Matérias Mais Lidas

João Gordo: Comentários sobre metal espadinha, Angra e Andre Matos no Flow PodcastJoão Gordo
Comentários sobre "metal espadinha", Angra e Andre Matos no Flow Podcast

Red Hot Chili Peppers: morre o ator Blackie Dammett, pai do vocalista Anthony KiedisRed Hot Chili Peppers
Morre o ator Blackie Dammett, pai do vocalista Anthony Kiedis

Guns N' Roses: as diferenças entre Steven Adler e Matt Sorum, segundo Gilby ClarkeGuns N' Roses
As diferenças entre Steven Adler e Matt Sorum, segundo Gilby Clarke

Kiss: Gene Simmons diz que Rock and Roll Hall Of Fame é uma farsa por não incluir MaidenKiss
Gene Simmons diz que Rock and Roll Hall Of Fame é uma farsa por não incluir Maiden

Rodox: quando baterista estragou show da banda após João Gordo vê-lo rezandoRodox
Quando baterista estragou show da banda após João Gordo vê-lo rezando

Lista: 10 bandas que acabaram e nunca mais retomarão as atividadesLista
10 bandas que acabaram e nunca mais retomarão as atividades

Taylor Hawkins: ele escondia que ouvia Rush e Led nos anos 80 para não parecer idiotaTaylor Hawkins
Ele escondia que ouvia Rush e Led nos anos 80 para não parecer idiota

Nightwish: banda fará show virtual em mundo 3D interativo, veja o trailerNightwish
Banda fará show virtual em mundo 3D interativo, veja o trailer

Jon Schaffer: ele revela por quanto tempo ficou no Capitólio até levar spray na caraJon Schaffer
Ele revela por quanto tempo ficou no Capitólio até levar spray na cara

Nirvana: A faixa mais subvalorizada em cada álbum, pela Ultimate Classic RockNirvana
A faixa mais subvalorizada em cada álbum, pela Ultimate Classic Rock

Suécia: 15 grandes bandas de rock surgidas no país escandinavoSuécia
15 grandes bandas de rock surgidas no país escandinavo

Raimundos: Digão revela que recebeu proposta astronômica para reunião com RodolfoRaimundos
Digão revela que recebeu proposta "astronômica" para reunião com Rodolfo

Cavalera Conspiracy: Max confessa que mentiu a Iggor sobre primeiro álbum da parceriaCavalera Conspiracy
Max confessa que mentiu a Iggor sobre primeiro álbum da parceria

Papa Roach: o dia que Sharon Osbourne deu esporro e colocou o vocalista em seu lugarPapa Roach
O dia que Sharon Osbourne deu esporro e colocou o vocalista em seu lugar

Zakk Wylde: Não existe esta coisa de melhor músicoZakk Wylde
"Não existe esta coisa de melhor músico"


Arte Musical
Stamp

Instrumentos: As origens e o desenvolvimento do baixo elétrico

Por Victor Martins
Em 08/12/04

Em 1951, um norte-americano chamado Leo Fender cria o baixo elétrico, sendo ele também o criador da guitarra elétrica. O primeiro baixo elétrico foi chamado de Precision, o nome "Precisão" foi dado, porque os tradicionais contrabaixos acústicos possuem o braço totalmente liso (sem trastes), o novo instrumento incorporava trastes, assim como as guitarras. Esse fator faz com que a afinação do baixo tenha precisão. Mas a revolução fundamental que representa o baixo elétrico frente ao contrabaixo é a amplificação do som.

Se a solução antigamente havia sido aumentar a caixa de ressonância, transformando o violino em um instrumento imenso e com cordas muito mais grossas, desta vez a solução foi inserir uma pastilha eletromagnética no corpo do instrumento para que o som fosse captado. Além do mais, a redução do tamanho do instrumento permitiu aos baixistas transporta-lo com mais facilidade.

Deve-se dizer que antes de 1951, na década de 1930, houve arriscadas e valentes tentativas de se fazer o mesmo, principalmente por parte de Rickenbacker. Mas se mencionei o Precision de 1951 como o primeiro baixo elétrico é porque ele foi o primeiro que se pode considerar como tal, já que o anterior entraria na categoria de protótipos. Como é lógico, depois vieram outros modelos (como o Jazz Bass, também da Fender).

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Os músicos de jazz e blues, a princípio, acharam a idéia interessante mas mantiveram-se em seu tradicionalismo. O baixo elétrico só veio à tona com Miles Davis.

Nos anos 60, o papel do baixista segue sendo, basicamente, o mesmo que nos anos 50: um suporte harmônico de fundo. A partir de 1967, o baixo elétrico começa a aparecer, fundamentalmente no rock'n roll. É prova disto o Festival de Woodstock em 1969.

