RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas


Summer Breeze 2024

Resenha - Yellow Plane - Yellow Plane

Por Eduardo Buss
Postado em 30 de junho de 2005

O Yellow Plane é uma nova banda carioca formada no ano passado com a proposta de fazer um som com as influências básicas do rock and roll calcado no blues do final dos anos 60 e início dos anos 70. As influências são bandas como Cream, Free, Mountain, The Who, Hendrix e, principalmente, Led Zeppelin.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 1

Lendo o que eu acabei de falar você pode até torcer o nariz. A maioria das bandas que tentam fazer um rock and roll genuíno iriam citar influências semelhantes as que listei - e normalmente o som delas pouco tem a ver com o que é evocado.

Mas esse não é o caso do Yellow Plane. Os caras fazem um som realmente fiel as suas raízes setentistas, sem muitas concessões - o que na minha opinião é puro mérito. É muito difícil ver uma banda hoje em dia tocando desse jeito, com a liberdade pra todos os instrumentos, sem seguir as fórmulas que o rock criou a partir do final dos anos 70.

Claro, a veia zeppeliniana é extremamente forte e algum mal humorado poderia simplificar e dizer que o Yellow Plane é somente uma cópia de Led Zeppelin. Mas aí eu pergunto: quem hoje em dia tem culhões suficientes para "tentar" soar como o Zep? A maioria das bandas de rock tem eles como influência, mas na hora de demonstrar isso no som... Ahhh, aí falta coragem!

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 2

Não dá pra negar a competência e a personalidade dos caras. Pra começar, a cozinha de André Prestor e Emanuel Jr. é extremamente consistente. Apesar dos timbres não serem os ideais (a demo foi gravada ao vivo), nota-se muito entrosamento e transparece a qualidade de âmbos. E convenhamos que uma boa cozinha é indispensável pra um grupo desse estilo. Nesse aspecto, levam uma vantagem tremenda sobre outras bandas.

O baixo e a bateria do Yellow Plane são tradicionais, responsáveis exclusivos pela parte rítmica do som, dando consistência e liberdade para a guitarra e o vocal criarem melodias de uma forma livre e descompromissada, típica do som dos anos 70. Enfim, facilitam a vida do guitarrista Pablo Melo, que tem total liberdade para criar climas viajantes, riffs marcantes e manter um clima de certo improviso ao longo das faixas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 3

Por último, talvez o grande destaque dessa demo seja mesmo o vocal de Luciano Rially. A princípio nota-se uma evidente linha "Robert Plant" no seu estilo vocal. Ouvindo atentamente, cheguei a conclusão que a voz dele é até mais parecida com outro mestre do rock setentista, Peter French (que cantou no Cactus, no Atomic Rooster e no Leafhound).

Dizem que uma boa banda começa por um bom vocalista. No caso do Yellow Plane, eles não tem nenhum problema nesse sentido.

Enfim, temos aqui uma grande promessa para o rock brasileiro, uma banda com um futuro promissor que pode dar muito o que falar se derem a eles uma chance - e se algum produtor brasileiro tiver competência suficiente para gravar o som deles da maneira correta. Convenhamos que eles merecem! Quem tiver a oportunidade de vê-los, não deixe de conferir!

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 4

Yellow Plane - Demo (2005)

1. Let's Go Home
2. Never Hide
3. Jim Brown
4. Still Call Me Rock 'n Roll
5. Give Us Some Love

Luciano Rially - voz
Pablo Melo - guitarra e violão
Emanuel Jr. - baixo e teclado
André Prestor - bateria

Site oficial: Trama Virtual.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 5
Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Stamp

Stratosphere Project: O eco estrondoso da Via-Láctea fundindo-se nas dimensões ocultas

Perc3ption: A arte em situações extremas

"Here Comes The Rain", último registro do Magnum com Tony Clarkin, é mais um bom registro

Resenha - Nebro - Vesperaseth

Sepultura: Em plena forma e com mais um disco brilhante

Deep Purple: Who Do We Think We Are é um álbum injustiçado?

Deep Purple: Stormbringer é um álbum injustiçado?

Megadeth: recuperando a fúria que faltava


publicidadeAdriano Lourenço Barbosa | Airton Lopes | Alexandre Faria Abelleira | Alexandre Sampaio | Andre Facchini Medeiros | André Frederico | Ary César Coelho Luz Silva | Assuires Vieira da Silva Junior | Bergrock Ferreira | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Alexandre da Silva Neto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cláudia Falci | Danilo Melo | Dymm Productions and Management | Efrem Maranhao Filho | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Fabio Henrique Lopes Collet e Silva | Filipe Matzembacker | Flávio dos Santos Cardoso | Frederico Holanda | Gabriel Fenili | George Morcerf | Henrique Haag Ribacki | Jesse Alves da Silva | João Alexandre Dantas | João Jesus Leitão Souza | João Orlando Arantes Santana | Jorge Alexandre Nogueira Santos | José Patrick de Souza | Juvenal G. Junior | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Marcus Vieira | Maurício Gioachini | Mauricio Nuno Santos | Odair de Abreu Lima | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Ricardo Cunha | Richard Malheiros | Roberto Andrey C. dos Santos | Sergio Luis Anaga | Silvia Gomes de Lima | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Victor Adriel | Victor Jose Camara | Vinicius Valter de Lemos | Walter Armellei Junior | Williams Ricardo Almeida de Oliveira | Yria Freitas Tandel |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

 
 
 
 

RECEBA NOVIDADES SOBRE
ROCK E HEAVY METAL
NO WHATSAPP
ANUNCIAR NESTE SITE COM
MAIS DE 4 MILHÕES DE
VIEWS POR MÊS