"Cê tá de brincadeira, né?": quando grandes nomes vacilam

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Doctor Robert
Enviar correções  |  Comentários  | 

Ninguém é infalível, ninguém é perfeito. Muitos grandes nomes do rock, com o passar dos anos, resolveram aventurar-se em outros estilos. Talvez por experimentação. Talvez pela busca incessante de maiores vendas. Talvez ambos. Alguns acabam acertando o alvo uma vez, outros passam longe... Fato é que muitas vezes nós fãs nos deparamos com momentos da discografia dos nossos ídolos onde eles nos surpreendem... negativamente! Aquela velha sensação de “Que diabos é isso?” (o famoso “What The Fuck?” em inglês).

5000 acessosEm 10/08/1993: Euronymous é assassinado por Varg Vikernes5000 acessosGrammy: "Master Of Puppets" é tocada após Megadeth ser anunciado vencedor

Antes que os fãs mais radicais atirem as primeiras pedras, vale lembrar que um pouquinho de bom humor não faz mal a ninguém... Então, deixe a sua porção “xiita” de lado um momento e vamos relembrar de dez episódios bem constrangedores da discografia de alguns grandes nomes do rock...

Queen – Body Language

Ok, nós entendemos que, após o sucesso do flerte com a black music de “Another One Bites The Dust” dois anos antes, o Queen deve ter sofrido uma pressão muito grande da gravadora para repetir o feito - tanto que o sofrível álbum “Hot Space”, salvo algumas exceções, descaracterizou totalmente o som do grupo, além de quase ter provocado um “racha” no quarteto. Mesmo assim, é difícil acreditar que o mesmo Freddie Mercury, responsável por algo tão genial quanto “Bohemian Rhapsody”, seja autor desta pataquada...

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Ozzy Osbourne – So Tired

A reação era sempre a mesma... Ozzy tinha sobrevivido muito bem à perda de seu amigo e braço direito Randy Rhoads, e “Bark At The Moon” foi um grande álbum, mas sempre que alguém ia comentar sobre o disco, não deixava de mencionar; “o que é que Ozzy estava pensando quando gravou aquela segunda faixa do lado B?”. Pois bem, ouvindo a tal “segunda faixa do lado B”, você só pode ter uma reação: “Ozzy, cê tá de brincadeira, né?”.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Kiss – I Was Made For Lovin’ You

E eis que a banda de hard rock que tinha o sonho de dominar o mundo sucumbe à moda da discoteca. Se por um lado angariou mais “fãs”, por outro lado viu muitos dos seus verdadeiros seguidores torcendo o nariz e dando as costas aos mascarados. Por mais que tenha sido um êxito comercial e que a canção ainda esteja presente no set list do Kiss, “I Was Made For Lovin’ You” nunca foi unanimidade dentro do grupo... Se duvidar, pergunte ao linguarudo Gene Simmons...

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Metallica – Until It Sleeps

Sim, aquele mesmo Metallica que alguns anos antes era responsável por sons rápidos, pesados e destruidores, agora aparecia na MTV de maquiagem, com visual pra lá de glam, tocando uma musiquinha insossa... Após o auge do sucesso com o chamado “Black Álbum”, onde alguns fãs mais radicais já acusavam o grupo de “ter se vendido”, ninguém entendeu nada quando a faixa de trabalho de “Load” foi lançada... Pensando bem, hoje em dia, até dá pra perdoar, depois de ouvir “Lulu”...

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Megadeth – Crush ‘Em

Que o Metallica havia invadido o “mainstream” era fato, gostassem ou não os fãs de metal. Agora, ver o Megadeth se comercializando tanto como foi com “Crush ‘Em”, que pra piorar ainda foi trilha sonora de algo tão duvidoso como “Soldado Universal 2”... haja estômago... Não é de se admirar que Marty Friedman depois tenha ido se aventurar tocando música pop japonesa...

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Deep Purple – Call Of The Wild

A primeira vez que se assistia ao vídeo clipe desta música, já vinha um ar de interrogação: mas não era esse o novo single do Deep Purple? Que diabos é esse som que está tocando? Aí você assiste a clipe que mais parece um show de horrores, esperando ouvir um solo do mestre Richie Blackmore... e nada! Ô saudades dos tempos de “Machine Head”...

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Van Halen – Josephina

Começando pelo título: o que você espera de uma música chamada “Josephina”? Se a impressão ruim já vem daí, vamos tentar ouvir sem preconceitos, afinal é o Van Halen quem a compôs, mestres do hard rock americano... Tarefa ingrata... e a coisa ainda podia ficar pior ao vivo, quando a banda insistia em inclui-la em seu repertório, tocando a violão e voz apenas... e pensar que Eddie, não fazia muito tempo, criticava o quanto era “anti-clímax” quando Sammy Hagar fazia questão de tocar alguma música sua do mesmo estilo violão e voz...

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Judas Priest – Johnny B. Goode

Judas Priest, reis do metal, regravando Chuck Berry, um dos pais do rock... a ideia até soa interessante no papel, mas se lembrarmos que o Priest estava em sua fase “Turbo Lover”... Tente ouvir esse som e bater cabeça se for capaz! Ainda bem que logo eles acordaram e voltaram a fazer o que sabem de melhor em “Painkiller”...

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Scorpions – To Be No. 1

Os alemães do Scorpions já não sabiam o que era sucesso fazia muito tempo. As vendas de seus álbuns despencavam a cada novo lançamento (assim como a qualidade deles). E então veio uma sequencia de apelações para vender: primeiro, um disco ao vivo com orquestra; depois (novidade!), um disco acústico; e, por fim, que tal gravar um disco pop? Nada melhor para simbolizar que o fundo do poço havia chegado de vez, como uma cena tão desagradável com Rudolf Schenker sentado na privada...

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Rod Stewart – Do Ya Think I’m Sexy?

Hoje em dia falar de Rod Stewart em um site especializado em rock chega a soar estranho. Mas devemos sempre nos lembrar de que o escocês foi o vocalista da primeira encarnação do Jeff Beck Group, que à sua época rivalizava com o Led Zeppelin. Além disso, Rod passou pelo The Faces e ainda lançou grandes álbuns em sua carreira solo, como “Every Picture Tells a Story”. Assim como no caso do Kiss, era deprimente ver um grande nome do rock cantando uma canção de discoteca tão ridícula como esta (que ainda tinha o grande Carmine Appice na bateria), por maior que tenha sido o sucesso. Pra piorar, o cara ainda perdeu um processo para o brasileiro Jorge Benjor (à época, ainda Jorge Ben), que alegava que o refrão da canção plagiava sua composição “Taj Mahal”.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+
0 acessosTodas as matérias da seção Matérias

Em 10/08/1993Em 10/08/1993
Euronymous é assassinado por Varg Vikernes

GrammyGrammy
"Master Of Puppets" é tocada após Megadeth ser anunciado vencedor

Mötley CrüeMötley Crüe
A ousada tattoo de modelo paulista em tributo à banda

5000 acessosMetallica: músicos regravam o St. Anger "da forma correta" - ouça5000 acessosGuns N Roses: Bon Jovi fez com Steven Tyler o que ele fez com Axl5000 acessosKiko Loureiro: filha ajuda o guitarrista a aprender "Holy Wars"5000 acessosMetallica: Bob Rock revela segredos do "Black Album"5000 acessosDuff McKagan: dez álbuns que marcaram a vida do baixista4010 acessosBruce Dickinson: negando envolvimento com Drones do exército

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 06 de março de 2012
Post de 25 de março de 2012
Post de 04 de abril de 2012
Post de 28 de janeiro de 2013
Post de 26 de maio de 2014
Post de 16 de junho de 2015
Post de 22 de junho de 2016
Post de 12 de janeiro de 2017

Sobre Doctor Robert

Conheceu o rock and roll ao ouvir pela primeira vez Bohemian Rhapsody, lá pelos idos de 1981/82, quando ainda pegava os discos de suas irmãs para ouvir escondido em uma vitrolinha monofônica azul. Quando o Kiss veio ao Brasil em 1983, queria ser Gene Simmons e, algum depois, ao ver o clipe de Jump na TV, queria ser Eddie Van Halen. Hoje é apenas um bom fã de rock, que ouve qualquer coisa que se encaixe entre Beatles e Sepultura, ama sua esposa e juntos têm um cãozinho chamado Bono.

Mais matérias de Doctor Robert no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online