Ex de Malmsteen: nos drogávamos e ele me batia

WHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal!

Ex de Malmsteen: nos drogávamos e ele me batia

Traduzido por César Enéas Guerreiro | Fonte: Blabbermouth

  | Comentários:

Matéria publicada em 29/06/07. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

(O artigo abaixo foi traduzido e adaptado do original publicado no Blabbermouth)

Imagem
O jornal Phoenix New Times publicou um extenso artigo sobre a ex-esposa do guitarrista sueco YNGWIE MALMSTEEN, Amber Dawn Landin, que atualmente ganha a vida como “dominatrix” (mulher dominadora que pratica sadomasoquismo) com o nome Mistress Seven (veja aqui o seu MySpace). Alguns trechos desse artigo:

Em maio de 1992, Amber, então com 17 anos, e sua mãe foram para Mason Jar, um velho clube de rock no centro de Phoenix. Quem estava se apresentando era o guitarrista sueco YNGWIE MALMSTEEN, na época com 30 anos e já sem o mesmo sucesso nos EUA, embora um lançamento daquele ano, “Fire and Ice”, vendeu 100.000 cópias no Japão no dia em que foi lançado.

Seven diz que nem sabia quem era Malmsteen e que tinha ido ao show para pegar um autógrafo para dar de presente de aniversário para seu irmão, um grande fã.

Mãe e filha ficaram esperando depois do show e conseguiram o autógrafo. Seven também pegou o número do telefone de Malmsteen, e vice-versa. Os dois se comunicaram freqüentemente nos meses seguintes e, no seu aniversário de 18 anos em julho daquele ano, ele a chamou para ir à sua casa em Miami. “Como se eu fosse uma esposa russa entregue pelo correio”, diz Seven.

“Eu estava cheia de esperança e sonhos sobre aquele amor que estava começando. Lá estava ele, dando todo o amor e atenção que eu precisava, mas depois ele começou a me bater uns seis meses depois que fui morar com ele. Não eram agressões mútuas. Na verdade, eu gosto de agressão durante o ato sexual consentido, mas não as surras”.

O fato de Seven agora adorar ser surrada, espancada mesmo, por “parceiros” confiáveis é algo que ela mesma não consegue explicar. Ela diz que ela e Malmsteen usavam cocaína e outras drogas freqüentemente e que a violência aumentava com o tempo.

(A empresa de agenciamento de Malmsteen não respondeu aos pedidos para que comentasse esta história).

Em agosto de 1993, de acordo com reportagens do jornal Miami Herald e depois do Miami New Times, a mãe de Seven chamou a polícia de Miami Shores, alegando que Malmsteen estava mantendo a filha dela sob a mira de uma espingarda dentro da casa.

Uma equipe da SWAT cercou a casa e, depois de um impasse que durou quatro horas, Malmsteen se rendeu à polícia em seu roupão de banho. Seven não quis apresentar queixa e a acusação de agressão com agravantes foi arquivada.

O incidente, que teve muita repercussão, não significou o fim do tempestuoso relacionamento. Os dois se casaram num castelo em Estocolmo [Suécia] em 26 de dezembro daquele ano.

As fotos do casamento são reveladoras: Seven diz que Malmsteen não permitiu que os familiares dela comparecessem e as damas de honra foram três mulheres que tinham sido premiadas num concurso de um fã-clube.

Imagem
A noiva não estava nada além de envergonhada. De fato, ela com certeza parecia triste, e ela confirma isso. Seven diz que saiu em várias turnês com Malmsteen e que ele abusou dela na frente dos colegas de banda e dos puxa-sacos.

Quando o turbulento relacionamento se deteriorou totalmente, Seven diz que começou a revidar – e com força – contra o sueco de 1,90 m. “Eu virei uma fera – uma fera drogada, bêbada”, diz ela. “Eu não estava bem, e ele me fez ficar pior ainda”.