Os anos 70 apresentam a maturidade do baixo. Os produtores começam a prestar mais atenção no potencial do instrumento e o contrabaixo assume uma importância maior, como no surgimento da disco music. São fundamentais também o surgimento do rock progressivo, o jazz fusion, o latin rock, o heavy metal, o punk, o reggae, o funk e o soul. O baixo acústico se limita apenas aos setores mais tradicionais, como jazz, blues e ritmos tipicamente latinos, assim mesmo já rivalizando com o elétrico. E neste ano também aconteceu a popularização do baixo fretless (o baixo elétrico sem-trastes), servindo para simular o som do contrabaixo acústico.

O desenvolvimento da década de 80 apresenta a maturidade de alguns estilos musicais e o desaparecimento de outros. Percebe-se neste período que o baixo já não é imprescindível, e que pode facilmente ser trocado por um sintetizador. A massificação da dance music deixa de lado o baixo, ainda que sua linha ainda esteja presente, mesmo que sintetizada. Mas isto não acontecia apenas com o baixo, mas também com a guitarra e a bateria, já que o sintetizador era o instrumento da moda do início da década de 80.

Esta tendência de trocar todos os instrumentos por um só foi passageira, e os grupos voltaram, sejam eles de rock ou jazz, tanto o baixo elétrico quanto o acústico estavam novamente no palco. O jazz começava a abrir um campo para o baixo elétrico também, de modo que este seria o instrumento solista para alguns produtores, resgatando uma tradição há anos esquecida no funk dos anos 70.

Nos anos 90, as inovações continuaram como, por exemplo, na quantidade de cordas do instrumento, diferenças de timbres e diversificação de utilização do instrumento, também começaram a ser gravados exclusivamente discos de baixistas solo. Diversos equipamentos com tecnologia avançada de muti-efeito para baixo e novos modelos de baixos começam a ser produzidos.

Abaixo descrevo as partes do instrumento, sendo usado como exemplo um baixo de seis cordas.

NOMES DAS PARTES DO INSTRUMENTO

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Itens:

1 = corpo
2 = braço
3 = mão
4 = escala
5 = tensores
6 = trastes

HARDWARE

Itens:

1 = ponte
2 = potenciômetros (regulagens do volume e equalização dos captadores)
3 = cordas
4 = tarrachas
5 = marcação das casas
6 = captadores (pickups).

Victor Martins é baixista da banda Colony
Victor Martins é baixista da banda Colony
Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Edu Falaschi - Vera Cruz
Pentral
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Gibson: empresa vende guitarras envelhecidas artificialmente por até R$ 59 milGibson
Empresa vende guitarras envelhecidas artificialmente por até R$ 59 mil

Vlog Rock: A Origem da Guitarra Elétrica (vídeo)

Guitarra: versão do instrumento com 20 cordas é apresentada - e funcionaGuitarra
Versão do instrumento com 20 cordas é apresentada - e funciona

Dave Mustaine: veja as primeiras guitarras da parceria dele com a GibsonDave Mustaine
Veja as primeiras guitarras da parceria dele com a Gibson

Fender: apagando post considerado machista sobre guitarras e mulheres brasileirasFender
Apagando post considerado machista sobre guitarras e mulheres brasileiras

RATM: Tom Morello revela por que não corta as cordas de sua guitarraRATM
Tom Morello revela por que não corta as cordas de sua guitarra

Ciência: solo de guitarra perfeito é construído a partir de método; ouçaCiência
Solo de guitarra perfeito é construído a partir de método; ouça

Classic Rock: Os 12 maiores bateristas de prog em todos os temposClassic Rock
Os 12 maiores bateristas de prog em todos os tempos

Metal: para homenagear o tio falecido, músico faz guitarra com seus ossosMetal
Para homenagear o tio falecido, músico faz guitarra com seus ossos

Guitarra: Total Guitar usa ciência para criar o solo perfeitoGuitarra
Total Guitar usa ciência para criar "o solo perfeito"


Slipknot: as guitarras da banda mostradas em detalhesSlipknot
As guitarras da banda mostradas em detalhes

Pink Floyd: como fazer aquele efeito de eco da guitarra de David GilmourPink Floyd
Como fazer aquele efeito de eco da guitarra de David Gilmour

Led Zeppelin: Page comenta quando tocou com pedal que poderia ligar e desligar com o péLed Zeppelin
Page comenta quando tocou com pedal que poderia ligar e desligar com o pé


Death Metal: as 10 melhores bandas de acordo com a AOLDeath Metal
As 10 melhores bandas de acordo com a AOL

Lista: clássicos do rock e do metal que ninguém aguenta mais ouvir - Parte 1Lista
Clássicos do rock e do metal que ninguém aguenta mais ouvir - Parte 1


Sobre Victor Martins

Victor Martins é músico profissional e professor, atualmente é baixista do COLONY (cd COLONY ALIVE) e violonista do Carpe Diem Duo. Em sua carreira já acompanhou vários artistas, entre eles Rafael Vanucci (Casa dos Artistas). Leciona em São Paulo, Capital (Zona Oeste) ou em domicílio. Fone para contatos: (0xx11) 3942-1166 / 8322-5753.

Mais matérias de Victor Martins no Whiplash.Net.

 
 
 
 

[an error occurred while processing this directive][an error occurred while processing this directive][an error occurred while processing this directive]