Dream Theater: os segredos do álbum "Octavarium"

WHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal!

Dream Theater: os segredos do álbum "Octavarium"

Por Mr. Satan

  | Comentários:

O oitavo álbum de estúdio do Dream Theater, “Octavarium”, é o mais complexo e cheio de segredos já feito pela banda. Em uma entrevista de rádio, Mike Portnoy assumiu que o disco é um “segredo gigantesco”.

Esta resenha é baseada no que foi encontrado no fórum oficial do baterista, no site mikeportnoy.com, bem como extraída do site dt.spatang.com/.

RESUMO

O foco do conceito é demonstrar que as coisas movimentam-se em círculos, repetindo-se e terminando, portanto, no mesmo local de onde se iniciaram. Uma oitava musical começa e termina numa mesma nota. Dessa forma, o álbum começa na tonalidade de Fá (F) que por sinal é a última nota da última música do álbum Train of Thought (In the Name of God). Este modelo de continuação tem se repetido desde o “Scenes From a Memory”.

Um símbolo muito visto na arte do álbum é um octógono com uma estrela de cinco pontas inserido nele. Estes algarismos, 8 e 5, aparecem com freqüência no Octavarium e na obra do Dream Theater em geral e encontra-se espalhado em todo o disco.

Observando a história do termo “Octavarium”, temos uma certa surpresa. O Vaticano possui um livro denominado “Octavarium Romanum”. Consiste principalmente em várias lições a respeito de festividades católicas. É de se espantar, no entanto, a presença dos algarismos 8 e 5. O livro foi mencionado pela primeira vez no pontificado de Xisto V (1585-1590) e só foi mencionado outra vez por Clemente VIII (1592-1605), ou seja, o Papa com o número 5 e o seguinte com o número 8.

De qualquer maneira, vamos aos principais conceitos envolvendo os números 5 e 8:

• “Octavarium” – 5 sílabas, consoantes e vogais;

• 5 membros na banda Dream Theater em atividade (James Labrie, John Myung, John Petrucci, Mike Portnoy e Jordan Rudess);

• 8 membros no total da carreira da banda (os cinco atuais mais Charlie Dominici, Kevin Moore e Derek Sherinian – Chris Collins ficou de fora por ter tocado no ainda Majesty);

• A banda tem 5 álbuns ao vivo (até o lançamento do “Octavarium”);

• O grupo se formou em 1985;

• A Octavarium World Tour iniciou-se em 8 países europeus (a saber: Suécia, Holanda, Suíça, Áustria, Espanha, Itália, França e Bélgica);

• O disco tem 8 músicas. O “Six Degress of Inner Turbulence” era o sexto álbum e tinha 6 músicas. O “Train of Tought” é o sétimo e possui 7 canções;

• 5 das 8 canções foram gravadas com o kit de bateria “Hammer of the Gods”, o oitavo kit de bateria do Mike Portnoy.

ARTE

A mais óbvia referência é a quantidade de páginas do encarte (oito!). A capa remete a um desenho de um suporte de bolas feito por Isaac Newton (daquelas que batem-se indefinidamente) em número de oito. Este brinquedo demonstra o conceito de repetição do álbum. É preciso conferir a presença de cinco pássaros entre as cordas, formando uma oitava de um piano (as bolas seriam as teclas brancas e os pássaros as pretas).

Imagem

No interior do encarte , mais precisamente na contracapa de ambos os lados, temos um garoto com um telefone de lata, com o barbante esticado. Reparem que é o mesmo menino. A idéia é de que tudo começa onde terminou e vice-versa. A genialidade desta imagem é que na primeira foto, o garoto pega o telefone com apenas 3 dedos, enquanto usa 5 na segunda foto.

Imagem
Por trás da letra de “The Answer Lies Within”, uma descrição de dois dominós. Um totalizando 5, e o outro 8. O destaque no primeiro é o múmero 3, que aparece isolado no segundo do múmero 5. Note que temos 3 pássaros aqui.

Imagem
Em oposição às letras de “These Walls”, está uma aranha (que tem 8 patas), dentro de um labirinto com oito lados. O labirinto tem cinco camadas e embora tenha oito saídas, nenhuma dá oportunidade da aranha sair (“trapped inside this Octavarium”). Caracteriza bem a letra de “These Walls”.

“Never Enough” possui um polvo (oito tentáculos) com cinco peixes e uma placa semelhante à de “PARE” com o símbolo do Majesty inserido.

Imagem

A próxima ilustração exibe uma planta-baixa de um octógono. Existem muitas referências aos algarismos 5 e 8, a maioria bem sutis. Por exemplo, a escala em 5:8, bem como ser rotulada como “figura nº 8”. As dimensões são 29’6.75” quadrados com triângulos eqüiláteros com 8’8”. Os espaços entre cada muro é de 5’8”. A escala de Fá Lídio é descrita do lado mais esquerdo e seguindo o sentido horário. Pode-se encontrar a escala cromática inserida nos locais exatos. Existem portas em quatro lados do objeto, sendo a porta sul a única aberta. Deve significar que ao entrar, só pode existir uma saída, ou seja, a entrada.

Imagem

O que se vê depois é o garoto de novo, e os membros do Dream Theater como as teclas negras do piano.

Imagem
Finalmente, no interior da caixa, há uma bola de sinuca (bola 8) com o símbolo do Majesty desenhado. Do lado de trás da caixa, vê-se uma parte de um piano. Note que cada oitava do piano possui 8 teclas brancas e 5 negras. Cada branca representa uma canção do álbum (exatamente na sua tonalidade, já que começa em Fá). As negras, mostram as faces dos músicos nessa ordem: LaBrie, Myung, Petrucci, Portnoy e Rudess.

IMPORTANTE: A marcação do tempo descrita no encarte parece errada, já que no total, ancontram-se 73:26 minutos. No CD, vemos que são 75:55 min. Então, cinco faixas possuem um “tempo negativo” que nos faz sentir falta de 2:18 min. Isso não é acidental, pois cada tempo negativo é relativo a um acidente na totalidade da canção (suas escalas relativas menores).

Imagem

“Octavarium” começa numa tonalidade maior que “The Root of All Evil”.

Agora vamos às letras e suas referências.

