Led Zeppelin: as dez letras mais difíceis de entender

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Leonardo Daniel Tavares da Silva, Fonte: Ultimate Classic Rock, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Pegando carona no sucesso de "Celebration Day", a Ultimate Classic Rock publicou recentemente uma lista das músicas mais difíceis de entender. Se eles não entendem em seu próprio idioma, é ainda mais difícil para nós, que temos língua de Camões como nossa língua materna. Mesmo assim, traduzimos e publicamos aqui a lista para que você tire suas próprias conclusões.

770 acessosBanda dos sonhos: qual seria a sua?5000 acessosBruce Dickinson: punks não sabem tocar e tem inveja do metal

10. No Quarter

"They hold no quarter. They ask no quarter. The pain, the pain without quarter."

Esta obra-prima hipnotizante de 1973 do "Houses of the Holy" comunga de alguma terminologia militar bastante arcaica garantida para causar medo nos corações dos soldados ao longo dos tempos. Literalmente, ele se refere a batalhas onde o exército vitorioso se recusa a abrigar, ou 'prender' soldados inimigos - ou seja, não fazendo prisioneiros, mesmo que eles tentem se render. Que ironia, então, que o LED ZEPPELIN a escolheu para a trilha sonora de tal prática brutal com improvisos delicados e refinados de John Paul Jones ao teclado.

9. Carouselambra

"Held now within the knowing; Rest now within the peace. Take of the fruit, but guard the seed."

Esta longa canção baseada em sintetizadores de 1979 do ''In Through the Out Door "utiliza imagens descontroladamente elípticas do início ao fim, muitas vezes pedindo emprestada uma linguagem heróica semelhante às inspirada em Tolkien" The Battle of Evermore " ou na Viking " Immigrant Song" base para disfarçar as ações da vida real de mistério do Led Zep . Afirma-se que a identidade da pessoa permanece não confirmada até hoje , então, fique à vontade na seção de comentários para fazer as suas apostas sobre quem Plant pode ter se dirigido .

8. The Rain Song

"These are the seasons of emotion and like the winds they rise and fall; This is the wonder of devotion – I see the torch we all must hold; This is the mystery of the quotient – upon us all a little rain must fall."

Esta que é a mais adorável das baladas do ZEPPELIN está na nossa lista basenado-se apenas na palavra "quotient" (quociente) que, literalmente é definida como o resultado matemático de uma divisão, e, dessa forma, é a menos óbvia das escolhas para uma canção romântica. Então, esta é uma letra de Plant claramente de amor simplesmente aludindo à chuva sem parar, sem divisão, ou a experiência do parto pelos protagonistas da canção? Hmmm ...

7. Ramble On

"T'was in the darkest depths of Mordor, I met a girl so fair; But Gollum, and the evil one crept up and slipped away with her, her, her….yeah."

Para milhares de nerds do tipo literário no mundo inteiro, estas palavras não guardam absolutamente nenhum mistério. Mas, se você se encontra junto aos poucos ainda não expostos à trilogia Senhor dos Aneis de J.R.R. Tolkien, nos livros ou nos filmes (e quando esta canção emergiu em 1969, a série era qualquer coisa menos ubíqua), tal Terra Média se fixa enquanto o reino obscuro de Mordor e o vilão amaldiçoado, Gollum, poderia simplesmente voar por sua cabeça...como um Nazgul. Pense nisso!

6. Achilles' Last Stand

"Sending off a glancing kiss, to those who claim they know; Below the streets that steam and hiss, the devil's in his hole."

Embora a mitologia grega (Aquiles, Atlas) pareça ser o suspeito óbvio atrás da faixa central do LP de 1976 'Presence', diz-se por aí que Page e Plant realmente pavimentaram a letra de "Aquiles" Last Stand 'de suas muitas viagens em todo o Norte de África (onde ficam as Montanhas Atlas). E assim esta música no Top 10 provavelmente se refere ao velho sentimento de escapar da vida pública de Page e Plant, em parte, motivando a buscar, por vezes, o anonimato em terras distantes.

5. The Lemon Song

"Squeeze me baby, till the juice runs down my leg; The way you squeeze my lemon, I'm gonna fall right out of bed."

OK, então aqueles entre vocês com uma certa idade sabem exatamente sobre o que esta cantiga lasciva do 'Led Zeppelin II' fala. Assim, mesmo que os mistérios de 'The Lemon Song', já tenham se tornado mainstream, nós simplesmente não pudemos resistir a incluir a sua insinuação sexual (inspirada, como foi a música inteira, em "Travelling Riverside Blues", de Robert Johnson, e outros padrões de blues) em nossa lista.

4. Stairway to Heaven

"If there's a bustle in your hedgerow, don't be alarmed now; It's just a spring clean for the May Queen."