Durante esse tempo, Seven diz que escreveu as letras da música de Malmsteen, "Prisoner of Your Love" [“Prisioneiro do seu amor”]. Ela aparece nos créditos do álbum, mas diz que nunca recebeu royalties. O refrão diz: "Encaptured by the beauty/I'm a prisoner of your love/Enslaved by the passion/I'm a prisoner of your love." [Capturado pela beleza / Sou prisioneiro do seu amor / Escravizado pela paixão / Sou prisioneiro do seu amor].

Seven diz que Malmsteen mudou a sua letra original e transformou o que ela chamou de “uma música sobre um aprisionamento real em uma música de amor açucarada”. Ela afirma que recebeu um total de trezentos mil dólares quando seu casamento com Malmsteen acabou oficialmente em abril de 1998.

A matéria completa do Phoenix Times (em inglês) pode ser lida neste link.

Criado em 1996, Whiplash.Net é o mais completo site sobre Rock e Heavy Metal em português. Em março de 2013 o site teve 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas e 8.590.108 pageviews. Redatores, bandas e promotores podem colaborar pelo link ENVIAR MATERIAL no topo do site.


  | Comentários:

Todas as matérias sobre "Drogas e Álcool"
Todas as matérias sobre "Yngwie Malmsteen"

Mötley Crüe: Sixx discorre sobre morte de Philip Seymour Hoffman
Steven Tyler: qual o ingrediente secreto de sua torta favorita?
Gene Simmons: a primeira e última vez em que ele ficou chapado
Dave Ellefson: desesperado por heroína, ele recorreu ao Guns
Ozzy: "Eu e Bill Ward éramos soldados das drogas nos anos 70"
Drogas e Álcool: protagonistas nos piores shows de grandes astros
João Gordo: "Não sei como estou vivo, é sorte!"
Cerveja: os efeitos sobre a performance de uma banda
NIN: Trent Reznor pediu conselho a Bowie sobre vício em drogas
Steven Adler: músico é internado em clínica de reabilitação
Deep Purple: Ian Gillan só experimentou maconha aos 38 anos
Ozzy Osbourne: Madman comenta seu problema com drogas
Black Sabbath: Ozzy relembra quando sucesso virou pó
Mötley Crüe: cocaína, pilhas de Ferraris e outros excessos
Steven Adler: memórias perdidas com Lars Ulrich e John 5

Os comentários são postados usando scripts do FACEBOOK e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Pense antes de escrever; os outros usuários e colaboradores merecem respeito;
Não seja agressivo, não provoque e não responda provocações com outras provocações;
Seja gentil ao apontar erros e seja útil usando o link de ENVIO DE CORREÇÕES;
Lembre-se de também elogiar quando encontrar bom conteúdo. :-)

Trolls, chatos de qualquer tipo e usuários que quebram estas regras podem ser banidos sem aviso. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre César Enéas Guerreiro

Nascido em 1970, formado em Letras pela USP e tradutor. Começou a gostar de metal em 1983, quando o KISS veio pela primeira vez ao Brasil. Depois vieram Iron, Scorpions, Twisted Sister... Sua paixão é a música extrema, principalmente a do Slayer e do inesquecível Death. Se encheu de orgulho quando ouviu o filho cantarolar "Smoke on the water, fire in the sky...".

Mais informações sobre César Enéas Guerreiro

Mais matérias de César Enéas Guerreiro no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

QUEM SOMOS | ANUNCIAR | ENVIAR MATERIAL | FALE CONOSCO

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em março: 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas, 8.590.108 pageviews.


Principal

Resenhas

Seções e Colunas

Temas

Bandas mais acessadas

NOME
1Iron Maiden
2Guns N' Roses
3Metallica
4Black Sabbath
5Megadeth
6Ozzy Osbourne
7Kiss
8Led Zeppelin
9Slayer
10AC/DC
11Angra
12Sepultura
13Dream Theater
14Judas Priest
15Van Halen

Lista completa de bandas e artistas mais acessados na história do site

Matérias mais lidas