The Root Of All Evil

VI. Ready

Proud enough for you to call me arrogant
Greedy enough to be labeled a thief
Angry enough for me to go and hurt a man
Cruel enough for me to feel no grief

Never could have just a part of it
I always need more to get by
Getting right down to the heart of it
The root of all evil
Has been running my whole life

Dirty enough for me to lust
Leaving nothing left to trust
Jealous enough to still feel envious
Lazy enough to sleep all day
And let my life just waste away
Selfish enough to make you wait for me

Driven blindly by our sins
Misled so easily
Entirely ready to leave all behind
I'm begging to break free

Take all of me
The desires
That keep burning deep inside
Cast them all away
And help to give me strength
To face another day
I am ready
Help me be what I can be

VII. Remove]

Self-centered fear has got a hold me
Clutching my throat
Self righteous anger running all through me
Ready to explode

Procrastination paralyzing me
Wanting me dead
These obsessions
That keep haunting to me
Won't leave my head

Help to do for me what I can't do myself
Take this fear and pain
I can't break out of this prison all alone
Help me break these chains

Humility now my only hope
Won't you take all of me
Heal this dying soul

I can feel my body breaking
I can feel my body breaking
I'm ready to let it all go
I can feel my body shaking
Right down to the foundation
The root of it all

Take all of me
And the desires
That keep burning deep inside
Cast it all away
And help to give me strength
To face another day
I am ready
Help me be what I can be
I am ready
Come to me
Take me away

A Raiz de Todo o Mal

VI. Pronto

Orgulhoso o suficiente para você me chamar de arrogante
Ganancioso o suficiente para ser chamado de ladrão
Nervoso o suficiente para ir e machucar um homem
Cruel o suficiente para não sentir nenhum remorso

Nunca poderia ter apenas uma parte disso
Eu sempre preciso de mais para me satisfazer
Indo direto ao coração disso
A raiz de todo o mal
Tem sido o motor de toda a minha vida

Sujo o suficiente para eu desejar
Deixando nada mais a se confiar
Ciumento o suficiente para ainda se sentir invejoso
Preguiçoso o suficiente para dormir o dia todo
E deixar minha vida se acabar
Egoísta o suficiente para fazer você esperar por mim

Dirigidos cegamente por nossos pecados
Desviados tão facilmente
Totalmente pronto para deixar tudo para trás
E eu estou implorando para ser libertado

Tire tudo de mim
Os desejos
Que continuam queimando profundamente
Jogue-os todos para longe
E ajude-me dando força
Para encarar mais um dia
Eu estou pronto
Ajude-me a ser o que eu posso ser

VII. Remova

O medo egoísta se apoderou de mim
Apertando minha garganta
A raiva hipócrita correndo por mim todo
Prestes a explodir

Procrastinação, me paralisando
Querendo-me morto
Essas obsessões
Que ficam me assombrando
Não vão sair da minha cabeça

Ajude a fazer para mim o que eu não consigo fazer
Tire este medo e esta dor
Eu não posso fugir dessa prisão sozinho
Ajude-me a quebrar essas correntes

A humilhação agora minha única esperança
Você não vai tirar tudo de mim
Curar essa alma moribunda?

Eu posso sentir meu corpo quebrando
Eu posso sentir meu corpo quebrando
Eu estou pronto para largar tudo
Eu posso sentir meu corpo quebrando
Chegando até os ossos
A raiz de tudo isso

Tire tudo de mim
E os desejos
Que continuam queimando profundamente
Jogue-os todos para longe
E ajude-me dando força
Para encarar mais um dia
Eu estou pronto
Ajude-me a ser o que eu posso ser
Eu estou pronto
Venha para mim
Leve-me para longe

Referências:

• Os passos ouvidos podem ser uma menção ao Metropolis PT. 2”;

• A introdução com os tons seriam referência à “This Dying Soul” (0:25 – 1:00);

• A intro é similar à de “Welcome to the Machine” do Pink Floyd;

• O primeiro acorde de guitarra durante a intro, antes da bateria, é o mesmo tocado nas apresentações da tour do álbum “When Dream and Day Unite”. Isto pode ser conferido no menu do DVD “When Dream and Day Reunite”;

• Os vocais de 4:55 até 5:16 parecem muito com os de “This Dying Soul”;

• O solo em 5:18 é muito parecido com o de “The Glass Prision”;

• A melodia de “Octavarium” aparece entre 7:33 – 8:02.

• O piano começa em Fá, a mesma nota do fim de “In the Name of God” (faixa final do álbum anterior);

• “The Root of All Evil” discute os passos 6 e 7 de 12 do programa dos Alcoólicos Anônimos. Segue a sequência de “The Glass Prision” e This Dying Soul”.

The Answer Lies Within

Look around
Where do you belong
Don't be afraid
You're not the only one

Don't let the day go by
Don't let it end
Don't let a day go by in doubt
The answer lies within

Life is short
So learn from your mistakes
And stand behind
The choices that you make

Face each day
With both eyes open wide
And try to give
Don't keep it all inside

Don't let the day go by
Don't let it end
Don't let a day go by in doubt
The answer lies within

You've got the future on your side
You're gonna be fine now
I know whatever you decide
You're gonna shine

Don't let the day go by
Don't let it end
Don't let a day go by in doubt
You're ready to begin
Don't let a day go by in doubt
The answer lies within

A Resposta Jaz Dentro

Olhe ao redor
De onde você é?
Não tenha medo
Você não é o único

Não deixe o dia passar
Não o deixe acabar
Não deixe um dia passar em dúvida
A resposta jaz dentro

A vida é curta
Então aprenda com seus erros
E deixe para trás
As escolhas que você faz

Encare cada dia
Com ambos os olhos bem abertos
E tente se abrir
Não se mantenha fechado

Não deixe o dia passar
Não o deixe acabar
Não deixe um dia passar em dúvida
A resposta jaz dentro

Você tem o futuro ao seu lado
Você vai ficar bem agora
Eu sei que o que quer que você decida
Você vai brilhar

Não deixe o dia passar
Não o deixe acabar
Não deixe um dia passar em dúvida
Você está pronto para começar
Não deixe um dia passar em dúvida
A resposta jaz dentro

Referências:

• Aos 2:36, um violino ao fundo toca o tema de “Octavarium”;

• Melodia de “Octavarium” aos 2:42 – 2:48;

• Durante a seção acidental, no fim da faixa, há um pitch Bend que soa muito parecido a um outro ao final de “The Great Gig in the Sky” do Pink Floyd;

• O sino ao início toca 8 vezes (esta é a mesma nota do sino de “The Glass Prision”;

• O sino também faz referência a “For Whom the Bell Tolls” do Metallica.

These Walls

This is so hard for me
To find the words to say
My thoughts are standing still

Captive inside of me
All emotions start to hide
And nothing's getting through

Watch me
Fading
I'm losing
All my instincts
Falling into darkness

Tear down these walls for me
Stop me from going under
You are the only one who knows
I'm holding back

It's not too late for me
To keep from sinking further
I'm trying to find my way out
Tear down these walls for me now

So much uncertainty
I don't like this feeling
I'm sinking like a stone

Each time I try to speak
There's a voice I'm hearing
And it changes everything

Watch me
Crawl from
The wreckage
Of my silence
Conversation
Failing

Tear down these walls for me
Stop me from going under
You are the only one who knows
I'm holding back

It's not too late for me
To keep from sinking further
I'm trying to find my way out
Tear down these walls

Every time you choose to turn away
Is it worth the price you pay
Is there someone who will wait for you
One more time
One more time

Watch me fading
I'm losing all my instincts
Falling into darkness

Tear down these walls for me
Stop me from going under
You are the only one who knows
I'm holding back

It's not too late for me
To keep from sinking further
I'm trying to find my way out
Tear down these walls for me now

Tear down these walls for me
It's not too late for me
Tear down these walls for me

Essas Paredes

Isso é tão difícil para mim
Encontrar as palavras a dizer
Meus pensamentos estão imóveis

Cativo dentro de mim
Todas as emoções começam a se esconder
E nada está passando

Me observe
Esmorecendo
Eu estou perdendo
Todos os meus instintos
Caindo na escuridão

Derrube essas paredes para mim
Não me deixe continuar afundando
Você é o único que sabe que
Eu estou me resguardando

Não é tão tarde para mim
Para parar de afundar mais
Eu estou tentando achar minha saída
Derrube essas paredes para mim agora

Tanta incerteza
Eu não gosto desse sentimento
Eu estou afundando como uma pedra

Toda vez que eu tento falar
Há uma voz que eu ouço
E ela muda tudo

Me observe
Engatinhar
Dos destroços
Do meu silêncio
Conversação
Caindo

Derrube essas paredes para mim
Não me deixe continuar afundando
Você é o único que sabe que
Eu estou me resguardando

Não é tão tarde para mim
Para parar de afundar mais
Eu estou tentando achar minha saída
Derrube essas paredes

Toda vez que você escolhe se afastar
Isso vale o preço que você paga?
Há alguém que esperará por você
Mais uma vez?
Mais uma vez?

Me observe esmorecendo
Eu estou perdendo todos os meus instintos
Caindo na escuridão

Derrube essas paredes para mim
Não me deixe continuar afundando
Você é o único que sabe que
Eu estou me resguardando

Não é tão tarde para mim
Para parar de afundar mais
Eu estou tentando achar minha saída
Derrube essas paredes para mim agora

Derrube essas paredes para mim
Não é tarde demais para mim...
Derrube essas paredes para mim

Referências:

• O coração ao fim da canção bate a 58 bpm.

I Walk Beside You

There's a story in your eyes
I can see the hurt behind your smile
For every sign I recognize
Another one escapes me

Let me know what plagues your mind
Let me be the one to know you best
Be the one to hold you up
When you feel like you’re sinking

Tell me once again
What's beneath the pain you’re feeling
Don't abandon me
Or think you can’t be saved

I walk beside you
Wherever you are
Whatever it takes
No matter how far

Through all that may come
And all that may go
I walk beside you
I walk beside you

Summon up your ghosts for me
Rest your tired thoughts
Upon my hands
Step inside this sacred place
When all your dreams seem broken

Resonate inside this temple
Let me be the one who understands
Be the one to carry you
When you can walk no further

Tell me once again
What's below the surface bleeding
If you've lost your way
I will take you in

I walk beside you
Wherever you are
Whatever it takes
No matter how far

Through all that may come
And all that may go
I walk beside you
I walk beside you

Oh when everything is wrong
Oh when hopelessness surrounds you
Oh the sun will rise again
The tide you swim against
Will carry you back home
So don't give up
Don't give in

I walk beside you
Wherever you are
Whatever it takes
No matter how far

Though all that may come
And all that may go
I walk beside you
I walk beside you

Eu Caminho Ao Seu Lado

Há uma história em seus olhos
Eu posso ver a ferida atrás do seu sorriso
Pois cada sinal eu reconheço
Outra que escapa de mim

Deixe-me saber o que atormenta sua mente
Deixe-me ser aquele que a conhece melhor
Ser aquele que a segura em pé
Quando você se sente afundando

Conte-me mais uma vez
O que há por trás da dor que você está sentindo
Não me abandone
Ou pense que você não pode ser salva

Eu caminho ao seu lado
Onde quer que você esteja
O que quer que isso custe
Não importa quão longe

Através de tudo que possa vir
E de tudo que possa acontecer
Eu caminho ao seu lado
Eu caminho ao seu lado

Evoque seus fantasmas para mim
Descanse seus pensamentos cansados
Em minhas mãos
Pise dentro desse lugar sagrado
Quando todos os seus sonhos parecem destruídos

Ressoe dentro desse templo
Deixe-me ser aquele que entende
Aquele que a carrega
Quando você não pode mais andar

Diga-me mais uma vez
O que há abaixo da superfície que sangra
Se você perdeu o seu caminho
Eu vou pô-la nele

Eu caminho ao seu lado
Onde quer que você esteja
O que quer que isso custe
Não importa quão longe

Através de tudo que possa vir
E de tudo que possa acontecer
Eu caminho ao seu lado
Eu caminho ao seu lado

Oh, quando tudo dá errado
Oh, quando a falta de esperança a rodeia
Oh, o sol vai surgir novamente
A maré que você nada contra
Irá carregá-la de volta pra casa
Então não desista
Não ceda

Eu caminho ao seu lado
Onde quer que você esteja
O que quer que isso custe
Não importa quão longe

Através de tudo que possa vir
E de tudo que possa acontecer
Eu caminho ao seu lado
Eu caminho ao seu lado

Referências:

• O relógio possivelmente refere-se a “Regression”;

• A guitarra do refrão soa como em “Lifting Shadows off a Dream”;

• A canção inteira lembra o U2;

• Esta canção tem a ver com a missão de Jesus Cristo.

Panic Attack

All wound up
On the edge
Terrified

Sleep disturbed
Restless mind
Petrified

Bouts of fear
Permeate
All I see

Heightening
Nervousness
Threatens me

I am paralyzed
So afraid to die

Caught off guard
Warning signs
Never show

Tension strikes
Choking me
Worries grow

Why do I feel so numb
Is it something to do with where I come from
Should this be fight or flight
I don't know why I'm constantly so uptight

Rapid heartbeat
Pounding through my chest
Agitated body in distress
I feel like I'm in danger
Daily life is strangled by my stress

A stifling surge
Shooting through all my veins
Extreme apprehension
Suddenly I'm insane

Lost all hope for redemption
A grave situation desperate
At best

Why do I feel so numb
Is it something to do with where I come from
Should this be fight or flight
I don't know why I'm constantly reeling

Helpless hysteria
A false sense of urgency
Trapped in my phobia
Possessed by anxiety

Run
Try to hide
Overwhelmed by this complex delirium

Helpless hysteria
A false sense of urgency
Trapped in my phobia
Possessed by anxiety

Run
Try to hide
Overwhelmed by this complex delirium

Ataque de Pânico

Todo machucado
Ao extremo
Aterrorizado

Sono perturbado
Mente inquieta
Petrificada

Surtos de medo
Permeiam
Tudo que eu vejo

Intensificando
O nervosismo
Me ameaça

Eu estou paralisado
Com tanto medo de morrer

Pego desprevenido
Os sinais de aviso
Nunca surgem

A tensão ataca
Sufocando-me
As preocupações crescem

Por que eu me sinto tão entorpecido
Tem algo a ver com o lugar de onde eu vim?
Deve ser isso uma luta ou um vôo?
Eu não sei por que ando constantemente tão tenso

Coração batendo rápido
Socando meu peito
Corpo agitado em angústia
Eu me sinto em perigo
A vida diária é estrangulada pelo meu estresse

Uma sufocação surge
Atirando através de todas as minhas veias
Apreensão extrema
De repente estou louco

Perdi toda a esperança pela redenção
Uma situação grave e desesperadora
Na melhor das hipóteses

Por que eu me sinto tão entorpecido
Tem algo a ver com o lugar de onde eu vim?
Deve ser isso uma luta ou um vôo?
Eu não sei por que ando constantemente tão tenso

Histeria sem ajuda
Uma falsa sensação de urgência
Preso na minha fobia
Possuído pela angústia

Corro
Tento me esconder
Tomado por esse delírio complexo

Histeria sem solução
Uma falsa sensação de urgência
Preso na minha fobia
Possuído pela angústia

Corro
Tento me esconder
Tomado por esse delírio complexo

Referências:

• O riff de “Skeezix Dilemma” da banda Tourniquette é ouvido aos 0:15 min;

• As guitarras gêmeas do Iron Maiden aparecem aos 5:43 min;

• O riff aos 4:45 lembra demais o Iron Maiden;

• O piano entre 1:27 – 1:43 soa com “Fatal Tragedy”;

• O riff final soa em cada uma das 5 partes cantadas (incluindo a primeira vez em que é executado, bem como o final desfalescente);

• A parte negativa é muito parecida com “Several Species od Small Furry Animals Gathered Together in a Cave and Grooving With a Pict” do Pink Floyd.

Never Enough

Cut myself open wide
Reach inside
Help yourself
To all I have to give
And then you help yourself again
And then complain that
You didn't like the way
I put the knife in wrong
You didn't like the way
My blood spilled
On your brand new floor

What would you say
If I walked away
Would you appreciate
But then it'd be too late
Because I can only take so much
Of your ungrateful ways
Everything is never enough

Sacrifice my life
Neglect my kids and wife
All for you to be happy
All those sleepless nights
And countless fights to give you more
And then you say how dare that
I didn't write you back
I must be too good for you
I only care about myself

What would you say
If I walked away
Would you appreciate
But then it'd be too late
Because I can only take so much
Of your ungrateful ways
Everything is never enough

What would you say
If I walked away
Would you appreciate
But then it'd be too late
Because I can only take so much
Of your ungrateful ways
Everything is never enough

Nunca o Suficiente

Corte-me bem aberto
Alcance o interior
Ajude a si mesmo
Para tudo que eu tenho a dar
E aí você se ajuda novamente
E depois reclama que
Não gostou do jeito que
Eu pus a faca erroneamente
Você não gostou do jeito que
Meu sangue espirrou
No seu piso novo em folha

O que você diria
Se eu caminhasse para longe
Você apreciaria?
Mas aí seria tarde demais
Porque eu posso agüentar tanto
Dos seus modos ingratos
Tudo nunca é o suficiente

Sacrifico minha vida
Negligencio meus filhos e minha esposa
Tudo para que você seja feliz
Todas aquelas noites sem dormir
E lutas incontáveis para te dar mais
E então você diz como eu ousei
Não ter te escrito de volta
Eu devo ser bom demais para você
Eu só ligo para mim mesmo

O que você diria
Se eu caminhasse para longe
Você apreciaria?
Mas aí seria tarde demais
Porque eu posso agüentar tanto
Dos seus modos ingratos
Tudo nunca é o suficiente

O que você diria
Se eu caminhasse para longe
Você apreciaria?
Mas aí seria tarde demais
Porque eu posso agüentar tanto
Dos seus modos ingratos
Tudo nunca é o suficiente

Referências:

• A música soa muito parecida com Muse;

• A melodia do refrão é similar a um dos solos de David Guilmour em “Echoes” do Live at Pompeii do Pin Floyd;

• Esta canção é um desabafo de Mike Portnoy aos fãs que sempre estão cobrando mais não importando o quanto ele se esforce na carreira.

