10 bandas mais odiadas do universoHá quem goste
As 10 bandas mais odiadas do universo

K.K. Downing: De onde o Iron Maiden tira tanta energia?K.K. Downing
"De onde o Iron Maiden tira tanta energia?"

Metallica: a palavra mais presente nas letras da banda é...Metallica
A palavra mais presente nas letras da banda é...

Black Sabbath: o que Geezer Butler não suportava em Ozzy que o fez adorar DioBlack Sabbath
O que Geezer Butler não suportava em Ozzy que o fez adorar Dio

1983: 15 grandes álbuns lançados no ano que o mundo conheceu o Metallica e o Slayer1983
15 grandes álbuns lançados no ano que o mundo conheceu o Metallica e o Slayer

Helloween: Comemorando três décadas de história em primeiro disco com nova formaçãoHelloween
Comemorando três décadas de história em primeiro disco com nova formação

Rainbow: a incrível semelhança entre Stargazer e o filme Mágico de OzRainbow
A incrível semelhança entre "Stargazer" e o filme "Mágico de Oz"

Roberto Barros: Até ouvir Angra eu não gostava de power metal, revela o guitarristaRoberto Barros
"Até ouvir Angra eu não gostava de power metal", revela o guitarrista

Thrash metal: dez grandes álbuns do estilo que foram lançados em 1990Thrash metal
Dez grandes álbuns do estilo que foram lançados em 1990

Relax: 20 músicas para ouvir e acalmar os ânimos nos dias de fúriaRelax
20 músicas para ouvir e acalmar os ânimos nos "dias de fúria"

Nirvana: Dave Grohl revela como foi seu primeiro dia após morte de Kurt CobainNirvana
Dave Grohl revela como foi seu primeiro dia após morte de Kurt Cobain

Death metal: vocalista do At The Gates diz qual banda inventou o estiloDeath metal
Vocalista do At The Gates diz qual banda "inventou" o estilo

1984: 15 grandes discos lançados em um dos anos mais impressionantes da música pesada1984
15 grandes discos lançados em um dos anos mais impressionantes da música pesada

Helloween: confira lyric video de Best Times, música do novo discoHelloween
Confira lyric video de "Best Times", música do novo disco


Arte Musical
Stamp

Tipton, Entwistle & Powell: álbum que merece mais atenção

Resenha - Edge Of The World - Tipton, Entwistle & Powell

Por Doctor Robert
Em 03/11/09

Antes que possa surgir alguma dúvida: não, esta resenha não trata de um lançamento recente. Na verdade, "Edge Of The World" foi o segundo álbum solo do guitarrista Glenn Tipton – o primeiro, "Baptizm Of Fire", havia sido lançado em 1997, e este, embora tenha sido gravado antes daquele, foi lançado em março de 2006. Por que então tratar de algo passado tanto tempo? Simples: mesmo que não seja nenhuma obra-prima, um álbum que traz uma gravação reunindo quatro grandes nomes (e por que não lendas?) do rock, como é o caso aqui, não deveria ter passado em branco. Coisas de um mercado fonográfico onde o rock acaba ficando em segundo plano.

Recapitulando rapidamente a história: em 1992, Rob Halford anuncia que está deixando o Judas Priest. Seu substituto, Tim "Ripper" Owens, só seria escolhido em 1996, e só então o Judas retomaria suas atividades, tendo o álbum "Jugulator" lançado no ano seguinte. Neste hiato, Glenn Tipton resolve levar gravar um álbum solo. Conforme admitiu em algumas entrevistas, quando compõe, ele mesmo grava as linhas vocais nas demos para apresentar aos seus companheiros de banda, o que acabou o levando naturalmente a cantar em seu projeto. Se a voz e as guitarras ficariam por sua conta, faltava selecionar quem mais o acompanharia na empreitada.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Pois bem, Tipton conseguiu reunir um time de primeiríssima: no baixo, ninguém menos que John Entwistle, do The Who; na bateria, Cozy Powell, que já havia tocado com Rainbow, Whitesnake, ELP, Black Sabbath e Brian May (entre muitos e muitos outros); nos teclados, o convidado foi Don Airey, ex-Rainbow e Ozzy Osbourne, hoje no Deep Purple. Com esse line-up acima de qualquer suspeita, o álbum foi gravado e apresentado à gravadora Atlantic Records, nos idos de 1993/94. Os executivos desta, entretanto, preferiram engavetar o projeto, por considerá-lo muito "velha guarda", devido não só à sonoridade, mas principalmente aos nomes envolvidos (apenas lembrando, estávamos nos tempos áureos do grunge, e tudo o que as gravadoras queriam era algo que soasse novo, moderno). Foi então feita a sugestão a Tipton de recrutar músicos mais novos para gravar outro material, na tentativa de captar novas ideias para compor seu som. Nesse contexto, veio ao mundo "Baptizm Of Fire", e "Edge Of The World" acabou sendo jogado para escanteio.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Mais de dez anos se passaram e em 2006 enfim veio à luz o tal registro. Nesse meio tempo, tanto Powell quanto Entwistle já haviam falecido. Conforme declaração do próprio Tipton, "Edge Of The World" adquiriu então um sabor de homenagem a estes saudosos e talentosos músicos. Sem falar no caráter beneficente da obra, visto que toda a renda obtida com ele ficou acordada em ser revertida em favor da Teenage Cancer Trust, uma associação britânica que cuida de adolescentes com câncer, como o próprio nome diz.