O tema para a canção mais famosa do LED ZEPPELIN é suficientemente claro de primeira: associar a "escada para o céu" com o desejo egoista de uma dama por uma saída fácil; mas a letra do vocalista Robert Plant se torna cada vez mais vaga e espiritual a medida que a canção se desenrola, culminando na citação acima. Obviamente, ela referencia ao antigo ritual pagão do "May Day" e sua figura virginal, mas como é que isso se liga a aquela escada figurativa está aberto a discussão, e, portanto, ainda de dar nó na cabeça.

3. The Ocean

"Now I'm singing all my songs to the girl who won my heart; She is only three years old and it's a real fine way to start."

Nem mesmo a afinidade do LED ZEPPELIN por peixes e groupies poderia explicar esta espécie de depravação superficialmente sugerida por estas linhas de encerramento de 'The Ocean' mas não tema! Existe uma explicação muito mais razoável e inocente para a garotinha de três anos que roubou o coração de Plant, por que ela era, na verdade, sua filha Carmen, nascida três anos antes da gravação de 'The Ocean'. Ufa!

2. Royal Orleans

"And when the sun peeked through John Cameron with Suzanna; Poor whiskers set the room alight. Whiskers!"

'Royal Orleans,' do LP, 'Presence', de 1976, é simplesmente cheia de ambigüidade colorida - como deve ser, de modo a proteger os culpados. Segundo a lenda, essa letra é baseada em um incidente no qual John Paul Jones (aka 'John Cameron') e uma misteriosa "dama" amiga ("Bigodes", e vamos deixar por isso mesmo) compartilharam um "cahimbo da paz" no Royal Orleans Hotel, deixando o quarto em chamas acidentalmente em seguida. Desnecessário será dizer que, qualquer esperança de discrição viraram fumaça junto com o hotel.

1. Dancing Days

"I told your mamma I'd get you home but I didn't tell her I had no car; I saw a lion he was standing alone with a tadpole in a jar."

E o grande prêmio da nossa lista das 10 músicas do LED ZEPPELIN mais difíceis de entender vai para esta pepita particularmente espantosa do "Houses of the Holy", de 1973. Francamente, depois de muito embaralhar nossa cabeça, a única explicação que podemos chegar com essa letra é que ele representa um salto metafórico gigante sugerindo que Plant, de modos semelhantes ao de um leão, foi obrigado a 'prender' seu girino em um preservativo ... e não nos perguntam sobre o carro, ou a falta dele. Claramente, seu melhor palpite é tão bom como o nosso aqui.

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 11 de janeiro de 2017

Fatos DesconhecidosFatos Desconhecidos
Personalidades que supostamente fizeram pacto com o diabo

770 acessosBanda dos sonhos: qual seria a sua?3587 acessosEm 07/07/1980: O último show de John Bonham436 acessosLoudwire: em vídeo, 10 maiores riffs de metal dos anos setenta0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Led Zeppelin"

Paul DiannoPaul Di'anno
Versão para o clássico "Kashmir", do Led Zeppelin

Led ZeppelinLed Zeppelin
Page explica porque banda não continuou pós-Bonham

Black Sabbath e Led ZeppelinBlack Sabbath e Led Zeppelin
As bandas fizeram jams nos anos 70?

0 acessosTodas as matérias da seção Matérias0 acessosTodas as matérias sobre "Led Zeppelin"

Bruce DickinsonBruce Dickinson
Punks não sabem tocar e tem inveja do Metal

Guitarras e BaixosGuitarras e Baixos
Perguntas e respostas sobre os instrumentos

Maquiagem, spikes e sorrisosMaquiagem, spikes e sorrisos
Conheça o Happy Black Metal

5000 acessosSupernatural: ouça 10 músicas que marcaram a série5000 acessosGuitarras: as 15 músicas mais complicadas para tocar5000 acessosRestart: Trecho de "Enter Sandman" do Metallica no VMB 20104641 acessosJared Dines: qual a diferença entre metal e o metalcore?5000 acessosBlack Veil Brides: frontman pula na plateia e briga com fã no meio de show2384 acessosSlayer: "Importante não é a melodia, mas a fúria na voz"

Sobre Leonardo Daniel Tavares da Silva

Daniel Tavares nasceu quando as melhores bandas estavam sobre a Terra (os anos 70), não sabe tocar nenhum instrumento (com exceção de batucar os dedos na mesa do computador ou os pés no chão) e nem sabe que a próxima nota depois do Dó é o Ré, mas é consumidor voraz de música desde quando o cão era menino. Quando adolescente, voltava a pé da escola, economizando o dinheiro para comprar fitas e gravar nelas os seus discos favoritos de metal. Aprendeu a falar inglês pra saber o que o Axl Rose dizia quando sua banda era boa. Gosta de falar dos discos que escuta e procura em seus textos apoiar a cena musical de Fortaleza, cidade onde mora. É apaixonado pela Sílvia Amora (com quem casou após levar fora dela por 13 anos) e pai do João Daniel, de 1 ano (que gosta de dormir ouvindo Iron Maiden).

Mais matérias de Leonardo Daniel Tavares da Silva no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online