Delain e o elenco de estrelas de sua estréia

WHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal!

Delain e o elenco de estrelas de sua estréia


  | Comentários:

Depois de sair do Within Temptation por motivos de saúde, o tecladista e compositor Martijn Westerholt passou a agregar composições e idéias até perceber a necessidade de voltar para o mundo da música. O desafio de formar um novo grupo e construir um nome forte sem se valer da popularidade de sua ex-banda, além de conseguir um bom contrato, era o obstáculos a ser superado. Com uma idéia ousada em mente, Martijin decidiu ter em seu trabalho uma lista impressionante de convidados especiais, dentre os quais, Marco Hietala (Nightwish), Sharon den Adel (Within Temptation), Ad Sluijter (Epica), Ariën van Weesenbeek (God Dethroned, Epica, Aborted) e Liv Kristine (Leaves’ Eyes, ex-Theatre Of Tragedy). Em entrevista ao Whiplash!, ele nos falou do disco de estréia, "Lucidity", de sua banda, e do trabalho com todas estes grandes nomes do Metal mundial.

Matéria publicada em 14/11/07. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Whiplash!: Já que você é o membro fundador do grupo, como descreveria o som do Delain?

Martijn Westerholt: Symphonic Metal/Rock com uma pegada gótica.

Imagem
Whiplash!: Aparentemente o nome Delain não tem significado algum – o que você tentou expressar com ele?

Martijn Westerholt: Absolutamente nada. Sempre comparo isso com o nome que os pais dão para seus filhos recém-nascidos. Algumas vezes o nome não significa nada e traz uma grande história por trás dele, e outras vezes ele tem um significado profundo. Eles apenas gostam muito do nome. Esse exemplo reflete bem o Delain. Li o nome em um livro do escritor Stephen King e amei. De alguma forma acho que se encaixa com a música.

Whiplash!: Como você chegou à vocalista Charlotte Wessels?

Martijn Westerholt: Encontrar Charlotte foi uma história louca. Estava a procura de uma vocalista que pudesse dar ao Delain uma identidade própria. Alguém com uma voz característica, que conseguisse escrever letras e melodias de voz. Procurei por todo o país e em um dado momento perdi a fé. Ambos estávamos envolvidos em um projeto musical local e de alguma forma entrei em contato com ela. No começo pedi para que ela escrevesse algumas letras. Quando a ouvi cantando a música pela primeira vez foi perfeito, como se tivesse sido planejado de antemão. Foi uma grande coincidência (se você acredita em coincidências). Eu amo a personalidade da voz de Charlotte; é bem distinta. Não é operístico ou bem poderoso como a maioria das vocalistas de Metal, é frágil. Acabei descobrindo que ela viveu na mesma rua em que meus pais vivem; debaixo do meu nariz. Depois de finalizar o álbum com Charlotte e os convidados, decidimos fazer um show com o Delain e isso nos transformou um uma banda. Nós realizamos algumas audições, mas como também procurei por conta própria, acabamos encontrando todos bem rapidamente. Você ganha bastante tempo sabendo onde procurar e quem perguntar. Além disso, tivemos muitas ofertas e o futuro do Delain parece brilhante. Tínhamos um trabalho concluído, um contrato com a Roadrunner e os planos de lançamento para o Delain. Penso que somos abençoados e de sorte com o time que temos agora. Acho que temos um grupo bem especial.

Whiplash!: Você planeja ter mais músicos nas apresentações ao vivo?

Martijn Westerholt: Absolutamente. Tivemos a participação de Sharon (Den Adel), George (Oosthoek) e do baterista Ariën van Weesenbeek ao vivo. É sempre uma surpresa em shows quando um convidado aparece.

Imagem
Whiplash!: Por ser um ex-integrante do Within Temptation muitas pessoas acabam pesando que o som do Delain é igual ao de sua antiga banda. Sendo assim você poderia apontar as diferenças e similaridades musicais entre os dois grupos?