Sacrificed Sons

Left: This has all the appearances
of an extraordinarily well coordinated
and devastating terrorist attack

Right: Terrorism against our nation
will not stand; the government will
hunt down those responsible

Left: Terrorism means striking terror
into the hearts of people, that has
been accomplished

Right: Looking in awe, amazement,
shock and grief and anger at what
they were seeing in front of them

Middle: There has just been a huge
explosion... you can see, uh, a billowing
smoke rising, there was a cascade of sparks
and fire and we see this extraordinarily
big, frightening scene behind us

Left: There is panic on the streets,
there are people screaming and running

Right: Good Lord, there are no words

Left: 3000 Palestinians (unintelligible)
chanting "God is good"

Right: This is just a horrific scene and
a horrific moment, but just look at that.
That is about as frightening a scene as
you will ever see

Left: But there are times in your life
that are life changing, where your life
can never be the same and this appears
certainly to be one of them.

Walls are closing
Anxiously
Channel surfing
Frantically

Burning City
Smoke and fire
Planes were certain
Faith inspired

No clues
A complete surprise
Who'll be
Coming home tonight

Heads all turning
Towards the sky
Towers crumble
Heroes die

Who would wish this
On our people
And proclaim
That His will be done
Scriptures they heed
Have misled them
All praise their Sacrificed sons
All praise their Sacrificed sons

Teach them
What to think and feel
Your ways
So enlightening

Words they preach
I can't relate
If God's true Love
Are acts of Hate

Who would wish this
On our people
And proclaim
That His will be done
Scriptures they heed
Have misled them
All praise their Sacrificed sons
All praise their Sacrificed sons

God on high
Our mistake
Will mankind be extinct
There's no time
Time to waste
Who serves the truth
For Heaven's sake

Filhos Sacrificados

Esquerda: Isso tem o jeito de um
extraordinário e bem coordenado
ataque terrorista devastador

Direita: O terrorismo contra nossa
nação não vai continuar; o governo
vai capturar aqueles responsáveis

Esquerda: O terrorismo pretende
incutir o terror no coração das
pessoas, isso tem acontecido

Direita: Olhando com temor, surpresa,
choque e pesar e raiva para aquilo que
eles estavam vendo em suas frentes

Meio: Acaba de ocorrer uma gigantesca
explosão... podemos ver, ahn, uma onda
de fumaça subindo, houve uma cascata de
faíscas e fogo e vemos essa extraordinária,
grande e medonha cena atrás de nós.

Esquerda: Há pânico nas ruas,
há muitas pessoas gritando e correndo

Direita: Meu Deus, não existem palavras

Esquerda: 3000 Palestinos (ininteligível)
entoando “Deus é bom”

Direita: Esta é uma cena horrível e
um momento horrível, mas apenas olhe
para aquilo. Essa é o tipo de cena
mais medonha que você vai ver um dia

Esquerda: Mas há momentos na vida que
a vida muda, onde sua vida pode nunca
mais ser a mesma e esse parece com
certeza ser um deles.

As paredes estão se fechando
Ansiosamente
Trocando de canal
Freneticamente

Cidade queimando
Fumaça e fogo
Os aviões foram certeiros
Inspirados pela fé

Sem pistas
Uma surpresa completa
Quem estará
Vindo para casa esta noite?

Todas as cabeças se voltando
Em direção ao céu
As torres desmoronam
Os heróis morrem

Quem iria desejar isso
A nosso povo
E proclamar
Que a vontade Dele seja feita?
As Escrituras que eles seguem
Os deixaram desorientados
Todos louvam seus filhos Sacrificados
Todos louvam seus filhos Sacrificados

Ensine-os
O que pensar e sentir
Seus modos
Tão esclarecidos

As palavras que eles pregam
Não consigo relacionar
Se o amor verdadeiro de Deus
São atos de ódio

Quem iria desejar isso
A nosso povo
E proclamar
Que a vontade Dele seja feita?
As Escrituras que eles seguem
Os deixaram desorientados
Todos louvam seus filhos Sacrificados
Todos louvam seus filhos Sacrificados

Deus no céu
Nosso erro
A humanidade será extinta?
Não há tempo
Tempo a perder
Quem serve a verdade
Em consideração aos céus?

Referências:

• O fim de “She’s so Heavy” dos Beatles surge aos 3:35 min;

• 4:41 puxado de “A Change of Seasons”, “Peruvian Skies”, “Fatal Tragedy” e a canção do Rush “Natural Science”;

• 7:02 – 7:32 é a melodia de “Teddy Bear’s Picnic”, uma cancã infantil na América;

• O riff no tema principal lembra a música “Ants Invasion” de “Adam and the Ants”.

• Existem oito vozes diferentes usadas no começo da canção. O assunto são as motivações e conseqüências do 11 de Setembro.

Octavarium

I. Someone Like Him
(John Petrucci)

I never wanted to become
Someone like him
So secure
Content to live each day
Just like the last
I was sure I knew that
This was not for me
And I wanted so much more
Far beyond what I could see
So I swore that I'd
Never be someone like him

So many years have passed
Since I proclaimed
My independence
My mission
My aim
And my vision
So secure
Content to live each day
Like it's my last
It's wonderful to know
That I could be
Something more than what I dreamed
Far beyond what I could see
Still I swear that I'm
Missing out this time

As far as I could tell
There’s nothing more I need
But still I ask myself
Could this be everything
Then all I swore
That I would never be was now
So suddenly
The only thing
I wanted
To become
To be someone just like him

II. Medicate (Awakening)
(James LaBrie)

A Doctor sitting next to me
He asked me how I feel
Not sure I understand
His questioning
He says I've been away a while
But thinks he has cured me
From a state of catatonic sleep

For 30 years
Where have I been
Eyes open
But not getting through to me

Medicate me
Infiltrate me
Side effects appear
As my conscience slips away

Medicate me
Science failing
Conscience fading fast
Can't you stop what's happening

A higher dosage he prescribes
But there's no guarantee
I feel it starting to take over me
I tell him not to be ashamed
There's no one who's to blame
A second shot
A brief awakening

I feel the relapse
Can't break free
Eyes open
But not getting through to me

Medicate me
Infiltrate me
Side effects appear
As my conscience slips away

Medicate me
Science failing
Conscience fading fast
Can't you stop what's happening?

