Resenha - Bat Out Of Hell III; The Monster Is Loose - Meat Loaf

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rafael Carnovale
Enviar Correções  

10


Três anos após seu último trabalho de estúdio ("Couldn’t Have Said It Better"), dois anos após tocar seu clássico "Bat Out Of Hell" com a orquestra sinfônica de Melbourne (o que rendeu um CD ao vivo), eis que o gorducho Meat Loaf resolve dar continuidade a sua saga clássica trazendo mais uma parte da série de mesmo nome, 13 anos após "Bat Out Of Hell II – Back Into Hell", que nos brindou com a clássica "I Would Do Anything For Love (But I Won’t Do That".

Curiosamente este CD quase foi emperrado por problemas judiciais com Jim Steinmnan, parceiro de Meat e grande força por trás destes CD’s clássicos. Após um acordo judicial, Meat Loaf se uniu a grandes compositores (Desmond Child, Diane Warren, Nikki Sixx, John 5), convidou gente do mais alto gabarito para tocar no CD (Brian May e Steve Vai), e editou mais um clássico do AOR/Rock.

publicidade

De cara "The Monster Is Loose" inicia os trabalhos com doses épicas de rock, vocais nervosos e um "approach" bem mais pesado do que Meat Loaf costuma apresentar, seguida pela grandiosa "Blind As A Bat", aonde sobra o talento de Meat como vocalista, além do trabalho de sua banda (formada por diversos convidados). "It’s All Coming Back To Me Now" apresenta Marion Raven em um belo dueto com o cantor numa balada doce e encantadora, seguida pela bonita "Cry Over Me". Muitas baladas são apresentadas, mas a coisa é feita com tanto talento, tanta beleza, que é difícil não se encantar com este CD.

publicidade

Os rockões voltam com tudo na boa "Alive" (com belas orquestrações), a sensacional "If It Ain’t Broke, Break It" (naipe de metais maravilhoso!), outra boa composição épica com elementos orquestrados (galera do Rhapsody, ouça como se faz isso sem soar cansativo) em "Seize The Night", e mais momentos emotivos na lenta "The Future Ain’t What It Used To Be", com os bons vocais de Jennifer Hudson.

publicidade

Não há o que falar mal deste CD. Vez por outra Meat Loaf esquece a saga "Bat Out Of Hell" e lança outros álbuns (de qualidade). Mas é incontestável que, no momento que o nome clássico vem a tona, estamos diante de um CD diferenciado.

Obrigatório!

Faixas:

"The Monster Is Loose"
"Blind As A Bat"
"It’s All Coming Back To Me Now"
"Bad For Good"
"Cry Over Me"
"In The Land Of The Pig, The Butcher Is King"
"Monstro"
"Alive"
"If God Could Talk"
"If It Ain’t Broke, Break It"
"What About Love"
"Seize The Night"
"The Future Ain’t What It Used To Be"
"Cry To Heaven"

publicidade

EMI – 2006 - NACIONAL

Site Oficial: http://www.meatloaf.net


Outras resenhas de Bat Out Of Hell III; The Monster Is Loose - Meat Loaf

Resenha - Bat Out Of Hell III; The Monster Is Loose - Meat Loaf




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Bob Kulick: causa da morte do guitarrista, enfim, é divulgada - e não foi suicídioBob Kulick
Causa da morte do guitarrista, enfim, é divulgada - e não foi suicídio


Slipknot: O Beethoven do Metal segundo Meat LoafSlipknot
"O Beethoven do Metal" segundo Meat Loaf

Funerais: as músicas mais tocadas no Reino UnidoFunerais
As músicas mais tocadas no Reino Unido


Lindo Demais: conheça o London, o primeiro smartphone da MarshallLindo Demais
Conheça o London, o primeiro smartphone da Marshall

Metal Moderno: 5 bandas aptas a se tornarem clássicasMetal Moderno
5 bandas aptas a se tornarem clássicas


Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin