Resenha - Hatred and Warlust - Holy Martyr

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Paulo Finatto Jr.
Enviar correções  |  Ver Acessos


A banda italiana Holy Martyr surgiu no já longínquo ano de 1994, na Itália, sob o nome de Hell Forge. Já em 1997, a banda passou a chamar-se Holy Martyr. Em 2001 passou por uma reformulação interna, quando se estabilizou com Alex Mereu (vocal), Ivano Spiga (guitarra), Carlo Olla (guitarra), Andrea Mucelli (baixo) e Giacomo Macis (bateria). Dando um certo tempo para a banda compor e gravar, em 2003 eles apareceram com este mini CD intitulado "Hatred and Warlust".

Heavy Metal: diagrama explica a origem dos nomes de bandasLegião Urbana: Eduardo e Mônica, uma análise psico-neurótica

O estilo da banda presente neste seu mini CD é algo puxado para o power metal anos 80' (se você ouviu o último CD do Warlord, esta é a banda mais próxima da sonoridade do Holy Martyr), um pouco de melódico e muitas doses de NWOBHM (Judas Priest). Certamente alguns riffs mais pesados farão o ouvinte lembrar uma ou outra banda de thrash, mas isto é o que menos aparece no todo de "Hatred and Warlust". Musicalmente, os integrantes estão bem entrosados, apenas o vocalista não possui uma voz perfeita para o estilo. A produção está nota dez, mas o material enviado a nós do Whiplash! é simplesmente um CD-r - toda a arte do encarte, letras, etc estão dentro do CD. Ou seja, tudo teve que ser catado via computador para que esta resenha fosse finalizada - o que pôde ter facilitado a promoção da banda - mas dificultado a nossa função aqui no Whiplash!.

O mini CD abre com a bem pesada e com direito a momentos mais cadenciados e outros de maior velocidade, na faixa "Warmonger (A Mission of Vengeance and Teror)", somente o vocalista que poderia ter tido uma interpretação melhor na composição. A épica (mais de nove minutos) "Hatred is my Stength" é outra música muitíssimo pesada, lembrando nos momentos mais tradicionais o glorioso Judas Priest. Acho que não preciso repetir que mais uma vez o vocalista poderia estar melhor né... "The Shadow Over Innsmouth" é a melhor música do CD, a mais power/melódica com uma melodia vocal parecida com a de "When Demons Awake" (Rhapsody) onde finalmente o vocalista Alex Mereu conseguiu obter uma boa participação. Por fim, o trabalho fecha com o cover de uma antiga banda muito pouca conhecida, o Cirith Ungol, com a música "Frost and Fire", que na minha opinião, não é nada demais.

Se o vocalista Alex Mereu perceber que o seu melhor estilo para o som do Holy Martyr é o vocal mais grave, sem tantos agudos, a banda terá muitos diferenciais para desapontar no cenário power: maior quantidade de peso nas guitarras e vocal diferenciado. Mas caso contrário, se as músicas de um provável 'full lenght' vierem como "Under Siege", "Son of a King" e "Metallian" (músicas melódicas ao excesso, assim como o vocal), quase nenhum espaço o grupo irá alcançar tanto lá fora como aqui no Brasil. Ah, o disco possui uma introdução como faixa escondida, mas não sei como dá pra fazer ela rodar!!!

Site oficial: www.holy-martyr.com

Line-up:
Alex Mereu (vocal);
Ivano Spiga (guitarra);
Carlo Olla (guitarra);
Andrea Mucelli (baixo);
Giacomo Macis (bateria).

Track-list:
01. Intro - faixa escondida
02. Warmonger (A Mission of Vengeance and Terror)
03. Under Siege
04. Hatred is my Strength
05. Son of a King
06. The Shadow Over Innsmouth
07. Metallian
08. Frost and Fire - faixa bônus, cover do Cirith Ungol




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Holy Martyr"


Heavy Metal: diagrama explica a origem dos nomes de bandasHeavy Metal
Diagrama explica a origem dos nomes de bandas

Legião Urbana: Eduardo e Mônica, uma análise psico-neuróticaLegião Urbana
Eduardo e Mônica, uma análise psico-neurótica

Ozzy Osbourne: Fim do Guns foi a maior tragédia do rockOzzy Osbourne
Fim do Guns foi a maior tragédia do rock

Drogas e Álcool: protagonistas nos piores shows de grandes astrosDrogas e Álcool
Protagonistas nos piores shows de grandes astros

Freddy Frenzzy: O vocal que trocou Hard Rock por forró ostentaçãoFreddy Frenzzy
O vocal que trocou Hard Rock por forró ostentação

Judas Priest: a importância do British Steel para o MetalJudas Priest
A importância do "British Steel" para o Metal

Metallica: Hulk Hogan quase entrou na banda?Metallica
Hulk Hogan quase entrou na banda?


Sobre Paulo Finatto Jr.

Reside em Porto Alegre (RS). Nascido em 1985. Depois de três anos cursando Engenharia Química, seguiu a sua verdadeira vocação, e atualmente é aluno do curso de Jornalismo. Colorado de coração, curte heavy metal desde seus onze anos e colabora com o Whiplash! desde 2000, quando tinha apenas quinze anos. Fanático por bandas como Iron Maiden, Helloween e Nightwish, hoje tem uma visão mais eclética do mundo do rock. Foi o responsável pelo extinto site de metal brasileiro, o Brazil Metal Law, e já colaborou algumas vezes com a revista Rock Brigade.

Mais informações sobre Paulo Finatto Jr.

Mais matérias de Paulo Finatto Jr. no Whiplash.Net.