Pink Floyd: as duas facetas vocais de David Gilmour

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Flávio Siqueira
Enviar correções  |  Comentários  | 


922 acessosRoger Waters: organização judaica acusa músico de ser antissemita5000 acessosMetallica: noiva toca "Master..." na bateria no casamento

Há artistas que realmente são como vinho: ficam melhor com o passar do tempo. David Gilmour, por exemplo, mudou muito (muito mesmo) seu vocal. Ouçam, por exemplo, os shows ao vivo da década de 1970 do Pink Floyd disponíveis no YouTube e o Pulse ou o Delicate Sound of Thunder. De urros e gritos na década de 70 a vocais realmente trabalhados nos anos 90. John Harris, o jornalista que escreveu "The Dark Side of the Moon: os bastidores da obra-prima do Pink Floyd" já chamava a atenção para esse detalhe: Breathe tocada ao vivo antes mesmo da gravação do álbum era uma música na qual Gilmour não se dispunha a cantar, mas segundo Harris, gritar.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Ouçam também uma diferença entre Dogs ao vivo (acima) e em estúdio. A diferença chega a ser gritante. Que fique bem claro que isso não é uma crítica, é apenas uma observação, e pra falar a verdade, o vocal visceral do Gilmour nos shows em meados de 70, a meu ver, eram sinceros e eu acho até "finos e charmosos". No álbum editado em estúdio, ouve-se uma voz melódica, limpa, sem a "rouquidão" dos shows ao vivo. Mas David Gilmour é mestre, por isso não o critico, faço apenas esta observação. Viva o Pink Floyd, viva Gilmour.

E, por último, comparem estes dois vídeos:

Aqui, em 1974:

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

A mesma música tocada 20 anos depois mostrando a evolução vocal do Gilmour:

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 31 de janeiro de 2013

David GilmourDavid Gilmour
Trecho inédito do show histórico em Pompeia

922 acessosRoger Waters: organização judaica acusa músico de ser antissemita2690 acessosPink Floyd: Idosos reagem a músicas da banda114 acessosDoom Side of the Moon: versões para "Time" e "Money"0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Pink Floyd"

Pra discutirPra discutir
Os 100 melhores discos de rock progressivo

HungerHunger
Uma versão bem pesada de "Another Brick In The Wall"

Dia do RockDia do Rock
Cinco histórias que unem F1 e Rock' n' Roll

0 acessosTodas as matérias da seção Matérias0 acessosTodas as matérias sobre "Pink Floyd"

MetallicaMetallica
Noiva toca "Master..." na bateria no casamento

MegadethMegadeth
Electra mostra para Kiko como está fera no Português

Em 08/03/1995Em 08/03/1995
Ingo, baterista do Helloween, comete suicídio

5000 acessosSeparadas no nascimento: Pitty e Amy Winehouse5000 acessosEmo: gênero que todos amam odiar sem conhecer absolutamente nada5000 acessosMax Cavalera: Explicando à Billboard o que houve com seus dentes5000 acessosIron Maiden: Bruce Dickinson cita Donald Trump durante show em New York4274 acessosSepultura: versão de "Johnny B. Goode" no Música Boa ao Vivo5000 acessosKorn: vocalista diz que Sepultura os copiou em Roots

Sobre Flávio Siqueira

Nascido e criado em Brasília, aos 14 anos pegou emprestado um "The Best of" do Pink Floyd. O choque foi tão grande que resolveu aprender guitarra somente para executar o solo de "Time". De lá pra cá vem estudando guitarra e apreciando bandas de stoner, grunge e rock progressivo, além de muito blues e algumas coisas de jazz e música erudita. Atualmente toca guitarra numa banda que mescla influências de stoner, grunge e uma pitada de rock psicodélico.

Mais matérias de Flávio Siqueira no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online