Disturbing Foresights: disco de 1993 lançado em 2008

Resenha - De-Grunged - Disturbing Foresights

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Clóvis Eduardo
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 6

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Em quase vinte anos de estrada, o Disturbing Foresights gravou um disco em 1993 e só em 2008 colocou-o no mercado. “De-Grunged” demorou tanto que quase se perdeu a esperança de conferir a veia artística do quarteto holandês. Agora com um selo que realmente vale a pena, o Deity Down Records, o grupo de punk/hard core/crossover mostra uma animada crítica em suas músicas e aquela jovialidade que se via lá no início dos anos 90.
5000 acessosAC/DC: a história do nome e a idéia do uniforme de Angus5000 acessosTotal Guitar: os 20 melhores riffs de guitarra da história

De muito tempo para cá, a banda Disturbing Foresights vinha tentando trazer “De-Grunged” aos fãs. O contrato com a GAP Records em 1993 fez água, e desde então, o grupo depende da boa vontade de aparecer em coletâneas ou tributos nada atrativos. Sem ter um trabalho de referência, pode-se dizer que em 20 anos, o Disturbing Foresights é uma banda nova, mas com uma roupagem moldada em anos e anos de espera.

Iwan V. nos vocais, Bas De H. nas guitarras, Koentje B. no baixo e Cor H. na bateria gravaram lá em 1993, um disco que cabe perfeitamente no momento em que vivemos, principalmente se justificarmos pela leva de bandas novas do estilo que têm aparecido. Só que as esperanças param por aí, já que pelo fato do disco aparecer no mercado após anos a fórmula parece tão distante quanto a época em que ele foi gravado. Se o esforço dos rapazes foi crucial na época, por que duvidar que em 2008 ele já não estaria massante?

De novo, o Disturbing Foresights apresenta quase nada. Vocais dobrados, algumas pitadas de energia aqui e ali e um pouco da linha progressiva instrumental se dividem nas 12 faixas do álbum. Músicas pouco atrativas ganham um pouco de forma até pela qualidade da gravação e o trabalho artístico do encarte. Vale até lembrar que a banda praticamente encerrou as atividades, sendo que cada integrante que participou desta gravação já segue um destino diferenciado. Basta saber agora, se o lançamento de “De-Grunged” será uma boa estratégia para o grupo re-aparecer.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "De-Grunged"

ACDCACDC
A história do nome e a idéia do uniforme de Angus

Total GuitarTotal Guitar
Os 20 melhores riffs de guitarra da história

BurzumBurzum
A polêmica história e filosofia de Varg Vikernes

5000 acessosA História Impopular dos Rolling Stones - Livro 1 - Brian Jones5000 acessosEddie Van Halen: falando sobre o solo de "Beat It"5000 acessosSlipknot: "pastor" detecta mensagens subliminares nas capas5000 acessosMalmsteen: nome inspirado em Deus nórdico com pênis gigante5000 acessosSlash: guitarrista escolhe seus riffs favoritos5000 acessosSebastian Bach: eu sei que eu pareço uma garota, porra!

Sobre Clóvis Eduardo

Clóvis Eduardo Cuco é catarinense, jornalista e metaleiro.

Mais matérias de Clóvis Eduardo no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online