Martijn Westerholt: Sobre as similaridades: As pessoas precisam entender que faço esse tipo de música há uns dez anos, não sou novo na vizinhança. Claro que componho de maneira diferente hoje se compararmos com como eu fazia com o Whitin Temptation a uns anos atrás. Mesmo assim existem pontos em comum. Escrevo a maior parte das músicas do Delain. Meu irmão Robert escreve a maior parte do material do Within Temptation. Temos gostos parecidos e o período que passei com o Within Temptation me moldou como o músico que sou. De qualquer forma também existem muitas diferenças – componho de uma maneira mais crua e ‘Metal’ que o Within Temptation hoje em dia. Tirando isso, o que é bem característico no Delain é a voz de Charlotte que difere das vozes poderosas e operísticas de algumas bandas do gênero. Outra coisa que nos diferencia é a maneira como nos apresentamos ao vivo e como nos arrumamos. Não somos aquele tipo de pessoa que veste o típico preto. Somos um pouquinho Pop quando se trata de imagem. Além disso, será uma tradição do Delain convidar diferentes músicos para participar dos álbuns. Acho que o Delain tem o seu próprio som e quero continuar com esse som. Você não vê isso frequentemente nesse gênero.

Whiplash!: Como está sendo a resposta dos fãs e mídia para "Lucidity"?

Martijn Westerholt: Além das minhas expectativas, o álbum foi lançado em muitos países até o momento e estamos apenas começando a ver nosso nome espalhado pelo mundo. Na Holanda, já comemoramos um ano de lançamento e as coisas têm sido loucas. Entramos nas paradas de sucesso com nossos dois primeiros singles e a rádio tocou muito o nosso som. Ganhamos o Essent Award (N. do E.: Prêmio que dá ao vencedor cinco mil Euros e espaço em um de dois festivais holandeses de grande porte) e com isso conseguimos apoio financeiro e profissional, tocamos em festivais maiores na Holanda como o Lowlands, fomos nomeados para o MTV Awards na categoria "Novos Sons da Europ" e, no geral, não podemos reclamar mesmo.

Whiplash!: Você acredita que tudo isso se deve apenas pela música criada por vocês, ou ao envolvimento de tantos diferentes músicos talentosos participando do álbum?

Martijn Westerholt: Felizmente grande parte das críticas, em geral, é sobre o aspecto musical. Isso é uma coisa boa e assim que deveria ser, mas mesmo assim entendo que alguns falem dos convidados também.

Liv Kristine, Alex Krull, Martijn Westerholt
Whiplash!: Afinal, como você acabou convidando tantos músicos? Algum deles contribuiu para as composições?

Martijn Westerholt: Logo que saí do Within Temptation, voltei a compor apenas por diversão. Não planejei fazer nada como isso naquele momento, mas aos poucos as coisas foram desenvolvendo. Como eu compus sozinho 90% do material nesses anos, senti que precisava de uma colaboração externa e assim comecei a conversar com pessoas que conheci na época de Within Temptation para que elas me ajudassem. Primeiro pedi para que alguns me ajudassem tocando o material e aos poucos fui reunindo as pessoas. Sempre quis trabalhar com uma vasta gama de músicos. Obviamente essa foi a minha chance. Todos os conceitos estavam prontos quando comecei a trabalhar com os convidados, sendo assim eles não participaram das composições. Por outro lado dei o espaço para que eles viessem com suas próprias idéias, dando a eles a direção que eu queria seguir. Apontei o caminho que queria e eles adicionaram o melhor de si ao projeto!

Whiplash!: Você já tinha em mente quais vocalistas usar enquando compunha?

Martijn Westerholt: Na maioria das partes eu tinha, mas não em todas. Na verdade Charlotte gravou sua voz em todas as músicas, com isso tivemos um guia. Todas as músicas também se encaixam para que Charlotte cante ao vivo. Elas foram escritas para isso. Por outro lado, a maioria das partes foi planejada para cada convidado também. Para o Marco Hietala, não planejamos nenhum vocal. Apenas tivemos uma boa atmosfera de trabalho e tempo para tentar sua voz. Acabou ficando surpreendentemente bom e soou como se tivesse sido composto para ele. Liv Kristine escolheu as músicas que mais gostou e Sharon Den Adel também.

Whiplash!: Preciso salientar que os duetos deram um toque bem especial...