III. Full Circle
(Mike Portnoy)

(Isn't this is where we came in)
(Pink Floyd - The Wall)
Sailing on the seven seize the day tripper
diem's ready jack the ripper owens wilson
phillips and my supper's ready lucy in the sky
with diamond dave’s not here I come to save
the day for nightmare cinema show me the way
to get back home again

(Running forward
Falling back)
Spinning round and round
Looking outward
Reaching in)
Scream without a sound

(Leaning over
Crawling up)
Stumbling all around
(Losing my place
Only to)
Find I've come full circle

Flying off the handle with careful with
That axe Eugene gene the dance machine
Messiah light my fire gabba gabba hey hey
My my generation's home again

(Running forward
Falling back)
Spinning round and round
(Looking outward
Reaching in)
Scream without a sound

(Leaning over
Crawling up)
Stumbling all around
(Losing my place
Only to)
Find I've come full circle

IV. Intervals
(Mike Portnoy)

(Root)
Our deadly sins feel his mortal wrath
Remove all obstacles from our path

(Second)
Asking questions
Search for clues
The answer's been right in front of you

(Third)
We try to break through
Long to connect
Fall on deaf ears
With failed muted breath

(Fourth)
Loyalty, trust, faith and desire
Carries love through each darkest fire

(Fifth)
Tortured insanity
A smothering hell
Try to escape but to no avail

(Sixth)
The calls of admirers
Who claim they adore
Drain all your lifeblood
While begging for more

(Seventh)
Innocent victims for merciless crimes
Fall prey to some madman's impulsive designs

(Octave)
Step after step
We try controlling our fate
When we finally start living
It's become to late

Trapped inside this Octavarium
Trapped inside this Octavarium
Trapped inside this Octavarium
Trapped inside this Octavarium

V. Razor's Edge
(John Petrucci)

We move in circles
Balanced all the while
On a gleaming razor's edge

A perfect sphere
Colliding with our fate
This story ends where it began

Octavarium

I. Alguém Como Ele
(John Petrucci)

Eu nunca quis me tornar
Alguém como ele
Tão seguro
Feliz em viver cada dia
Como se fosse o último
Eu tinha certeza de que
Isso não era para mim
E eu queria muito mais
Muito além do que eu poderia ver
Então eu jurei que eu
Nunca seria alguém como ele

Tantos anos se passaram
Desde que eu proclamei
Minha independência
Minha missão
Meu objetivo
E minha visão
Tão seguro
Feliz em viver cada dia
Como se fosse meu último
É maravilhoso saber
Que eu poderia ser
Algo mais do que eu sonhei
Muito além do que eu poderia ver
E ainda eu juro que eu
Evito esse tempo

Até onde eu possa falar
Não há mais nada que eu preciso
Mas eu ainda me pergunto
Seria isso tudo?
Então eu jurei
Que eu nunca seria como agora
Então de repente
A única coisa que
Eu quis
Era me tornar
Era ser alguém exatamente como ele

II. Medique (O Despertar)
(James LaBrie)

Um médico sentando ao meu lado
Ele me perguntou como eu me sinto
Não tenho certeza se entendo
Seu questionamento
Ele diz que eu estive ausente por um tempo
Mas acha que me curou
De um estado de sono catatônico

Por 30 anos
Onde eu estive?
Olhos abertos
Mas não me penetrando

Me medique
Me infiltre
Efeitos colaterais aparecem
Enquanto minha consciência vaga para longe

Me medique
Falha da ciência
A consciência desaparecendo rápido
Você não pode parar o que está acontecendo?

Uma dosagem maior ele prescreve
Mas não há garantia
Sinto que isso começa a tomar conta de mim
Eu digo a ele para não se envergonhar
Não há ninguém para culpar
Uma segunda tentativa
Um breve despertar

Eu sinto o relapso
Não consigo me libertar
Olhos abertos
Mas não me penetrando

Me medique
Me infiltre
Efeitos colaterais aparecem
Enquanto minha consciência vaga para longe

Me medique
Falha da ciência
A consciência desaparecendo rápido
Você não pode parar o que está acontecendo?

III. Volta Completa
(Mike Portnoy)

Não é aqui que entramos?
(Pink Floyd – The Wall)
Navegando nos sete (mares), apanhem o turista,
o carpe diem está pronto Jack o Estripador Owens
Wilson Phillips e minha ceia está pronta Lucy no
céu com diamantes Dave não está aqui para salvar
o dia para o cinema pesadelo me mostre o caminho
para voltar para casa novamente. *

(Correndo para frente
Caindo para trás)
Girando e rodopiando e rodopiando
(Olhando para fora
Alcançando dentro)
Grite sem fazer som

(Inclinando-se sobre
Rastejando para cima)
Tropeçando em toda parte
(Perdendo meu lugar
Apenas para)
Descobrir que completei uma volta

Perdendo a cabeça, cuidado com
Aquele machado, Eugene, o gene a máquina de dança
Messias acenda meu fogo, gabba gabba hey hey
Minha geração está em casa novamente. **

(Correndo para frente
Caindo para trás)
Girando e rodopiando e rodopiando
(Olhando para fora
Alcançando dentro)
Grite sem fazer som

(Inclinando-se sobre
Rastejando para cima)
Tropeçando em toda parte
(Perdendo meu lugar
Apenas para)
Descobrir que completei uma volta

IV. Intervalos
(Mike Portnoy)

(Raiz)
Nossos pecados mortais sentem sua ira mortal
Remova todos os obstáculos do nosso caminho

(Segundo)
Fazendo perguntas
Busque pistas
A resposta tem estado bem na sua frente

(Terceiro)
Nós tentamos atravessar
Desejamos conectar
Caímos em ouvidos surdos
Com respiração falha e muda

(Quarto)
Lealdade, confiança, fé e desejo
Carregam o amor pelo fogo mais obscuro

(Quinto)
Insanidade torturante
Um inferno asfixiante
Tento escapar mas sem êxito

(Sexto)
Os chamados dos admiradores
Que clamam a quem eles adoram
Drenam todo seu sangue vital
Enquanto imploram por mais

