Resenha - Stranger World - Branding

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Paulo Finatto Jr.
Enviar correções  |  Ver Acessos


A cada ano, a cada dia, novas bandas surgem no Brasil. Comprovação de que possuímos uma das cenas mais emergentes a se tratar de metal underground. Não fugindo a essa regra, recebemos a demo "The Stranger World", primeira empreitada de Rodrigo Vicent (vocal), João Oliveira (guitarra), Christian Grande (baixo) e Jorge Luiz (bateria). É thrash/death metal direto de Varginha (MG) para o resto do Brasil.

Metallica: NME elege as 10 melhores músicas do grupoSlash: A lição aprendida após espalhar que Paul Stanley era gay

Viver e sobreviver dentro do metal, hoje, é algo complicado. É preciso mais do que competência para se destacar em um cenário já saturado com idéias repetitivas. Não só isso, é preciso criar algo diferente, buscar a própria identidade. São essas idéias que eu vejo como proposta do Branding. Afinal, o quarteto conseguiu executar um som pesado e com melodias, aliados a um vocal gutural, sem soar como cópia de qualquer grande ícone do metal mais extremo. A banda conseguiu variar suas composições entre o thrash e o death metal, sempre, sem possuir uma regra pré-estabelecida. Desta maneira, sobra espaço para que a criatividade da banda seja trabalhada na hora de compor. Algo bastante perceptível nas composições mais bem trabalhadas do registro demo, como "The Stranger World" (que é a minha favorita), "Insanity of the Human Soul" e na bastante técnica "Screaming Violence", a mais pesada das quatro também.

Entretanto, apenas criatividade não destaca por si só uma banda. Ressalvas por ser um material demo, mas o Branding poderia ter investido em um trabalho melhor no estúdio. Não irei exigir demais de um grupo que está apenas começando, mas acredito que o grupo falhou um pouco na escolha dos timbres de guitarra, já que a mesma poderia ter ficado mais agressiva e pesada ao longo de todo o CD. Bateria um pouco escondida, assim como o vocal. A voz não pode, de jeito algum, ficar escondida, ainda mais quando ela esbanja qualidade e crueza, como é o caso das melodias do vocalista Rodrigo Vincent, um vocalista totalmente gutural. Vai ser aos poucos, lapidando o seu trabalho e mantendo o alto nível nas composições, que o Branding conquistará o seu espaço, sem dúvida.

Contatos: brandingvga@yahoo.com.br

Line-up:
Rodrigo Vicent (vocal);
João Oliveira (guitarra);
Christian Grande (baixo);
Jorge Luiz (bateria).

Track-list:
01. Suffer Again
02. The Stranger World
03. Insanity of the Human Soul
04. Screaming Silence




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Branding"


Metallica: NME elege as 10 melhores músicas do grupoMetallica
NME elege as 10 melhores músicas do grupo

Slash: A lição aprendida após espalhar que Paul Stanley era gaySlash
A lição aprendida após espalhar que Paul Stanley era gay

Mayhem: banda levou restos humanos para o palco em 2011Mayhem
Banda levou restos humanos para o palco em 2011

Megadeth: Pepeu Gomes comenta convite para tocar na bandaMegadeth
Pepeu Gomes comenta convite para tocar na banda

Sílvio Santos: The Number Of The Beast em ritmo de festaSílvio Santos
"The Number Of The Beast" em ritmo de festa

Queen: Uma das maiores coleções sobre a banda está no BrasilQueen
Uma das maiores coleções sobre a banda está no Brasil

Top 5: discos de metal nacional com nomes de outros estilosTop 5
Discos de metal nacional com nomes de outros estilos


Sobre Paulo Finatto Jr.

Reside em Porto Alegre (RS). Nascido em 1985. Depois de três anos cursando Engenharia Química, seguiu a sua verdadeira vocação, e atualmente é aluno do curso de Jornalismo. Colorado de coração, curte heavy metal desde seus onze anos e colabora com o Whiplash! desde 2000, quando tinha apenas quinze anos. Fanático por bandas como Iron Maiden, Helloween e Nightwish, hoje tem uma visão mais eclética do mundo do rock. Foi o responsável pelo extinto site de metal brasileiro, o Brazil Metal Law, e já colaborou algumas vezes com a revista Rock Brigade.

Mais informações sobre Paulo Finatto Jr.

Mais matérias de Paulo Finatto Jr. no Whiplash.Net.