E quanto ao som em si? Como soa, afinal, o álbum? Pois bem, caso alguém espere algo parecido com o som do Judas Priest, pode esquecer. O mais próximo que se chega é justamente o timbre de guitarra cortante característico dele. Fora isso, sua voz é bem diferente da de Rob Halford. E como temos aqui uma salada de músicos de estilos mais variados dentro do rock, obviamente o resultado seria bem diferente do metal praticado por eles. Uma boa mistura de hard rock clássico, com toques de AOR, grandes arranjos de guitarra e uma certa dose de teclados. Pena que John Entwistle tenha se destacado pouco, ao contrário do que costumava mostrar no The Who, onde constantemente roubava a cena, em termos musicais.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Alguns destaques ficam por conta de canções como "Friendly Fire" (com um grande riff de introdução e uma ótima levada de bateria), "The Holy Man" e "Resolution". Em "Searching", Tipton mostra suas habilidades no violão, bem como na balada "Crime Of Passion". O baixo de John Entwistle ganha o devido destaque na boa "Walls Cave In" e em "Give Blood" (que, exceto pela introdução risível, é outro bom momento). E não deixa de ser curioso ouvir a inclusão de metais sintetizados na ótima faixa "Stronger Than The Drug" – alguém imaginaria algo do tipo envolvendo um músico do Judas?

Ok, digamos que o resultado final acaba não sendo tudo o que se espera, já que a expectativa em torno de um trabalho envolvendo tantos grandes nomes é muita. Em parte, talvez, pelos vocais de Tipton não serem exatamente tão fortes quanto as canções pudessem exigir – não que ele cante mal, mas quem sabe não fosse o caso de recrutar uma voz mais potente para o serviço... De qualquer forma é um material bem agradável de se ouvir, e vale a pena dar uma boa e cuidadosa conferida, não apenas para os fãs dos músicos envolvidos, mas também pelos fãs de rock e metal com a mente mais aberta.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

1. Unknown Soldier
2. Friendly Fire
3. The Holy Man
4. Never Say Die
5. Resolution
6. Searching
7. Give Blood
8. Crime Of Passion
9. Walls Cave In
10. Edge Of The World
11. Stronger Than The Drug

Glenn Tipton – vocais e guitarra
John Entwistle - baixo
Cozy Powell - bateria
Don Airey - teclados

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Pentral
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Judas Priest: o surgimento do visual com couro e rebites e sua conexão com os fãsJudas Priest
O surgimento do visual com couro e rebites e sua conexão com os fãs

Judas Priest: comentando a história por trás do pejorativo Unleashed In The StudioJudas Priest
Comentando a história por trás do pejorativo "Unleashed In The Studio"


Judas Priest: Ian Hill comenta a luta de Glenn Tipton contra a doençaJudas Priest
Ian Hill comenta a luta de Glenn Tipton contra a doença

Slayer: Gary Holt é o Glenn Tipton da nossa eraSlayer
"Gary Holt é o Glenn Tipton da nossa era"

Judas Priest: banda pode seguir sem Rob Halford, Glenn Tipton e Ian Hill?Judas Priest
Banda pode seguir sem Rob Halford, Glenn Tipton e Ian Hill?


Black Sabbath: um Tony Iommi que você não conheciaBlack Sabbath
Um Tony Iommi que você não conhecia

The Voice Kids: garotinha canta Led Zeppelin e conquista todosThe Voice Kids
Garotinha canta Led Zeppelin e conquista todos


Sobre Doctor Robert

Conheceu o rock and roll ao ouvir pela primeira vez Bohemian Rhapsody, lá pelos idos de 1981/82, quando ainda pegava os discos de suas irmãs para ouvir escondido em uma vitrolinha monofônica azul. Quando o Kiss veio ao Brasil em 1983, queria ser Gene Simmons e, algum depois, ao ver o clipe de Jump na TV, queria ser Eddie Van Halen. Hoje é apenas um bom fã de rock, que ouve qualquer coisa que se encaixe entre Beatles e Sepultura, ama sua esposa e juntos têm um cãozinho chamado Bono.

Mais matérias de Doctor Robert.