WHIPLASH.NET - Rock e Heavy MetalWHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal

FacebookTwitterGoogle+RSSYouTubeInstagramApp IOSApp Android
MenuBuscaReload

Alice Cooper: Steven cresceu e se vê envolto por tentações

Resenha - Last Temptation - Alice Cooper

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Neimar Secco
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Imagem
Tentações, descontentamento, passos no escuro envoltos por ansiedade, angústia e mistério. Steven, que era uma criança cheia de medos, traumas e amigos invisíveis em Welcome To My Nightmare, de 1975, cresceu. Quis ver o show e pagou para vê-lo em um teatro escuro e vazio, cheio apenas de medos, surpresas e da vontade de não permanecer ali; cercado agora pelas sensações de culpa por pecar ou querer pecar. Se, cinco anos antes, a tentação era o veneno que corria pelas veias, ("You're poison running through my veins" - Poison) a tentação tão diversamente explorada em The Last Temptation deve agora ser abandonada ou encarada, custe o que custar.
Rock in Rio: Arthur Brown participará do show de Alice CooperLista: as dez melhores músicas para se ouvir na estrada

Com The Last Temptation, Alice Cooper volta à sua melhor forma como narrador de histórias de dar frio na espinha e que (algumas vezes) deixam a consciência confusa. Nosso álbum de tentações começa com um show, que está inserido em uma feira com outros tantos shows circenses por todas as partes do picadeiro. O próprio nome já diz: Sideshow (lateral, periférico, um entre outros tantos). Será que Alice não estava, mais uma vez, fazendo uma autoanálise, vendo onde ele se encaixava no contexto de uma nova época? 1994 era a hora e a vez das bandas grunge de Seattle (e redondezas):

Imagem

Nirvana, Pearl Jam, Alice In Chains, Screaming Trees, Soundgarden, etc. Todas mais jovens, plenas de "atitude" e garra e buscando os holofotes que, duas décadas antes, pertenceram a Alice Cooper, com toda a propriedade. Será que Alice devia se contentar com ficar vendo de fora o que se passava no centro do picadeiro musical?

Imagem

Sideshow:
I need a sideshow (Eu preciso de um "espetáculo de picadeiro")
Some kinda creepshow, oh yeah (Algum tipo de show de horrores, oh yeah)
They ran the circus out of town (Levaram o circo para fora da cidade)
But the ring master said "Boy, you can stick around" (Mas o diretor do anfiteatro disse: "garoto, você pode ficar por aqui")

Imagem

I pay to see the freaks (Eu pago para ver as aberrações)
Some finger lickin' chicken-eating geek (Algum artista de terror comedor de frangos e lambedor de dedos)
Hey, that sounds cool to me (Ei, isso parece legal pra mim)
I just want to step inside (Eu só quero entrar)
I want a scary ride, oh yeah (Quero uma viagem assustadora, oh yeah)
See Jeckyll turn to Hyde (Ver o Médico virar Monstro)
I feel my head spinnin' round and around and around and around,around around around (Sinto minha cabeça girar, girar, girar, girar...)

Imagem

Mas não esqueçamos, toda viagem tem seu preço, portanto:

Nothing's free (Nada é de graça)
You, me, understand, shake my hand (Você, eu, entenda, "aperte" minha mão)
Last chance, little man ain't it grand (Última chance, pequeno homem, isso não é grandioso?)
It's a bargain, it's a steal (É uma pechincha, é um roubo)
30 pieces silver and a deal's a deal (30 pedaços de prata e negócio é negócio)
Sign upon the dotted line (Assine na linha pontilhada)
I'll be yours and you'll be mine (Eu serei seu, você será meu)
Nothing's free (Nada é de graça)
Eventually (No final das contas)
Nothing's free from the rules and laws of morality (Nada é livre das regras e leis da moralidade)
Free to take your fill (Livre para pegar a parte que lhe cabe)
Free from your own free will (Livre do seu próprio livre arbítrio)
Nothing's free (Nada é de graça)

Imagem

My boy, it's getting late, I'll raise the stakes (Meu garoto, está ficando tarde, vou aumentar as apostas)
So close, control your fate, why hesitate (Tão perto, controle seu destino, hesitar por quê?)
Seal the deal, close the sale (Sele a negociação, feche a venda)
Take my hammer, drive the nail (Pegue meu martelo, conduza o prego)
Sign upon the bloody line, (Assine sobre a linha sangrenta)
A drop of yours, a drop of mine (Uma gota sua, uma minha)
Nothing's free (Nada é de graça)
Eternally (Eternamente)