(Sétimo)
Vítimas inocentes de crimes hediondos
Caem presas aos planos impulsivos de um louco

(Oitavo)
Passo a passo
Tentamos controlar nosso destino
Quando finalmente começamos a viver
Já é tarde demais

Preso dentro desse Octavarium
Preso dentro desse Octavarium
Preso dentro desse Octavarium
Preso dentro desse Octavarium

V. Fio da Navalha
(John Petrucci)

Nós nos movemos em círculos
Balançamos o tempo todo
No reluzente fio da navalha

Uma esfera perfeita
Colidindo com nosso destino
A história acaba aonde começou

Referências:

• 0:00 – 3:48 referentes a “Shine on you Crazy Diamond”, “Tangerine Dream” do Pink Floyd, “Scenes” do Marty Friedman, “Bijou” do Queen e a banda Tangerine Dream;

• 3:49 - Tema da banda “Spock’s Beard”;

• 4:33 – Flauta parecida com a canção-tema de “O Poderoso Chefão” e também com Änglagård;

• 6:33 – Tema de piano de “Bohemian Rhapsody” (Queen);

• 9:00 – Durante o Groove do baixo, o arpejo de guitarra toca o verso vocal de “Anna Lee”. OO baixo toca uma parte similar a “Heart of the Sunrise”, do Yes;

• 12:15 - Teclados do Marillion com o prelúdio de Rick Wakeman;

• 12:17 - Sintetizador de “Sequential Circuites Prophet 5” do Styx;

• 17:47 – Jingle Bells nos teclados (!);

• 17:55 – Parte de violão de Spock's Beard / Neal Morse;

• 18:43 - Vocal estilo Dave Mustaine com a presença do pregador de “Forgotten Sons”do Marillion;

• 19:55 – Reprise do tema de “O Poderoso Chefão”;

• 21:30 – O tom da guitarra lembra muito o de Brian May (AC30ish);

• Uma harmonia vocal usada em “Razor’s Edge” é também usada em “Get Back”, dos Beatles (Apaecendo também em “Full Circle”);

• 14:30 – Uma voz fala “This is where we came in". É uma referência ao “The Wall” do Pink Floyd. Ao fim do álbum, alguém fala: "So this is where..." e ao início ouve-se: "...we came in.". Isto é o núcleo do conceito do “Octavarium”;

• A faixa-título tem 5 partes, sendo 3 seções instrumentais, totalizando 8;

• “Someone Like Him” parece ter sido retirada de “Carpe Diem” de “A Change of Seasons”. O personagem parece querer evitar uma vida comum e rotineira, sendo que ao final ele se dá conta de que o que ele mais queriaera essa vida. Ao seguir, vamos à segunda parte da canção que parece ser conseqüência dessa frustração;

• Medicate (Awakening) conta uma história similar ao filme “Tempo de Despertar (Awakening)”, sob o ponto de vista do personagem de Robert DeNiro;

• Esta canção envolve o tema “Full Circle”, que é o estado catatônico referido na letra;

• Outra teoria discute se esta letra é um reflexo dos pensamentos de LaBrie em relação à sua batalha pessoal com a perda de voz e saúde mental e física decorrente deste episódio por ele superado;

• Uma outra teoria propõe que esta parte conecta-se com “Disappear” e “Vacant”. Em “Disappear”, alguém está entrando em coma. Em “Vacant”, outra pessoa conversa com a vítima e em “Medicate”, a pessoa começa a se recuperar;

• “Full Circle” é onde o ciclo de “Octavarium” realmente se mostra. Talvez a banda tenha dito que eles tomaram os lugares dos seus ídolos na história da música (?);

• Estrofes 1 e 4 da parte III são inteiramente feitas em cima de referências musicais:

• “Sailing on the Seven Seas “ – OMD ou “Seven Seas of Rhye” – Queen;

• “Seize the Day” – Tema de “A Change of Seasons” e do filme “Sociedade dos Poetas Mortos”;

• “Day Tripper” - The Beatles;

• “Jack the Ripper” – Morrissey;

• “The Ripper” - Judas Priest;

• Ripper Owens - Vocalista do Iced Earth (ex-Judas Priest);

• Owen Wilson – Ator;

• Wilson Phillips – Banda;

• “Supper's Ready” – Genesis;

• “Lucy in the Sky with Diamonds” - The Beatles;

• “Diamond Dave” - David Lee Roth;

• “Dave's Not Here“– jargão da série Cheech & Chong;

• “Here I Come to Save the Day” – Super Mouse (desnho animado);

• “Day for Night” - Spock's Beard;

• Nightmare Cinema – Local onde a banda realizou uma apresentação de “Perfect Strangers” do Deep Purple com os instrumentos trocados;

• “Cinema Show” – Genesis;

• “Show Me the Way” – Styx;

• “Get Back” - The Beatles;

• “Handle with Care” - Travelling Wilburys;

• Flying off the Handle – quote;

• “Careful with that Axe, Eugene” - Pink Floyd;

• “Gene, Gene the Dance Machine” – Ato de “The Gong Show”;

• “ Machine Messiah” do Yes;

• “Light My Fire” - The Doors;

• “Gabba Gabba Hey Hey” - The Ramones;

• “Hey Hey, My My” - Neil Young;

• “My Generation” - The Who;

• “Home Again” - de "Breathe" reprise e "Time" em Pink Floyd – “The Dark Side of the Moon”;

• Outra teoria é que esta parte seria a confusão mental de Mike Portnoy na turnê;

• Em “Intervals”, observa-se Portnoy dizer uma escala de oito graus entre cada estrofe cantada por LaBrie. Cada uma refere-se a cada faixa anterior do disco “Octavarium” e pode-se escutar um trecho desta ao fundo. Nesta parte, pode-se ver a genialidade da banda ao fazer com que cada intervalo seja correspondente a uma tonalidade, e a voz de Portnoy também segue os tempos negativos. LaBrie diz: "Step after step, we try controlling our fate" , enquanto Portnoy vem com: “Octave” ou seja, há um sentido duplo relativo às nossas tentaivas de controlar os fatos através de etapas bem como os membros do Dream Theater tentando controlar as suas composições. Esta parte também demonstra a preocupação com os 12 passos dos Alcoólicos Anônimos feitos por Mike Portnoy;

