Resenha - Progfest '94; The Official Bootleg - Echolyn

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Guilherme Vignini
Enviar Correções  

9


Algum tempo atrás o Echolyn, uma das bandas de Rock Progressivo mais respeitadas dos anos 90 teve uma idéia brilhante. Mandou um e-mail para alguns fãs que acompanham a trajetória da banda, dizendo que tinham um show inteiro gravado no Progfest 94, e que estavam trabalhando em cima desse material, e iriam distribuir gratuitamente esse cd a essas pessoas,para divulgação. O único pedido era que o cd não fosse vendido, não fosse colocado em site de leilões, etc. Ou seja, o cd é um presente e não gostariam que ninguém capitalizasse em cima disso.

Metal norueguês: as dez melhores bandas segundo o About.com

Roqueiros conservadores: a direita do rock na revista Veja

Um Fã da lista, Terry Christian, se prontificou a fazer a capa, com os textos enviados pelo próprio Ray Weston, vocalista da banda. Fazendo um ótimo trabalho.

O cd começou a ser distribuído recentemente e a qualidade é excelente. Ao contrário de muitos "piratas oficiais" que são lançados por aí, o "Progfest 94", possui uma qualidade de gravação muito boa.

O cd abrange um período um pouco antes do lançamento do "As The World", que é apontado por muitos como o cd que colocou a banda entre as principais bandas do progressivo moderno.

O cd abre, por exemplo, com a própria "As the World", numa versão bem pesada, um verdadeiro clássico. A música que abre o "cd das cabecinhas" ganha uma energia fantástica ao vivo. Segue-se então "Uncle", também do ATW, e "Shades" do primeiro álbum, com seus quase 12 minutos.

A seguir seguem-se duas músicas do fantástico "Suffocating The Bloom", "Here I Am" com uma performance ótima do baixista Tom Hyatt e vocalizações memoráveis, muito fiéis à versão ao vivo. E "A Little Nonsense", uma das preferidas da banda. "The Cheese Stands Alone" que até hoje é uma das músicas preferidas do público, tem uma versão com ótimo trabalho do guitarrista Brett Kull e do tecladista Chris Buzby.

"Memoirs From Between" e "Audio Verité" encerram brilhantemente a primeira parte do show. Mas o melhor ainda está por vir: O segundo cd tem a versão completa de "A Suíte For The Everyman", com seus 29 minutos. Essa música, uma pequena obra-prima do Neo-Progressivo, mostra toda a capacidade da banda, em trabalhar com elementos complexos e diferentes elementos musicais. Idéia que anos mais tarde germinou e culminou com o ótimo álbum conceitual "Mei". O show até que poderia acabar aí, mas ainda tem um encore de "Carpe Diem". Êxtase total entre os presentes no Progfest 94.

É um álbum extraordinário de um dos grandes nomes do progressivo moderno, em uma de suas melhores fases. Uma gravação no nível de qualquer cd lançado comercialmente (graças ao ótimo trabalho de Kevin Gilbert na mixagem e de Brett Kull, na masterização). O álbum está sendo ainda disponibilizado gratuitamente, basta pagar fazer um cadastro no site oficial, seguir as instruções para o envio do dinheiro da postagem, e se comprometer a não se utilizar da boa vontade da banda com os fãs e se aproveitar para vender ou disponibilizar em sites de leilão esse trabalho. Não é pedir muito, não é?

Para quem estiver interessado em adquirir esse grande cd o link para o cadastro é http://www.echolyn.com/disc-progfest94requst.php . Para quem gosta de Rock Progressivo, é um convite imperdível.




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Metal norueguês: as dez melhores bandas segundo o About.comMetal norueguês
As dez melhores bandas segundo o About.com

Roqueiros conservadores: a direita do rock na revista VejaRoqueiros conservadores
A direita do rock na revista Veja


Sobre Guilherme Vignini

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, enviando sua descrição e link de uma foto.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin adWhipDin adWhipDin