Martijn Westerholt: Apenas occoreu de acontecer assim. Os convidados interagiram entre si e o resultado foi surpreendente!

Whiplash!: Percebi que o seu irmão não foi um dos convidados. Isso tem alguma relação com o fato de você não ter voltado para o Within Temptation após se curar da doença que o afastou da banda?

Martijn Westerholt: Foi de propósito, pois eu queria fazer isso sozinho. Sempre trabalhei com o Robert (Westerholt), mas dessa vez quis fazer algo sem ele. Por outro lado, interagimos bastante durante todo o processo. Eu mostrava coisas que fazia e conversávamos a respeito... Então de certa maneira ele estava envolvido.

Whiplash!: Já que o Delain é uma banda estreante, como você definiria o sentimento de começar novamente?

Martijn Westerholt: É muito bom estar de volta, embora esta experiência esteja sendo totalmente diferente da primeira. Desta vez tive que fazer tudo sozinho inclusive o planejamento e a composição. Não trabalhei com uma banda, e toda a responsabilidade estava sobre os meus ombros. É bem diferente de quando eu estava no Within Temptation.

Marco Hietala e Martijn Westerholt
Whiplash!: Você espera que muitos dos fãs do Within Temptation sejam conquistados pela música do Delain?

Martijn Westerholt: Na verdade isso felizmente já aconteceu. Vejo que desenvolvemos a nossa base de fãs até agora e na maioria das vezes ele também gostam do Within Temptation. Sempre me sinto em casa tocando para o público do Within Temptation.

Whiplash!: As estatísticas mostram que o Within Temptation vendeu mais de um milhão de álbuns apenas na Europa. Você acredita que o mesmo possa ocorrer com o Delain ou prefere fazer a sua música e deixar que as coisas aconteçam do jeito que têm de ser?

Martijn Westerholt: Não sei. É preciso entendermos que o Within Temptation começou em uma época bem diferente de nós. Acredito que com o Delain, isso certamente pode acontecer, mas com o passar dos anos aprendi a não ter muitas expectativas e apenas aproveitar o momento. Quando olho para as coisas doidas que aconteceram na Holanda no primeiro ano, vejo que tudo é possível. Vamos ver o que acontece.

Whiplash!: Como você se sente tendo um contrato com a Roadrunner Records, uma das maiores gravadoras independents do mundo?

Martijn Westerholt: É algo único e especial ter um contrato com esse tipo de gravadora quando se está começando. Felizmente houve muito interesse no Delain, por conta de sua estrutura especial. Também tive a orientação do meu irmão que sabe muito bem como negociar. No final das contas, a Roadrunner foi a que melhor se encaixou, e formamos um bom time. Ambos estamos trabalhando para fazer do Delain um sucesso e até agora estou bem feliz por trabalahr com eles. Eles sabem muito bem como as coisas funcionam na indústria musical.

Whiplash!: Este é um contrato para apenas um disco ou vocês pretender continuar trabalhando juntos?

Martijn Westerholt: Claro que os dois lados têm observado e analisado como as coisas estão saindo. Primeiro lançamos o álbum na Holanda, se funcionasse lançaríamos em outros paises. Obviamente eles viram que funcionou e agora fomos lançados em vários lugares, inclusive no Brasil pela Hellion Records. Sendo assim tenho confiança de que trabalharemos juntos no próximo álbum.

Whiplash!: E esse próximo álbum trará convidados como o disco de estréia?

Martijn Westerholt: Resposta rápida: sim! Acho que a participação de um convidado especial tornou-se elemento típico do Delain. Claro que a quantidade de participações especiais não será tão grande quanto no primeiro álbum porque agora somos uma banda. Mas esse elemento estará definitivamente presente.

Whiplash!: Agora partindo para os palcos... Eu vi a sua performance acústica na TV e achei muito legal! Isso é algo que a banda pensa em continuar fazendo?

