Matérias Mais Lidas

imagemMarcello Pompeu agradece mobilização de fãs

imagemA opinião de Arnaldo Antunes sobre a competição interna que havia nos Titãs

imagemAs composições de Paul McCartney nos Beatles preferidas de John Lennon

imagemO reencontro entre Steve Harris e Paul Di'Anno na Croácia

imagemDave Mustaine, do Megadeth, inicia vida de youtuber e mostra o ônibus de turnê da banda

imagemEvanescence coloca baixista no cargo de guitarrista e anuncia nova baixista

imagemO clássico do Helloween que fez Angra mudar nome original de "Running Alone"

imagemNicko McBrain, do Iron Maiden, mostra o seu novo (e enorme) kit de bateria

imagemFrank Zappa disse a Steve Vai que ele soava como "um pão com mortadela elétrico"

imagemA fundamental diferença entre Paulo Ricardo e Schiavon que levou RPM ao fim

imagemGene Simmons compartilha tweet com meme da ex-presidente Dilma Rousseff

imagemDee Snider cutuca bandas com falsas aposentadorias e ingressos caros

imagemMetade das pessoas com menos de 23 anos desconhecem Pink Floyd, David Bowie e Bon Jovi

imagemOzzy Osbourne diz que "tinha muito o que provar" com "No More Tears"

imagemAdrian Smith conta como Iron Maiden permaneceu forte e era grunge passou


Stamp

Resenha - Beyond Fear - Beyond Fear

Por Otávio Augusto Juliano
Em 12/08/06

Nota: 8

É inegável que Tim "Ripper" Owens é uma das grandes vozes do Metal na atualidade. Isso está mais do que provado pelos trabalhos já realizados pelo vocalista, com destaque para sua participação no Judas Priest e atualmente no Iced Earth. Agora ele apresenta sua nova banda e seu primeiro álbum, o auto-intitulado Beyond Fear. Uma excelente maneira de se começar um projeto.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em meio a inúmeras bandas que acabam se perdendo na imensa vontade de modernizar cada vez mais o Metal, Tim "Ripper" Owens consegue neste álbum resgatar as raízes do puro Heavy Metal clássico, sem, no entanto, deixar de ser atual. Mostra-se um vocalista maduro e capaz de produzir muita música de qualidade.

Logo de início tem-se a pesada "Scream Machine", que poderia muito bem integrar um disco do Judas Priest. De cara, uma porrada na cabeça. Sem deixar a peteca cair, o CD prossegue com "And... You Will Die", "Save Me", com uma introdução lenta, e ainda a forte "The Human Race".

Na faixa seguinte, "Coming At You", percebe-se uma levada que se aproxima mais do Hard Rock do que propriamente do Metal. Marcada por riffs muito bem encaixados, momentos de vocal mais rasgado e refrão pegajoso, é também um dos principais destaques do álbum. "Dreams Come True" é aquela que pode ser chamada de "a balada" do CD. Tanto pela pegada mais cadenciada, quanto pela letra, que expressa a possibilidade dos sonhos de cada um se tornarem realidade quando menos se espera (certamente Owens compôs esta música ao olhar para o seu passado, afinal, de um vocalista de banda cover do Judas Priest, ele foi alçado à condição de frontman da própria banda que ele "imitava", ou seja, um sonho que se tornou realidade, sem dúvida alguma).

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Destaques também para o peso da bateria em "Words Of Wisdom", para o solo de guitarra de "My Last Words" e para "The Faith", pois sua letra denota claramente que Tim "Ripper" Owens olha para frente, acredita no que faz e não se importa com eventuais comentários negativos ou críticas infundadas.

A produção do álbum ficou por conta do competente e renomado Jim Morris, que já trabalhou com o próprio Iced Earth, o Morbid Angel, o Demons & Wizards, entre outros. Além de Owens, a banda é formada pelo guitarrista e co-autor da maioria das músicas do álbum, John Comprix, pelo baixista Dennis Hayes (ambos ex-parceiros de Owens na sua antiga banda – o Winters Bane), pelo baterista Eric Elkins e pelo segundo guitarrista, Dwane Bihary.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Enfim, um vocalista excelente e uma banda composta por músicos eficientes só poderia resultar nisso. Apesar de estarmos apenas no início da segunda metade do ano (muito coisa boa ainda está por vir!), é um álbum que já merece destaque como um dos principais lançamentos de Metal de 2006.
Nacional – Hellion Records


Outras resenhas de Beyond Fear - Beyond Fear

Resenha - Beyond Fear - Beyond Fear

Resenha - Beyond Fear - Beyond Fear

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Tim Owens: Saída do Iced Earth não foi amigável

"Ripper" Owens: A origem do apelido, Judas Priest, Iced Earth e mais



Sobre Otávio Augusto Juliano

Otávio é paulistano, tem 29 anos e faz algo nada a ver com o Rock: é advogado. Por gostar muito de música e não possuir talento algum para tocar instrumentos musicais, tornou-se um comprador compulsivo de cds. Sempre interessado em leitura ligada ao Rock e Metal, começou a enviar algumas pequenas colaborações para a Whiplash e hoje contribui principalmente com textos relacionados ao Hard Rock, estilo musical de sua preferência. De qualquer forma, é eclético e não dispensa álbuns de todas as demais vertentes do Metal, sendo fã incondicional de W.A.S.P., Mötley Crüe e dos trabalhos do guitarrista Steve Stevens.

Mais matérias de Otávio Augusto Juliano.