Imagem

O conflito interior de Steven segue em "Lost In America". Quando se quer conquistar coisas, precisa-se "ir atrás", mas também ter e, se não tiver, criar condições para se chegar à meta. E fica difícil quando se vive em um círculo de dificuldades (momentâneas ou não) e se sente a angústia de querer que a vida fosse um pouco mais "normal". Seguem trechos de "Lost In America" (Perdido na America):

I can't get a girl 'cause I ain't got a car (Não consigo uma garota, porque não tenho carro)
I can't get a car 'cause I ain't got a job (Não consigo um carro, porque não tenho emprego)
Oh, I can't get a job 'cause I ain't got a car (Não consigo emprego, porque não tenho carro)
So I'm looking for a girl with a job and a car (Então, tô procurando uma garota com emprego e carro)
Don't you know where you are (Você não sabe onde está?)
Lost in America (Perdido na América)
Lost in America (Perdido na América)
Lost in America lost (Perdido na América, perdido)
I got a mom but I ain't got a dad (Eu tenho mãe, mas não tenho pai)
My dad's got a wife but she ain't my mom (Meu pai tem uma mulher, mas não é a minha mãe)
Mom's looking for a man to be my dad (A mamãe está procurando um homem para ser meu pai)
But I want my mom and to be my real mom and dad (Mas eu quero que meu pai e minha mãe sejam o meu pai e minha mãe de verdade)
Is that so bad (Isso é tão ruim?)
Oh, I think I've been had (Oh, acho que fui maltratado)

Imagem

O fato é que encontrar-se sozinho em um lugar ruim (Bad Place Alone) não é a situação ideal:
Yeah....
I'm a creature of the street and I rip off all the money (Sou uma criatura das ruas e arranco todo o dinheiro)
I was kicked in the teeth, shoved face first through a window (Fui chutado nos dentes, meu rosto empurrado através de uma janela)
I got a gangland name and a teardrop tattooed eye (Eu tenho um nome de guerra e um olho tatuado de lágrima)
They call me Little Caesar in the brotherhood of crime (Me chamam de Pequeno César na irmandade do crime)
I know about the pain (Eu sei sobre da dor)
Dyin' in an alley with an air-conditioned brain (Morrendo em um beco com cérebro de ar condicionado)
I know, it's for real (Eu sei, é de verdade)
Flatlined in an ambulance without a pulse to feel (Sem sinais vitais em uma ambulância, sem pulsação para sentir)
Hey blood brother, you're one of our own (Ei, irmão de sangue, você é um dos nossos)
You're as sharp as a razor and as hard as a stone (Você é afiado como uma navalha e duro como uma pedra)
Hey blood brother, you're bad to the bone (Ei, irmão de sangue, você é mau de nascença)You're a natural killer in a bad place alone (Você é um matador natural, sozinho em um lugar ruim)

Imagem

A faixa seguinte, "You're My Temptation" seria, de certa forma, a mais emblemática do álbum, já que trata especificamente da tentação. No caso, a tentação sexual, a mesma abordada, cinco anos antes, em "Poison", mas dessa vez o personagem (Steven) se vê dominado pela tentação, vendo nisso também uma fraqueza em si mesmo, um pecado. Steven é muito "assombrado" por valores morais, mesmo vivendo tentado por perigos e prazeres dos quais ele não faz esforços para se afastar ou para resisitir:

Don't touch your lips don't wear your hair like that (Não toque seus lábios, não use seus cabelos assim)
I feel your presence all around me (Sinto sua presença ao meu redor)
Don't get too close don't move your eyes like that (Não chegue tão perto, não mexa seus olhos desse jeito)
Because they're deep enough to drown me (Porque eles são fundos o bastante para me afogar)

Imagem

It don't get hot like this in Heaven (please hide me in some holy place) (Não fica tão quente assim no paraíso, (por favor, me esconda em algum lugar sagrado))
You fool me with your angel face (protect my soul like a rich case)(Você me engana com sua carinha de anjo (protege minha alma como como um "case" rico))
Your master knows where I'm my weakest. (Seu mestre conhece meu ponto mais fraco)Mercy please, I'm on my knees (Piedade, por favor, estou de joelhos)
You're my temptation (Você é a minha tentação)
Measure my faith, the devil's awake (Avalie minha fé, o demônio está acordado)
He knows you're my temptation (Ele sabe que você é a minha tentação)

Os sentimentos de culpa e redenção se alternam nesse conflito interior. E eis que nós, ouvintes atentos e não avessos a novas influências, somos brindados com a participação especial e bem-vinda de Chris Cornell, tanto na composição quanto no dueto vocal de "Stolen Prayer", aliás um membro importante da geração grunge (que confinava nosso herói a um "show de picadeiro" (sideshow?)). Principalnente no que se refere ao vocal de Cornell, essa música lembra muito "Hunger Strike" do Temple Of The Dog, na qual ele tem uma participação vocal muito parecida com a de "Stolen Prayer".

