Resenha - Once - Nightwish

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Clóvis Eduardo
Enviar correções  |  Ver Acessos


(Universal - nacional)

O novo álbum do Nightwish vinha gerando uma grande expectativa desde o fim de 2003. Não à toa, pois a banda finlandesa caiu no gosto da galera, há algum é sensação no heavy metal e precisava mostrar mais serviço para agradar aos fãs. O tecladista, líder e principal compositor Tuomas Holopainen apresenta um trabalho muito bem feito e, apesar de os discos anteriores - principalmente Wishmaster (2000) e Century Child (2002) - possuírem boas músicas, o que faz a diferença em Once é um instrumental ainda mais elaborado e a participação de uma orquestra sinfônica em todas as músicas.

O resultado final é muito agradável. Com os teclados em cima das usuais bases, o grande mérito de Holopainen é mesmo no campo das composições. Tarja Turunen, por sua vez, mantém o alto nível e é encantadora a maneira como emposta sua voz em alguns momentos, como em Dark Chest of Wonders, faixa que abre o CD. Outros momentos em que a linda vocalista rouba a cena são Creek Mary's Blood e Ghost Love Score, nesta com a ajuda de um coral que faz da música de dez minutos a mais bonita de Once.

Além dos destaques óbvios, Emmpu Vuorinen está mais notável no novo trabalho. Seus solos estão ficando melhores e o som da guitarra ficou mais à frente e, diga-se de passagem, com uma afinação muito mais agressiva. Siren é um belo exemplo da performance perfeita de Vuorinen. O batera Jukka Nevalainen continua firme, apesar de limitado, e a maneira como usa a caixa, erguendo bastante o braço, é uma marca inconfundível, podendo ser conferida no vídeo clipe de Nemo.

Once apresenta um repertório bem variado. Kuolema Tekee Taiteilijan é uma balada em finlandês, daquelas de sentar e ficar ouvindo Tarja em seus belos momentos líricos, mas é totalmente adversa a Planet Hell, uma música forte na qual quem mais se destaca é o baixista Marco Hientala, com um timbre de voz mais grave e forte. Seu trabalho vocal é muito bom.

Wish I Had an Angel talvez seja a faixa mais delicada de ser analisada, já que sua base eletrônica não engana até mesmo o mais ignorante no quesito percussão - eu mesmo, por exemplo. Qualquer um saca de primeira que não se trata de bateria e, para os mais puristas, certamente caiu muito mal. Sem contar, é claro, de que estamos diante de um ponto baixo num álbum de muitas qualidades.

Resumindo, em Once percebemos que o Nightwish está com mais feeling, principalmente nos momentos em que orquestra e banda estão a todo vapor. Quer uma amostra: ao fim da faixa Nemo, primeiro single do disco, aumente o volume e perceba quão poderosa ficou a sonoridade do novo álbum do quinteto finlandês. Vale a pena conferir.


Outras resenhas de Once - Nightwish

Nightwish: O fim de uma era com o "Once"Resenha - Once - NightwishResenha - Once - NightwishResenha - Once - Nightwish




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Nightwish"


Nightwish: Anette Olzon explica por que jamais subirá ao palco com a bandaNightwish
Anette Olzon explica por que jamais subirá ao palco com a banda

Nightwish: vídeo oficial de "Slaying The Dreamer," que estará no próximo DVD

Nightwish: vídeo ao vivo de Devil And The Deep Dark Ocean, do novo DVD ao vivoNightwish
Vídeo ao vivo de "Devil And The Deep Dark Ocean", do novo DVD ao vivo

Nightwish: banda anuncia turnê pela Europa em 2020Nightwish: banda lançará ao vivo gravado em Buenos Aires ainda em 2019

Nightwish: gravando clipe grandioso para música de novo álbum, segundo Floor JansenNightwish
Gravando clipe grandioso para música de novo álbum, segundo Floor Jansen

2007: 15 discos de rock/metal que completam 10 anos de lançamento2007
15 discos de rock/metal que completam 10 anos de lançamento

Nightwish: Tuomas e Troy dizem porque são abertamente secularesNightwish
Tuomas e Troy dizem porque são abertamente seculares


Planno D: 10 coisas que irritam metaleiros (vídeo)Planno D
10 coisas que irritam metaleiros (vídeo)

Astros mortos: como estariam alguns se ainda estivessem vivos?Astros mortos
Como estariam alguns se ainda estivessem vivos?


Sobre Clóvis Eduardo

Clóvis Eduardo Cuco é catarinense, jornalista e metaleiro.

Mais matérias de Clóvis Eduardo no Whiplash.Net.

adGoo336