Pink Floyd: balé progressivo agitou a moçada

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Fotoboard Tramparia, Fonte: Pink Floyd - Mark Blake
Enviar correções  |  Ver Acessos

O que acontece quando uma banda de rock divide o mesmo palco com uma apresentação de balé?

Fotos de Infância: Anselmo, Dimebag, Rex Brow e Vinnie PaulDr. Sin: Agora todo mundo lamenta? Vão se foder!, diz Regis Tadeu

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Essa pergunta é respondida com a leitura do pequeno trecho retirado do livro Nos Bastidores do PINK FLOYD, do autor, escritor e jornalista especializado em rock'n'roll Mark Blade, a respeito da interação da banda com o grupo de Ballet de Marsellie.

Local de Publicação: São Paulo | Ano: 2012 | Páginas: 488 | Editora Évora - Generale

Como fotógrafo encarregado de toda a função ilustrativa do portablog cifranegramisterial.com, acredito que a mistura de artes possa resultar numa grande obra ou espetáculo, e foi isso que os "Rosados Floydianos" fizeram no começo da década de 1970.

A experiência foi única, tanto para os fãs, quanto para os protagonistas do Concerto de Balé Progressivo.

A colaboração do PINK FLOYD com o Ballet de Marseille finalmente tinha dado frutos, após doze meses de idas e vindas.

O FLOYD fez cinco shows na Salle Valliers, em Marselha, em novembro de 1972, antes de levar o show para o Palais de Sports, em Paris, em janeiro do ano seguinte.

O programa incluía três sessões, "Allumez Les Etoiles" (Light the Stars), um balé inspirado na Revolução Russa, com música de Mussorgsky e Prokofiev; "La Rose Malade" (The Sick Rose), baseado no poema homônimo de William Blake; e, finalmente, a prosaica "The PINK FLOYD Ballet", durante a qual tocava "Echoes", "One of These Days", "Careful With That Axe Eugene", "Obscured by Clouds" e "When You're In".

As coreografias de Ronald Petit incluíam dois astros do Ballet de Marseille, Rudy Bryans e Danièle Jossie; esta aparentemente arrastada pelo palco em um espacate, para o estarrecimento da imprensa especializada em rock, pouco habituada a tamanho atletismo.

Houve erros inevitáveis. Em Marselha, uma versão alongada de "One of These Days" resultou nos dançarinos completando a coreografia muitos minutos antes de a música terminar, o que gerou uma hesitante saída do palco com o FLOYD ainda mandando ver.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Como precaução, a banda pediu que um dos seus puxa-sacos se sentasse próximo a RICHARD WRIGHT quando ele estivesse em seu solo de piano e segurasse cartões com o número de compassos escritos.

Ele foi instruído a mostrar em um novo cartão a cada quatro compassos, permitindo efetivamente que a banda soubesse em que ponto estava da música.

Na maioria das noites, os fãs de rock reunidos não estavam a fim de esperar calados dois atos de balé antes que a atração principal começasse, e gritavam e vaiavam, pedindo a entrada do FLOYD.

"Era fantasticamente ofensivo", reclamou NICK MASON na época.

"Roland (Petit) fez o que era uma velha rotina do FLOYD - ele apenas saiu e discursou diante do público, pedindo que eles fossem tomar um drinque até que chegasse a hora de ver o que queriam."

Como a colaboração entre a banda e orquestra de Atom Heart Mother, o caso de amor mútuo entre rock pesado tocado por cabeludos e balé clássico fazia sentido na época e, como NICK MASON confessou depois, "apelava para certo intelectualismo esnobe dentro de nós".


Essa matéria faz parte da categoria Trecharias BioRockers e da Biblioteca Cifranegriana - Portalblog cifranegramisterial.com.

Faixa 1: Obscured By Clouds | Álbum: Obscured By Clouds (1972) | PINK FLOYD | Gravadora: Harvest Records

Faixa 6: Echoes | Álbum: Meddle (1971) | PINK FLOYD | Gravadora: Harvest Records

O álbum duplo The Wall, do PINK FLOYD, faz parte da Discoteca Cifranegriana

Comente: O que acontece quando uma banda de rock divide o mesmo palco com uma apresentação de balé?




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção MatériasTodas as matérias sobre "Pink Floyd"


Pink Floyd: vídeo raro de ensaio realizado em 1969Pink Floyd
Vídeo raro de ensaio realizado em 1969

Pink Floyd: a história por trás de Comfortably NumbPink Floyd
A história por trás de "Comfortably Numb"


Fotos de Infância: Anselmo, Dimebag, Rex Brow e Vinnie PaulFotos de Infância
Anselmo, Dimebag, Rex Brow e Vinnie Paul

Dr. Sin: Agora todo mundo lamenta? Vão se foder!, diz Regis TadeuDr. Sin
Agora todo mundo lamenta? Vão se foder!, diz Regis Tadeu


Sobre Fotoboard Tramparia

Fotógrafo artístico que registra e cria cenários com objetos ligados a cultura pop/rock, como CDs, livros, camisetas etc. Edita textos, fotos e divulga bandas no Portalblog cifranegramisterial.com. Desde os tempos de guri, ouve Led Zeppelin, The Cult, Rush, AC/DC, Iron Maiden, Guns N' Roses, Alice In Chains, entre outras inúmeras lendas do rock/metal. Toca piano e teclado, pratica esportes e está sempre em busca de energia rock and roll e da natureza.

Mais matérias de Fotoboard Tramparia no Whiplash.Net.

Cli336x280 CliIL Cli336x280