Resenha - Cold And Terrible - Tiger Cult

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ricardo Michelazzo
Enviar correções  |  Ver Acessos


RELEASE OFICIAL

Foram mais de 3 anos de produção, ensaios, gravações, mixagens etc. porém finalmente chega a cena o primeiro álbum de uma banda vista como revelação do metal nacional: TIGER CULT. Lançado pela DIE HARD RECORDS, o primeiro disco da banda, COLD and TERRIBLE, realmente conseguiu esclarecer o motivo da banda que era de fazer as coisas com calma para obter a melhor qualidade sonora.

Com um som basicamente formada pelo bom e velho metal tradicional dos anos 80, com passagens pelo Hard Rock, Death e Trash Metal e acrescentadas de um vocal agressivo e poderoso, a banda traz em 11 faixas o mais puro peso e melodia que rapidamente é absorvida pelos ouvidos. Digo isso com grande convicção, pois é impossível, depois de algumas audições, conseguir esquecer refrões como de Soldiers of the Loud por exemplo.

A banda já não é mais a mesma que gravou o disco que na ocasião era formada por Eric "Capirotto" Picceli (V), Marina Takahashi (G), Renato Armani (G), Vinnie Kuhlmann (B) e Eric Claros (D); que graças às inúmeras e diversas influências, conseguiram trazer uma sonoridade impar, evitando assim que o som da banda fique enjoativo. Algumas músicas como Down the Bastards, Mad Lawer, e Animus Necandi tem guitarras mais velozes; já faixas como I Rule the Highway tem uma levada mais Hard Rock e a faixa Slave to Emptiness já é totalmente voltada para o Death Metal. Na verdade banda passeia dentro dos estilos, porém com a sua identidade. As faixas Wings of Doom, Angry Angel, Slave to Emptiness, Soldiers of the Loud e Animus Necandi são o destaque do disco.

A arte gráfica é assinada pelo até então desconhecido Rafael Takahashi, que mostrou apresentou uma capa maravilhosa assim como todo o encarte.

Com certeza COLD AND TERRIBLE é o início de uma carreira que tem tudo para ser promissora e mostrar que o Brasil não é feito apenas de melódico e death metal. Temos também de dar alguns vários créditos para a DIE HARD RECORDS que, cada vez mais, vem se tornando um nome cada vez mais forte, com lançamentos cada vez mais interessantes e acima de tudo com muita qualidade tanto sonora quanto de divulgação das bandas. Agora é só aguardar, pois em breve veremos toda a energia do TIGER CULT ao vivo, trazendo tudo que o Hadbangers mais querem e procuram: Heavy Metal puro e simples. É HEAVY METAL P##RRA!


Outras resenhas de Cold And Terrible - Tiger Cult

Resenha - Cold And Terrible - Tiger CultResenha - Cold and Terrible - Tiger CultResenha - Cold and Terrible - Tiger Cult




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Tiger Cult"


Rockstars: Tatuagens que possivelmente geram arrependimentoRockstars
Tatuagens que possivelmente geram arrependimento

Guns N' Roses: a família brasileira de Axl RoseGuns N' Roses
A família brasileira de Axl Rose


Sobre Ricardo Michelazzo

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.