• Root: "Take all of me" (3:03 de The Root Of All Evil);

• Second: "Don't let the day go by" (4:21 de The Answers lies Within);

• Third: Um trecho de These Walls surge ao fundo;

• Fourth: "I walk beside you" (1:06 de I Walk Beside You);

• Fifth: "Hysteria" (3:55 de Panic Attack);

• Sixth: "Hysteria" (3:55 de Panic Attack);

• Seventh: Um trecho de Sacrificed Sons ao fundo;

• Octave: "Side effects appear" (11:52 de Octavarium part II);

• Esta letra expressa como o ciclo se fecha, pois o Dream Theater percebe como a carreira deles tornou-se um ciclo completo, já que à época estavam de novo sem gravadora, após oito álbuns de estúdio;

• “The Root Of All Evil” começa na parte VI enquanto “Octavarium” acaba na parte V. Apesar de “Root...” não ter sido composta com este intuito, vemos uma sequência lógica muito bem feita;

• Razor’s Edge lembra a canção “The Evil that Men Do” do Iron Maiden que diz: “livin on a razor’s edge/ balancing on a ledge”.


Para finalizar, é preciso dizer que o símbolo do infinito é o algarismo 8 deitado (seria outra referência ao “Falling Into Infinity”?). John Myung utilizava este símbolo no seu baixo.

Imagem

Faixas:

1. The Root Of All Evil (8:25) (Portnoy)
vi. Ready
vii. Remove
2. The Answer Lies Within (5:33)
3. These Walls (7:36) (Petrucci)
4. I Walk Beside You (4:29) (Petrucci)
5. Panic Attack (8:13) (Petrucci)
6. Never Enough (6:46) (Portnoy)
7. Sacrificed Sons (10:42) (LaBrie)
8. Octavarium (24:00)
i. Someone Like Him (Petrucci)
ii. Medicate (Awakening) (LaBrie)
iii. Full Circle (Portnoy)
iv. Intervals (Portnoy)
v. Razor's Edge (Petrucci)

*Todas as partes instrumentais são compostas por Dream Theater

Orquestra em Sacrificed Sons e Octavarium:

• Maestro: Jamishied Sharifi
• Mestra do concerto: Elena Barere
• Violinos: Katherine Fong; AnnLehmann; Katherine Livolsi-Stern; Laura McGinnis; Catherine Ro; Ricky Sortomme e Yuri Vodovoz.
• Violas: Vincent Lionti; Karen Dreyfuss.
• Cellos: Richard Locker; Jeanne LeBlanc.
• Flauta: Pamela Skar.
• Trompa de pistão: Joe Anderer; Stewart Rose

Quarteto de cordas em The Answer Lies WIthin:

• Primeiro violino: Elena Barere
• Segundo violino: Carol Webb
• Viola: Vincent Lionti
• Cello: Richard Locker

Dream Theater é:

• James LaBrie / vocal principal
• John Myung / baixo
• John Petrucci / guitarra elétrica, guitarra acústica
• Mike Portnoy / bateria, percussão, vocais
• Jordan Rudess / teclado, guitarra lap steel, fingerboard

Arte elaborada por Hugh Syme; Conceito de arte por Hugh Syme e Mike Portnoy;

Fotografias por Colin Lane; Produzido por Mike Portnoy e John Petrucci.

Lançado em 07 de junho de 2005 pela gravadora Atlantic Records

Criado em 1996, Whiplash.Net é o mais completo site sobre Rock e Heavy Metal em português. Em março de 2013 o site teve 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas e 8.590.108 pageviews. Redatores, bandas e promotores podem colaborar pelo link ENVIAR MATERIAL no topo do site.

Esta é uma matéria antiga do Whiplash.Net. Por que destacamos matérias antigas?


  | Comentários:

Todas as matérias da seção Curiosidades
Todas as matérias sobre "Dream Theater"

Rock Brigade: John Petrucci na capa da edição 273
Dream Theater: clipe para "Enigma Machine" com o Ballet Deviare
Dream Theater: John Myung na capa da nova edição da Bass Player
Dream Theater: James Labrie ansioso para turnê americana
Mike Portnoy: cruzeiro foi uma das suas maiores experiências
Dream Theater: Photo Book da turnê para combater o câncer
Transatlantic: Minha épica viagem de dirigível em São Paulo
Transatlantic: TV Diário divulga trechos do show em SP
Transatlantic: Galeria de imagens do show em São Paulo
Transatlantic: Um show para toda a família em São Paulo
Dream Theater: Banda escorrega em suas virtudes e se repete
Dream Theater: as canções mais subestimadas da banda
Dream Theater: assista ao video clipe de "The Looking Glass"
Mike Portnoy: o top 25 de bateristas da Modern Drummer
Dream Theater: trailer da Along For The Ride 2014 Tour

Os comentários são postados usando scripts do FACEBOOK e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Pense antes de escrever; os outros usuários e colaboradores merecem respeito;
Não seja agressivo, não provoque e não responda provocações com outras provocações;
Seja gentil ao apontar erros e seja útil usando o link de ENVIO DE CORREÇÕES;
Lembre-se de também elogiar quando encontrar bom conteúdo. :-)

Trolls, chatos de qualquer tipo e usuários que quebram estas regras podem ser banidos sem aviso. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Mr. Satan

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados.

Caso seja o autor, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Link que não funciona para email (ignore)

QUEM SOMOS | ANUNCIAR | ENVIAR MATERIAL | FALE CONOSCO

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em março: 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas, 8.590.108 pageviews.


Principal

Resenhas

Seções e Colunas

Temas

Bandas mais acessadas

NOME
1Iron Maiden
2Guns N' Roses
3Metallica
4Black Sabbath
5Megadeth
6Ozzy Osbourne
7Kiss
8Led Zeppelin
9Slayer
10AC/DC
11Angra
12Sepultura
13Dream Theater
14Judas Priest
15Van Halen

Lista completa de bandas e artistas mais acessados na história do site

Matérias mais lidas