Imagem

I remember yesterday when things were black and white (Me recordo de ontem, quando as coisas eram em preto e branco)
Never thought I'd get confused on what was wrong and right (Nunca pensei que ficaria confuso sobre o que é certo e o que é errado)
Well, I'm not unbreakable with armour on my skin (Bem, não sou inquebrável, com armadura em minha pele)
Well, it's not unthinkable, I could be fooled again (Bem, não é impensável, poderia ser enganado de novo)

Imagem

I take your words and try them on (Eu pego suas palavras e as experimento todas)
[Chris] Yeah, it's a perfect fit, boy (Sim, é uma combinação perfeita, garoto)
You tell me one size fits us all (Você me diz que um tamanho serve para nós todos)
[Chris] Yeah, like an old straightjacket (Sim, como uma velha camisa de força)
Well, tell me why I'm so afraid (Bem, me diga por que tenho tanto medo)
(All my words are spoken) (Todas as minhas palavras estão ditas)
(All my words are spoken) (Todas as minhas palavras estão ditas)
All my words are spoken in a stolen prayer (Todas as minhas palavras estão ditas em uma prece roubada)

Imagem

E quem nunca lutou (ou não sabe de alguém que o tenha feito) por suas convicções? E é esse o tema da música composta por Cornell para o álbum: "Unholy War".

Unholy War (Guerra Profana)
From the start of life to my dying day (Desde o início da vida até o dia da minha morte)
In the dark of night and the burning light of day (No escuro da noite e na luz ardente do dia)It's a bloody fight but I can't walk away (É uma luta sangrenta, mas não consigo me afastar)I'm prime for the front line (Sou primordial para a linha de frente)
Unholy war, unholy war (Guerra profana, guerra profana)
I'll try, I'll fight until I die (Tentarei, lutarei até morrer)
(Unholy) (Profano)
Unholy war, unholy war (Guerra profana, guerra profana)
I see, I know, you'll always be (Eu vejo, eu sei, você sempre será)
Unholy (Profano)

Nossa próxima parada é Lullaby, canção onde um Steven, talvez recordando seus dias de infância, revisita seus medos e suas impressões do mundo que o cerca:

I was the boy who said all of my prayers (Eu era o garoto que fazia todas as minhas preces)
Laid my clean face on the pillow (Deitava minha cara limpa no travesseiro)
Tucked in real tight, so safe and secure through the night (Colocado pra dormir bem apertadinho, tão seguro pela noite toda)
I heard a noise, it was probably nothing (Ouvi um barulho, provavelmente não foi nada)
It pulled me right out of a dream ((que) me empurrou imediatamente pra fora do meu sonho)
If I knew it was you I'd have jumped out of bed with a scream (Se eu soubesse que era você, teria pulado pra fora da cama com um grito)
I am the one who growls in your closet (Sou aquele que murmura no seu closet)
I am the one who lives under your bed (Sou aquele que mora debaixo da sua cama)

Imagem

Mas para tudo na vida, até mesmo quem vive atormentado, tem seus momentos de desejos e ideias românticos. Então vemos Steven querendo ser o herói de sua amada, que é tão impulsiva e atirada na vida quanto ele, ou, talvez, mais, porque não dá mostras de culpa ou medos, pelo menos, não se olharmos pela visão do amante em relação à amada.

