Resenha - Victim Of Yourself - Agressor

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Johnny Z.
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9


É notável a grande qualidade das bandas brasileiras no quesito thrash metal atualmente, vide Bwar, Claustrofobia, Necromancia, Scars, dentre outras, e o Agressor não poderia ficar de fora dessa imensa lista.

Rock in Rio: algumas das maiores vaias em edições nacionaisSpike: os sete piores solos de guitarra

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A banda foi formada no ano de 1982 na cidade de Macaé, Rio de Janeiro, e desde sua formação gravou algumas demos e se estabeleceu no cenário underground carioca. Infelizmente em 1991, pelas famosas divergências musicais entre seus então integrantes, a banda encerrou suas atividades. Algumas tentativas de volta foram colocadas em questão sem muito êxito, mas foi em 2002 que a banda definitivamente resolveu voltar a ativa com a sua formação original. Após esse retorno alguns membros originais resolveram sair definitivamente, e mudanças significativas na formação foram feitas.

Atualmente a formação conta com Paulo (bateria/vocal), Beco e Alexandre (guitarras) e Cláudio (baixo).

Com esse time gravaram o então primeiro álbum chamado "Victim Of Yourself", totalmente gravado, mixado e produzido no Rio de Janeiro.

A pegada thrash metal que a banda tinha como proposta desde sua formação se manteve intacta, deixando seu som mais maduro, consistente e ao mesmo tempo moderno e muito pesado.
Influências de Exodus, Slayer e Kreator (esse principalmente no estilo do vocal de Paulo) fazem da banda umas das melhores dessa nova sofra do Thrash Metal brasileiro, como já foi citado no início dessa resenha.

Músicas como "Toxicomaniac", "Manipulation Of Masses", a que nasceu clássica "Mercenary Politician" (essa com direito a um discurso antigo de Lula), a cantada totalmente em português "Onde Está A Coragem", e todas as 10 faixas que compõe o CD mostram o que o Agressor tem de melhor: poder de composição, técnica e competência no que fazem.

Muito peso, baixo audível e consistente, solos de guitarra bem encaixados e tocados, bateria veloz, ou seja, tudo que um verdadeiro fã do estilo quer ouvir.

A temática do álbum gira em torno de revolta em relação a problemas pelos quais a sociedade passa atualmente, como corrupção, drogas, morte e violência.

Não podemos deixar de citar a excelente qualidade gráfica do encarte, produção e masterização do CD, mostrando o alto grau de profissionalismo e bom gosto que a banda quer mostrar.

Quem gosta de bandas como Exodus, que possuem aquelas palhetadas velozes e pesadíssimas, em união a uma bateria poderosa como do Slayer, vai amar o som do Agressor.

Sem sombra de dúvida, o Agressor merece um lugar de honra no Metal nacional, deixando o Brasil com muito orgulho de ter bandas desse tipo.

Faixas:
1. Toxicomaniac
2. Old Man
3. P-36
4. Onde Está A Coragem?
5. Sacred Words
6. Manipulation Of Masses
7. Eyes To The World
8. Mercenary Politician
9. Dr. Death
10. Puppets Of Society

Site Oficial: www.agressor.com.br
E-mail: agressor@agressor.com.br

Agressor Contact
C.P 119.414
Macaé/RJ - Brasil
CEP: 27910-970




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Agressor"


Rock in Rio: algumas das maiores vaias em edições nacionaisRock in Rio
Algumas das maiores vaias em edições nacionais

Spike: os sete piores solos de guitarraSpike
Os sete piores solos de guitarra


Sobre Johnny Z.

Nascido em 1977, João Luiz Zattarelli Junior é morador de São Paulo capital, atualmente casado, e formado em Engenharia Civil, fã incondicional de Heavy Metal, Thrash Metal, Death Metal, Power Metal desde 1986, após ouvir "Somewhere In Time" do Iron Maiden, passou a colecionar todo tipo de material relacionado ao Metal, desde revistas até cds, dvds, singles, se tornando um verdadeiro colecionador de milhares de bandas do estilo, como por exemplo Iced Earth, Sepultura, Bruce Dickinson, e etc. É webmaster dos sites brasileiros do Iced Earth e Tim "Ripper" Owens Official Brazilian Site, e colabora com muitos sites como o excelente Maiden Portal, Metal Revolution e Whiplash. Conheci a Whiplash desde os primórdios da Internet no Brasil, pesquisando sobre Iron Maiden na época, e continuo até hoje achando o que preciso em termos de heavy metal.

Mais matérias de Johnny Z. no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336