Kiko Loureiro: Sem precisar provar mais nada para ninguém

Resenha - Sounds of Innocence - Kiko Loureiro

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Junior Frascá
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


O guitarrista brasileiro Kiko Loureiro, mais conhecido por seus trabalhos junto ao ANGRA, chegou em um estágio de sua carreira em que não precisa provar nada para ninguém, seja como instrumentista, seja como compositor. E desde que iniciou sua carreira solo, todos puderam perceber ainda mais toda a competência do músico, que também é um dos professores de guitarra mais conceituados do Brasil.
680 acessosRio Rock City: O Power Metal morreu?5000 acessosAs regras do Viking Metal

E em seu quarto disco solo, o guitarrista tem como convidados o baixista Felipe Andreoli (seu parceiro de longa data no ANGRA), e o baterista Virgil Donati (PLANET X, RING OF FIRE, e diversos outros), que abrilhantaram ainda mais o material.

Em comparação com os discos solos anteriores de Kiko, podemos perceber que “Sounds of Innocence” é bem mais progressivo e intrincado, com arranjos bem construídos, harmonias complexas e muito bom gosto ao longo de todo o material, demonstrando uma maturidade impressionante. Alias, Kiko esta em sua melhor forma, despejando riffs excelentes e solos cada vez mais técnicos e eletrizantes, variando entro momentos mais velozes e virtuosos, e outros mais emocionais, esbanjando feeling e precisão, e mesmo ainda trazendo diversas influências latentes, conseguiu criar um estilo próprio de compor e tocar guitarra com maestria.

Chama a atenção também o trabalho do monstro Virgil Donati, um dos melhore bateristas de todos os tempos, e que faz um trabalho impecável aqui, com técnica e pegada absurdas, e é um grande diferencial em relação aos trabalhos anteriores do guitarrista. Escute faixas como “Conflicted” e “Ray of Light” (repleta de influências de Joe Satriani) e comprove todo o talento de Virgil, seja nos momentos mais progressivos, seja nos mais simples.

Indo de faixas pesadas e cheias de quebradeira, como “Gray Sone Gateway” e Conflicted”, a outras mais ambientais e emocionais, como “Mae D’agua” e “A Perfect Rhyme”, passando por algo mais experimental, como em “Relective” e “Twisted Horizon”, o disco nos traz 10 faixas (além do playback de “Conflicted”) excelentes, e se mostra como o melhor trabalho solo de Kiko até o momento.

Sem dúvida um trabalho belíssimo e que deverá agradar em cheio aos fãs de música de qualidade, e até mesmo aqueles que não apreciam tanto trabalhos instrumentais (como este que vos escreve) irão apreciar o disco, que sem dúvida eleva ainda mais a carreira de Kiko.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Sounds of Innocence – Kiko Loureiro (2012 –Nacional)

Track List:

1. Awakening Prelude
2. Gray Stone Gateway
3. Conflited
4. Reflective
5. El Guajiro
6. Ray of Life
7. The Hymn
8. Mae D Agua
9. Twisted Horizon
10. A Perfect Rhyme
11. Conflicted (Playback Version)

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Outras resenhas de Sounds of Innocence - Kiko Loureiro

4714 acessosKiko Loureiro: muito além das seis cordas1403 acessosKiko Loureiro: Curso natural de uma evolução em seus discos

680 acessosRio Rock City: O Power Metal morreu?1225 acessosAngra: discografia de volta ao Spotify1376 acessosAngra e Hangar: Fábio Laguna conta como entrou nas bandas2501 acessosAngra: "reunião" durante aniversário de Paulo Baron, veja vídeo679 acessosBruno Sa: comenta a morte de Paul O'Neill e relembra audição1124 acessosAquiles Priester: No lugar onde montou a sua primeira bateria0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Angra"

AngraAngra
Kiko Loureiro relembrando o tempo de Dominó

Andre MatosAndre Matos
Entre os melhores da Revista Rolling Stone

Rhapsody Of FireRhapsody Of Fire
Fabio Lione anuncia sua saída da banda

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 12 de julho de 2012
Post de 24 de julho de 2012
Post de 25 de julho de 2012

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Kiko Loureiro"0 acessosTodas as matérias sobre "Angra"

Viking MetalViking Metal
Com um machado na mão, o que você quiser, você pode!

Em vídeoEm vídeo
Assista dez micos de rockstars no palco

Courtney LoveCourtney Love
Ajudando a resolver os maiores mistérios da humanidade

5000 acessosCuriosidade: artistas que odeiam suas próprias músicas5000 acessosIron Maiden: Jimmy Page relembra Rock in Rio de 20015000 acessosLindo Demais: conheça o London, o primeiro smartphone da Marshall2686 acessosO Metaleiro: Mortal Kombat Metal (Passinho do Sub-Zero)5000 acessosRolling Stones: O que acontece se Keith Richards for picado pelo Aedes Aegipty?5000 acessosO peso da emoção: a trajetória de Blaze Bayley

Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.

Mais matérias de Junior Frascá no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online