You played your cards, you felt the sorrow (Você deu suas cartas, sentiu a mágoa)
'Cause all that dealer dealt was pain (porque tudo com que aquele negociante lidava era dor)
But baby, where you gonna play tomorrow (Mas, baby, onde você vai jogar amanhã?)
The stakes were too damn high (As apostas estão elevadas demais)
And now, you're broke again (E agora você está dura de novo)
You can trip around 'till all your money's blown (Você pode viajar sem destino até torrar toda a sua grana)
But who's the man that'll take you in when all your luck is gone yeah (Mas quem é o homem que a abrigará quando toda a sua sorte acabar?)
It's me, it's me (Sou eu, sou eu)
What are you searching for (O que você está procurando?)
I know you can find my door (Sei que você pode achar minha porta)
It's me, it's me (Sou eu, sou eu)
I know you've sinned every sin (Sei que você cometeu todos os pecados)
But I'll still take you in (Mas ainda assim eu a acolherei)
It's me (Sou eu)

E depois desse sonho, devaneio ou mero ideal de amor heroico, chegamos ao fim da nossa jornada de tentações, em que Steven, purificado pelo fogo relembra tudo o que viveu em sua jornada de provações e questiona o que vem a seguir, qual a sua colheita de tantas aventuras e desventuras:

Cleansed by Fire:
I don't know but I've been told the streets of hell are paved with gold (Não sei, mas me disseram que as ruas do inferno são cobertas de ouro)
Crazy, crazy (louco, louco)
You told me that nothing's free except my own insanity (Você me disse que nada é de graça, exceto minha própria insanidade)
Crazy, maybe (Louco, talvez)
Wake me, shake me (Me acorde, me chacoalhe)
Wake me, shake me (Me acorde, me chacoalhe)

You offer me the world and all its wealth (Você me oferece o mundo e toda a sua riqueza)
All for myself (Tudo só para mim)
You promised me a life eternally (Me prometeu uma vida eternamente)
And drink to my health (E bebe para a minha saúde)
I may seem only half-glued (Posso parecer colado pela metade)
But I can see right through you (Mas eu posso ver bem através de você)
Burn it up, burn it down (Incendeie, queime)
Burn this sucker to the ground (Queime esse idiota ao chão)
Oh yeah, oh yeah
Going, going, going, gone (Partindo, partindo, partindo, partiu)
There's a party going on (Tem uma festa rolando)
Do you think I don't know who you are (Você acha que eu não sei quem você é?)
A fallen star (Uma estrela caída)
When I feel my soul scream out at night (Quando sinto minha alma berrar à noite)
I know you're not far (Sei que você não está longe)
You need a better disguise (Você precisa de um disfarce melhor)
This one won't win any prize (Esse aí não vai ganhar prêmio algum)
Burn it up, burn it down (Incendeie, queime)
Burn this sucker to the ground (Queime esse idiota ao chão)
Oh yeah, oh yeah
Going, going, going, gone (Partindo, partindo, partindo, partiu)
There's a party going on and on and on and on and on... (Tem uma festa rolando, rolando, rolando...)
Cleansed by fire, cleansed by fire (Purificado pelo fogo, purificado pelo fogo)
I may seem only half-glued (Posso parecer colado pela metade)
But I can see right through you (Mas eu posso ver bem através de você)
What about dark (E quanto à escuridão?)
What about light (E quanto à luz?)
What about wrong (E quanto aos erros?)
What about right (E quanto aos acertos?)
What about death (E quanto à morte?)
What about sin (E quanto ao pecado?)
What about the web you're trying to spin (E quanto à teia que você está tentando fiar?)What about truth (E quanto à verdade?)
What about life (E quanto à vida?)
What about glory (E quanto à glória?)
What about Christ (E quanto a Cristo?)
What about peace (E quanto à paz?)
What about love (E quanto ao amor?)
What about faith in God above (E quanto à fé em Deus nas alturas?)
What about war (E quanto à guerra?)
What about hell (E quanto ao inferno?)
What if I stumble (E se eu tropeçasse?)
What if I fell (E se eu caísse?)
What about blood (E quanto ao sangue?)
What about greed (E quanto à ambição?)
And all of these things you're offering me (E todas essas coisas que você está me oferecendo)
Yeah, what about me (Sim, e quanto a mim?)
Little me (pequeno eu?)
You lose, I win (Você perde, eu ganho)
You couldn't suck me in (Você não conseguiu me trapacear)
It's over, you have no power (Acabou, você não tem poder)
You're lost (Está perdido)
And I'm found (E eu me encontrei)
And I'm, I'm Heaven bound (E eu estou ligado ao Céu)
Go back to where you belong (Volte para o lugar de onde você é)
To where you fell (Para onde você caiu)
Go to hell (Vá para o inferno)
Go....................... (Vá..............)

