Giuffria

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Allan Jones
Enviar correções  |  Comentários  | 

O Giuffria foi uma banda de hard rock oitentista de carreira curta, do tipo que variava entre o glam e o poser. Apesar do nome pertencer ao tecladista Greg Giuffria, o Giuffria era uma banda que dividia as responsabilidades entre seus integrantes, que hoje em dia são figuras razoavelmente conhecidas no cenário.

5000 acessosJudas Priest: 10 fatos que comprovam que eles são Heavy Metal5000 acessosVeja SP: show do Iron Maiden eleito como "pior de 2009"

A idéia da banda surgiu quando foi anunciado o fim da banda de Greg, Angel, que começou a procurar integrantes para seu novo projeto. Os recrutados foram Chuck Wright (baixo), Alan Krigger (bateria), David Glen Eisley (vocal) e Graig Goldie (guitarra). Este último vinha de uma promissora banda chamada Rought Cutt que havia encerrado a carreira prematuramente. O disco de estréia demorou um pouco a sair, mas em 84 foi lançado. Levando o nome da banda apenas, o disco deixou a desejar.

A gravadora (MCA) esperava algo mais impetuoso e ousado. O álbum não era ruim e até tinha boas músicas, graças aos arranjos impecáveis da dupla Greg e Graig, sem contar o vocal poderoso de David... mas em certos momentos lembrava muito a antiga banda (Angel) do tecladista, e isso não era bom.

Enquanto a gravadora se perguntava se valeria a pena continuar investindo na banda, Greg e sua trupe faziam uma turnê promocional, onde ele dava entrevistas tachando sua banda de “rock cinema”.

A turnê não foi das melhores, e quando eles retornaram, Graig recebeu um convite para entrar no Driver (de onde sairia para a banda de Dio) e Chuck Wright resolveu ficar fazendo apenas trabalhos de estúdio (logo depois ele entraria no Quiet Riot). Entraram no time o guitar Lanny Cordolla e o baixista David Sikes (que se juntaria ao Boston em seguida).

O segundo disco saiu em 87 com o nome de “Silk and Steel”, e apesar de contar com mudanças no line-up, ficou muito parecido com o disco de estréia. Isso desanimou a gravadora, que passou o bilhete de dispensa para o grupo.

A banda ainda tentou uma nova investida, apadrinhados por Gene Simmons (Kiss), que os contratou para o seu selo. Greg, Lanny e David se animaram, mas não poderiam contar com Alan e David que já estavam em outra. Vieram o baterista Ken K. Mary (que tocava com Alice Cooper) e Chuck Wright que retornaria ao posto. Tudo parecia perfeito mas Gene fez algumas exigências á banda. A primeira foi a entrada do vocalista James Christian, e a segunda foi a mudança do nome para House of The Lords, e a partir daí começa uma outra história.

Apesar de não ter durado muito, o Giuffria deixou uma boa impressão aos ouvintes. Vale a pena conferir canções como “Do Me Right Tonight” e o hit “Call to the Heart”.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Matérias0 acessosTodas as matérias sobre "Giuffria"

Judas PriestJudas Priest
10 fatos que comprovam que eles são Heavy Metal!

Veja SPVeja SP
Show do Iron Maiden eleito como "pior do ano"

Regis TadeuRegis Tadeu
"Lemmy era tão poderoso que seu corpo não teve coragem de contrariá-lo"

5000 acessosDream Theater: semelhanças na capa de álbum?5000 acessosMr Catra: Uma lista das suas maiores influências no rock (vídeo)5000 acessosMetallica: Jason Newsted, 14 anos de humilhação5000 acessosAlice Cooper: encontro bizarro com Elvis Presley5000 acessosPantera: a complicada relação dos irmãos Abbott com o pai4538 acessosDream Theater: a criação de obra-prima com a ajuda de Shakespeare

Sobre Allan Jones

É carioca, tem 23 anos e ouve rock desde pequeno. Suas principais influências são dos anos 70 e 80. Fez vários trabalhos relacionados ao rock, desde programas de rádio até promoção de eventos. Além disso, é músico e também faz trabalhos relacionados ao teatro. Oficialmente trabalha para a secretaria de fazenda de uma prefeitura de um município do Rio. Atistas prediletos: Kiss, Alice Cooper, Van Halen, Todd Rundgren, Asia, Kansas, Journey e as bandas do cenário do hard oitentista.

Mais matérias de Allan Jones no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online