Alestorm: o poder do "True Scottish Pirate Metal"

Resenha - Black Sails at Midnight - Alestorm

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Diego Camara
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Depois de um ótimo lançamento em 2008 com o álbum “Captain Morgan’s Revenge”, que conquistou diversos fãs do folk metal pelo mundo além de uma grande repercussão da crítica, a banda escocesa Alestorm vem com um novo álbum. “Black Sails at Midnight”, segundo álbum da banda, traz mais uma vez o poder do “True Scottish Pirate Metal”, e não perde em nada para seu antecessor.
137 acessosAlestorm: "No Grave But The Sea" chega às paradas5000 acessosRodolfo: "O rock brasileiro entrou numa crise desde o começo dos anos 2000"

Com o lançamento do single “Leviathan”, muitos já viam com bons olhos o novo álbum dos escoceses. “Black Sails”, lançado tão pouco tempo depois de “Captain Morgan’s Revenge”, está muito diferente do anterior. O estilo deixa um pouco o thrash metal e se torna mais power, principalmente no teclado e na guitarra.

O CD abre com a poderosa “The Quest”, com uma pegada de Power Metal, riffs rápidos e um refrão dos ótimos. A banda mostra grande personalidade, principalmente com o teclado e a guitarra, que se revezam de maneira marcante durante o solo.

O caminho então está aberto para a poderosa “Leviathan”, um dos pontos mais altos de “Black Sails”, contando a história do grande monstro marinho Leviatã. A música é emocionante, a letra é muito bem composta com ótimas alegorias. O grupo acertou em cheio quando compôs esta música, onde consegue ser épico sem utilizar de exageros ou algum lugar comum presente no gênero.

Outro ponto alto é a quarta faixa, “Keelhauled”, que leva o ouvinte diretamente para um navio pirata. Ambientada no Folk, com um refrão mais uma vez ótimo e os vocais de Bowes e companhia, perfeitamente encaixados na música, além de um ótimo trabalho de Ted Bilson nas baquetas. A música é, juntamente com “Leviathan”, as duas melhores do álbum.

Outros destaques são a música “Black Sails at Midnight”, com uma pegada thrash sem perder a emoção, e a música “Wolves of the Sea”, que mostra definitivamente porque a banda se considera “True Scottish Pirate Metal”.

Ponto positivo também para a produção do álbum e para a maturidade da banda, que se antes parecia um bando de metaleiros que gostavam de piratas, agora parece um bando de piratas que gostam de metal. É um álbum consistente, perfeito para tomar com uma bela cerveja gelada ou uma ótima garrafa de rum.

Formação
Christopher Bowes – Vocal, Teclado
Dani Evans – Guitarra, Segunda Voz
Gareth Murdock – Baixo, Segunda Voz
Ted Bilson – Bateria

Faixas de “Black Sails at Midnight”
1. The Quest
2. Leviathan
3. That Famous Ol' Spiced
4. Keelhauled
5. To the End of Our Days
6. Black Sails at Midnight
7. No Quarter
8. Pirate Song
9. Chronicles of Vengeance
10. Wolves of the Sea

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

137 acessosAlestorm: "No Grave But The Sea" chega às paradas672 acessosAlestorm: shows no Brasil ainda este ano134 acessosAlestorm: vídeo para faixa "Fucked With An Anchor"555 acessosAlestorm: os piratas do folk metal estão de volta0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Alestorm"

Alestorm e RhapsodyAlestorm e Rhapsody
Introdução de Dawn Of Victory foi plagiada?

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Alestorm"

RodolfoRodolfo
"O rock brasileiro entrou numa crise desde o começo dos anos 2000"

EvanescenceEvanescence
Estranha criatura em foto de Amy Lee com seu filho

Green DayGreen Day
10 coisas que você não sabe sobre a banda

5000 acessosEm vídeo: Seguidores do Demônio, as 10 bandas mais perigosas segundo pastor americano5000 acessosBizarro & Absurdo: 12 Tristes Realidades da Música5000 acessosO tempo, ah o tempo!: rockstars nos anos oitenta e hoje5000 acessosAerosmith: Tyler tem mesmo um salsichão ou Adler mentiu?5000 acessosGuns N' Roses: Axl Rose vira charge com Alcione4183 acessosBirds

Sobre Diego Camara

Nascido em São Paulo em 1987, Diego Camara é jornalista, radialista e blogueiro. Seu amor pelo metal e rock começou há 6 anos. Um amante da nova geração, é um grande fã de Arjen Lucassen, Andre Matos e bandas como Nightwish, Hammerfall, Sonata Arctica, Edguy e Kamelot. Também não deixa de ter amor pelos clássicos, como Helloween, Gamma Ray e Iron Maiden e do Rock de bandas como Oasis, Queen e Kings of Leon. Atualmente seus textos podem ser lidos no blog OCrepusculo.com sobre assuntos diversos, além de planos para criação de um projeto totalmente voltado aos blogs de Rock e Metal.

Mais informações sobre Diego Camara

Mais matérias de Diego Camara no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online