Martijn Westerholt: Muito obrigado pelos cumprimentos. Fazemos essas versões acústicas em ocasiões especiais, mas não é algo que acontece regularmente. Tem que ser exceção e tocaremos uma ou duas músicas acústicas aqui e ali. Felizmente algumas das composições ficam bem na versão acústica. Nós até gravamos algumas versão acústicas como bônus para o nosso ‘single’ "See Me In Shadow" que saiu na Holanda.

Whiplash!: Algum show será filmado, teremos um DVD?

Martijn Westerholt: Até o momento não gravamos nenhum show, mas isso definitivamente acontecerá. Ainda não pensamos num DVD, por outro lado, temos preparado bastante material que caberia em um lançamento assim. Quem sabe? Talvez para o próximo ano.

Imagem
Whiplash!: Algum plano para uma turnê mundial?

Martijn Westerholt: Na verdade já estamos planejando tocar bastante internacionalmente ano que vem. Espero que possamos crescer e ter muitas pessoas conhecendo nossa música. Vamos ver o que o futuro reserva. (Nunca espere por nada, apenas aproveite a viajem!)

Whiplash!: Bom, muito obrigado pela entrevista! Para finalizar, gostaria que você deixasse uma mensagem para o público brasileiro.

Martijn Westerholt: Espero que as pessoas tenham tempo para ouvir o nosso material, e espero que todos gostem. Este é o melhor cumprimento que você pode dar para um músico. Além disso, espero passar pelo Brasil no próximo ano. Isso seria muito bom!!!

Site Oficial: www.delain.nl

Criado em 1996, Whiplash.Net é o mais completo site sobre Rock e Heavy Metal em português. Em março de 2013 o site teve 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas e 8.590.108 pageviews. Redatores, bandas e promotores podem colaborar pelo link ENVIAR MATERIAL no topo do site.


  | Comentários:

Todas as matérias sobre "Delain"
Todas as matérias sobre "Within Temptation"

Within Temptation: performance no The Orchard Stairwell Series
Within Temptation: Trabalho mais maduro e equilibrado da carreira
Within Temptation: "Hydra" abre na 16ª posição nos EUA
Within Temptation: Com Hydra, banda amplia seus horizontes
Within Temptation: versão acústica de Whole World is Watching
Janeiro: conheça 10 bons discos já lançados em 2014
Within Temptation: A eterna busca pela reinvenção
Within Temptation: confira vídeo para "Whole World is Watching"
Within Temptation: vocalista faz sessão acústica nos EUA
Within Temptation: ouça samples de todas as faixas de "Hydra"
Within Temptation: banda divulga video recap de 2013
Within Temptation: Auge criativo já no segundo trabalho
Within Temptation: Debut já dava mostras de qualidade
Within Temptation: veja clipe com participação de Howard Jones
Within Temptation: novo CD com desconto na fanpage da banda

Os comentários são postados usando scripts do FACEBOOK e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Pense antes de escrever; os outros usuários e colaboradores merecem respeito;
Não seja agressivo, não provoque e não responda provocações com outras provocações;
Seja gentil ao apontar erros e seja útil usando o link de ENVIO DE CORREÇÕES;
Lembre-se de também elogiar quando encontrar bom conteúdo. :-)

Trolls, chatos de qualquer tipo e usuários que quebram estas regras podem ser banidos sem aviso. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Guilherme Spiazzi

São mais de quatorze anos de música, incontáveis shows, festivais; muitas entrevistas e resenhas. Trocou a faculdade de física pela terra do Uncle Sam por uma década e atualmente é freelancer da revista Roadie Crew. Curte música alta e não se importa com rótulos ou estilos.

Mais matérias de Guilherme Spiazzi no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

QUEM SOMOS | ANUNCIAR | ENVIAR MATERIAL | FALE CONOSCO

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em março: 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas, 8.590.108 pageviews.


Principal

Resenhas

Seções e Colunas

Temas

Bandas mais acessadas

NOME
1Iron Maiden
2Guns N' Roses
3Metallica
4Black Sabbath
5Megadeth
6Ozzy Osbourne
7Kiss
8Led Zeppelin
9Slayer
10AC/DC
11Angra
12Sepultura
13Dream Theater
14Judas Priest
15Van Halen

Lista completa de bandas e artistas mais acessados na história do site

Matérias mais lidas