Resenha - Octavarium - Dream Theater

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9


Se tem uma coisa que o Dream Theater nunca fez foi repetir-se. É até difícil estabelecer conexões entre os álbuns da banda, já que, apesar da presença de alguns elementos mais ou menos freqüentes, todos eles são radicalmente diferentes. Octavarium não fugiu à regra. Oitavo disco de estúdio da banda (se não contarmos o EP A Change of Seasons), este é um trabalho que radicaliza algumas idéias desenvolvidas em A Train of Tought e aprofunda algumas influências já latentes na banda desde o seu início.

Sons of Apollo: assista cover de "Hell's Kitchen" do Dream TheaterEric Clapton: saiba mais sobre a doença que o acometeu

Se Train of Tought ficou conhecido pelos fãs como o disco new metal do Dream Theater - sem conotações pejorativas, deixe-se bem claro -, Octavarium é o disco eletrônico da banda. É claro que esta é uma redução até certo ponto leviana. Mas traduz bem o espírito por trás do disco. O virtuosismo e os andamentos sincopados continuam lá, porém, há uma forte presença de elementos, digamos, "modernos" que em nada desvirtuaram o trabalho da banda.

Como álbum, Octavarium é tão hermético que começa onde deveria terminar. Explico-me. A primeira faixa, "The Root of All Evil" é, na verdade, o final da última, "Octavarium". É um conceito bem interessante. O álbum não traz uma temática uniforme, mas as letras estão bem próximas do álbum anterior, mais introspectivas e pessoais. "Never Enough" traz um fantástico trabalho de guitarras e é uma das mais pesadas do disco. A interpretação de James LaBrie chega a ser indefectível em alguns momentos. "These Walls" é uma bela canção, alternando peso e muito feeling. Outra que chama atenção logo na primeira audição é o petardo "Never Enough", séria candidata a uma das melhores do disco.

Não há um grande destaque, já que o disco prima pela homogeneidade. Também não há grandes destaques individuais, já que todos os membros da banda são músicos mais que proficientes em seus instrumentos e já ultrapassaram os limites de quaisquer elogios. Há apenas que se notar o brilhantismo de James LaBrie (que só vem melhorando com o passar dos anos não apenas como cantor, mas, sobretudo, como intérprete) e o mago Jordan Rudess, fazendo o impossível com seus teclados e efeitos. Mike Portnoy e John Petrucci, como sempre, dispensam comentários. John Myung continua surpreendendo com linhas de base cada vez mais complexas e instigantes. Octavarium é o que faltava para marcar a maturidade musical do Dream Theater.

Para finalizar, duas notas adicionais. Esse é provavelmente o disco mais curto da carreira do Dream Theater (8 faixas em pouco mais de 1 hora e 15). É também o que possui a arte gráfica mais impressionante da carreira da banda, lembrando algumas das capas antológicas do Rush. Resumindo, mais um trabalho perfeito dessa banda fantástica.

Banda:
James LaBrie - Voz
John Petrucci - Guitarra e voz
John Myung - Baixo
Jordan Rudess - Teclados
Mike Portnoy - Bateria, percussão, voz


Outras resenhas de Octavarium - Dream Theater

Resenha - Octavarium - Dream Theater




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Dream Theater"


Sons of Apollo: assista cover de "Hell's Kitchen" do Dream TheaterEm 04/10/1994: Dream Theater lançava o ótimo álbum AwakeDream Theater: James LaBrie espera lançar álbum solo em 2020Em 23/09/1997: Dream Theater lançava o álbum Falling Into Infinity

11 de Setembro: as tristes coincidências envolvendo Slayer e Dream Theater11 de Setembro
As tristes coincidências envolvendo Slayer e Dream Theater

Em 11/09/2001: Dream Theater lançava Live Scenes From New YorkLars Ulrich: e se ele tocasse em uma banda country?Dream Theater: em 1994, o Dream Theater cravava seu nome na cena

Solos de guitarra estendidos: os melhores feitos em shows ao vivoSolos de guitarra estendidos
Os melhores feitos em shows ao vivo

Dream Theater: banda lança vídeo animado de Barstool Warrior; assistaDream Theater
Banda lança vídeo animado de "Barstool Warrior"; assista

Dream Theater: Portnoy fala sobre TOC e amizade com Neil PeartDream Theater
Portnoy fala sobre TOC e amizade com Neil Peart

Mike Portnoy: a sua lista de canções longas preferidasMike Portnoy
A sua lista de canções longas preferidas

Tom Grosset: O mais rápido baterista do mundo segundo o GuinnessTom Grosset
O mais rápido baterista do mundo segundo o Guinness


Eric Clapton: saiba mais sobre a doença que o acometeuEric Clapton
Saiba mais sobre a doença que o acometeu

Heavy Metal: celebridades que curtem ou já curtiramHeavy Metal
Celebridades que curtem ou já curtiram

Mulheres no Rock: resistência em um meio machistaMulheres no Rock
Resistência em um meio machista

Metallica: A reação de James a famosos usando camisetas da bandaMetallica
A reação de James a famosos usando camisetas da banda

Chris Cornell: relatório policial descreve últimas horas e morteChris Cornell
Relatório policial descreve últimas horas e morte

AC/DC: Brian foi demitido como se fosse vendedor do Wal-Mart, diz amigoAC/DC
Brian foi demitido como se fosse vendedor do Wal-Mart, diz amigo

Metallica: Lars conta que o Kill' Em All influenciou novo álbumMetallica
Lars conta que o "Kill' Em All" influenciou novo álbum


adGoo336|adClio336