NOTAS:

Músicos:
Stef Burns - Guitarra, Vocais
Greg Smith - Baixo, Vocais
Derek Sherinian - Teclados, Vocais
David Uosikkinen - Bateria
Chris Cornell - Vocais em 'Stolen Prayer' e 'Unholy War'
Dan Wexler - Guitarra em 'Lost In America'
John Purdell - Teclados adicionais em 'You're My Temptation', 'Lullaby' e 'It's Me'.

FAIXAS:
1. Sideshow (Cooper, Smith, Brooks, Norwood, Wexler, Saylor) [6:29]
2. Nothing's Free (Cooper, Wexler, Saylor) [5:01]
3. Lost In America (Cooper, Wexler, Saylor) [3:53]
4. Bad Place Alone (Cooper, Wexler, Saylor) [5:04]
5. You're My Temptation (Cooper, Blades, Shaw) [5:09]
6. Stolen Prayer (Cornell, Cooper) [5:37]
7. Unholy War (Cornell) [4:10]
8. Lullaby (Cooper, Vallance) [4:28]
9. It's Me (Cooper, Blades, Shaw) [4:39]
10.Cleansed By Fire (Cooper, Hudson, Dudas, Saylor) [6:13]

Produtores:
-- Andy Wallace (1,6,7,10)
-- Don Flemmin (2,3,4)
-- Duane Baron/John Purdell (5,8,9)

Quadrinhos da Marvel, que ilustram as histórias das músicas do álbum, escritos por Neil Gainmam e ilustrados por Michael Zulli:

Imagem

Imagem

Imagem

Tradução e edição brasileira dos quadrinhos:

Imagem

Turnê:
Não houve uma tour propriamente dita em seguida ao lançamento do álbum. Quando foi lançado, Alice já tinha rescindido o contrato com a Sony Music, o que provavelmente tenha sido o motivo que inviabilizou uma tour por vários países. Mesmo assim, mais de um ano depois de seu lançamento, Alice veio à América do Sul para alguns shows no festival Philips Monsters Of Rock. Essa tour passou também pela Argentina e pelo Chile.

Imagem

A banda que acompanhou Alice nesses shows na América do Sul foi:
Stef Burns - guitarra
Paul Taylor - guitarra
Jimmy Degrasso - bateria
Greg Smith - baixo
Derek Sherinian - teclados

Set list desses shows:
1. Under My Wheels
2. Billion Dollar Babies
3. No More Mr. Nice Guy
4. Sideshow *
5. Jumpin' Jack Flash *
6. I'm Eighteen
7. Desperado
8. It's Me
9. Lost in America
10. Cleansed by Fire *
11. Go to Hell
The Nightmare Suite
12. Devil's Food (instrumental)
13. Steven (instrumental)
14. Black Widow Jam
15. Gutter Cat vs. the Jets
16. Street Fight
17. Feed My Frankenstein
18. Only Women Bleed
19. Welcome to My Nightmare
20. Ballad of Dwight Fry
21. School's Out
Bis:
Elected (Os músicos da banda voltaram ao palco usando máscaras de presidentes americanos).

* Músicas executadas ao vivo por Alice Cooper pela primeira vez.­­­­

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Rock in Rio
Arthur Brown participará do show de Alice Cooper

Todas as matérias e notícias sobre "Alice Cooper"

Alice Cooper
"A CNN tornou-se muito mais chocante que meus shows!"

Pop Obscuro
Doors, Black Sabbath, Alice Cooper e mais

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Alice Cooper"

Lista
As dez melhores músicas para se ouvir na estrada

Iron Maiden
Os mesmos três acordes em quarenta músicas

Antes da fama
Nova galeria de fotos de infância de rockstars

Rob Halford: "tamanho não importa, mas sim o que você faz"Richard Berry: se uma música pudesse definir o rock de garagem, seria "Louie, Louie"Bruce Dickinson: Led Zeppelin ou Deep Purple?

Sobre Neimar Secco

Welcome to my nightmare. Sou professor de inglês e de português e também tradutor eventual. Rock sempre foi e continua sendo a minha trilha sonora de todas as horas. Minhas preferências são hard rock, progressivo e classic rock em geral (anos 60, 70 e 80). Bandas favoritas: Alice Cooper, Led Zeppelin, Black Sabbath, Ozzy Osbourne, Pink Floyd, Beatles, Creedence, The Doors, Dire Straits, entre muitas outras.

Mais matérias de Neimar Secco no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em agosto: 1.237.477 visitantes, 2.825.604 visitas, 7.034.755 pageviews.

Usuários online